O Sonho – Osmar Junior

O Sonho
Osmar Junior
Talvez eu erre no meu jeito de fazer o sonho girar como um redemoinho de folhas ao meu redor.
São meus planos, é meu alimento, e gosto de dividi-los, dependo disso, do sonho.
Vou encontrando as pessoas para me ajudar a sonhar.
E com uma delas aprendi sobre as gavetinhas…
Tem planos de amores e sonhos que vamos guardando nessas gavetinhas.
O problema é que não sabemos o que fazer no final com tantas coisas guardadas.
Será que um dia voltaremos a abrir ou pelo menos teremos tempo pra isso ?
Eu mesmo disse algo no espelho que desmontou-me a filosofia e os olhos.
Jamais eu criaria gavetas no meu coração.
Eu tenho é uma mesa para sentar com você e debater o ódio, o calor, o amor e o desamor, a loucura e o sexo, a guerra e a paz… pode levantar e partir e pode voltar quando quiser, traga junto seus sonhos pra você nunca, nunca sumir de mim.
Eu posso ficar sentado sentindo o vento no meu rosto novamente…
Esperando que em outra primavera você venha me encontrar para tentar outro sonho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.