Um poema de Jaci Rocha

Itinerário
Jaci Rocha

Gosto de olhar teu rosto
Sentir teu corpo
Desalinhar meu coração!
Do calor e do frio de estar contigo.

Gosto das piadas loucas,
Do humor pouco convencional
Ainda assim, fecho os olhos,
Desacredito de estar nos teus laços!
Um filme, enredo de um sonho distante, irreal!

Mas eis,
que estou mesmo em teus braços…
E eu já não sei então…
( Dessas coisas de paixão, tenho medo)
Qual a curva, a reta, a seta ou direção?
Neste mundo tão bonito e vago!
Onde a  vida, mais que a razão
Conta seu próprio curso, verdade e itinerário.

(Jaci Rocha é advogada e poeta amapaense. Mantem o blog  A lua não dorme onde publica seus belos poemas.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *