Chá das cinco

Ah se eu pudesse…
Amaury Guimarães Farias (1927-2007)

Se eu pudesse contar
eu contaria,
as coisas que o mundo
não contou,
porque no mundo conturbado
não se pode realizar
o que sonhou.

Se eu pudesse dizer
eu te diria,
da vida que sonhei
e não vivi
porque os anos se passaram
destruindo as coisas
que a custo construí.
Mas não desespero assim
tão simplesmente
da vida que foi dada
docilmente
por Deus, Divino e Onipotente,
porque se a vida é ruim
sem ter história,
pior é morrer
sem ter a glória
de viver a vida
sem viver.

  • Alcinéia outra informação importante que veio a público na Audiência pública foi que os equipamentos e aparelhos carissímos para equipar o hospital do Cancêr com radioterapia, por causa do abandono da obra foram enviados para Santarém pelo Ministério da Saúde, esta informação foi repassada pela presidente do conselho estadual da Saúde Zilnaide Teixeira, ou seja por imcompetência administrativa a sociedade amapaense vem perdendo a possibilidade de ter um tratamento mais digno para seus doentes de cancêr.

  • Alcine, parabéns pelo post, não so pelo verso mas por você lembrar do grande homen que foi Amaury Farias, que por sinal me sinto muito orgulhoso por ser seu neto. sempre leio os versos e poemas dele, ele tinha jeito pro assunto. (risos de saudades)

    Aproveito e parabenizo por este canal de noticia que é seu Blog, pois gosto das noticias vinculadas nele, são notícias serias e com conteudo muito verdadeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *