Poesia na Boca da Noite no Rio de Janeiro

Poetisa e estudante amapaense, Andreza Gil, 16 anos, está passando férias no Rio de Janeiro. Levou na mala alguns exemplares da coletânea “Poesia na Boca da Noite”, lançada ano passado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que reúne obras de 23 poetas amapaenses, inclusive Andreza.

andreza2
Passeando em Copacabana, Andreza decidiu “esquecer” um exemplar da coletânea no banco do Drummond. Se afastou e de longe ficou olhando para saber se alguém se interessaria pelo livro, se alguém iria lê-lo, levá-lo… o que aconteceria com um livro de poetas amapaenses esquecido num banco em pleno Rio de Janeiro, numa das praias mais frequentadas do mundo?
Ficou emocionada com o que viu.
“Ao ‘esquecer’ o livro com a intenção de que alguém pegasse, observei que todas as pessoas que se aproximavam para fazer aquela clássica foto, liam o livro para Drummond. Minha emoção foi gigante ao observar o sorriso das pessoas que nas mãos tinham a coletânea de poetas do estado do Amapá”, postou Andrezza no Facebook. E registrou com sua câmera várias pessoas fazendo isso, como essa jovem da foto:
andreza1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *