Chá das cinco

Cansei de ser sereia
Carla Nobre

Meu peito é mole, sim
Minha boca é carnuda
E eu gosto
Meu jogo é aberto
E eu posso

Minha vontade
Bole no mundo
Não sou de esconder as estrias
Não tenho medo da celulite
Eu sou Fada
Dama da noite
Afrodite
Não me venha com papo furado
De tia ou madrinha
Minha bunda é caída,
Sim, senhor!
E não é por isso que eu vou
Tapar o sol com a peneira
O que eu não tolero
É asneira
Eu sou uma mulher inteira
Plena de desejo
Não tenho medo de olhar,
De arranhar, de gritar…
Só não me venha
com modelos
Que eu não sou de apelar

Eu ando no mundo
Com o salto
que eu quiser
Eu me jogo do trampolim
me atiro sem para quedas
fumo
tomo gim
Se for preciso
mando até a merda

Cansei de ser sereia
Viúva negra
Bela adormecida
Chapeuzinho vermelho
Com medo do lobo
Eu? Medo?
Eu quero é comer o lobo!!!!
Principalmente se ele for mau
Lindo
E beijar devagar
E gostoso…
Eu quero é ser
Aranha caranguejeira
Quero ser de ostentar
Quero ser Mulher
Pronta para arrasar.

  • estas sim, são as caracteristicas da verdadeira mulher, todas as mulheres deveriam identificar-se com essas palavras dessa nobre poeta, parabens carla.

  • Super autentico o poema, fala da mulher
    verdadeira, da mulher original, da mulher do dia-a-dia…com seu pros e contras…
    adorei…Parabéns a todas nós, guerreiras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *