Ciranda, cirandinha, vamos todos cirandar

Na quinta-feira, convidado pela sub-prefeitura, o Movimento Poesia na Boca da Noite esteve na Zona Norte. Poetas e amantes da poesia enfeitaram a praça do Jardim I com varais de poesia, penduraram versos nas árvores, declamaram poemas junto com os moradores da Zona Norte por mais de duas horas. E quando a noite caiu acendendo mistérios, adultos e crianças felizes e emocionados brincaram ciranda em volta do Pano da Poesia, resgatando as cantigas de roda porque dentro de cada poeta há uma criança e nos olhos e sorrisos de todas as crianças há poesia.

  • Sinto muito por não ter ido, sei que mais uma vez um espetáculo de poesia. Aguardarei os próximos encontros e estarei lá. Beijos Alcinea!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *