Vamos fazer de Macapá a Capital da Poesia

“Onde não há poesia a vida pesa como chumbo.”
(Manoel Bispo, poeta amapaense)

O Movimento “Poesia na Boca da Noite” convida poetas e amantes da poesia para fazer de Macapá a capital da Poesia no dia 14 de março, quando se comemora o Dia Nacional da Poesia.
A idéia é que neste dia, haja poesia em todos os cantos da cidade. Pequenos varais  e livros em paradas de ônibus, porta de escolas e praças.
Um grupo de poetas já decidiu ontem que árvores das praças Floriano Peixoto, Bandeira, Barão e Veiga Cabral amanhecerão enfeitadas de poemas. Impressos ou manuscritos, os poemas serão pendurados durante a madrugada nas árvores. Em várias paradas de ônibus do centro da cidade serão estendidos varais de poesias e deixados alguns livros para garantir o acesso do maior número de pessoas ao prazer de ler um belo poema.

Você, leitor do blog, também pode reunir os poetas, professores de literatura, amantes da poesia do seu bairro e fazer o mesmo. Importante que neste dia você viva e respire poesia. Declame um poema para seus familiares, para os amigos, para o namorado ou namorada. Ligue para os programas de rádio e declame uma poesia. Se alguém da sua relação faz aniversário neste dia, dê de presente a ele um poema ou um livro de poesia.

Na reunião de ontem ficou decidido também que da boca do dia à boca da noite, haverá na Praça Barão ou Veiga Cabral (qual das duas você acha melhor?) uma feira de livros, declamação, varal, ciranda, brincadeiras poéticas e bate-papo com os poetas. Qualquer pessoa pode participar. Como é tempo de chuva, vamos tentar conseguir duas tendas: uma para a feira de livros e outra para nos proteger da chuva, caso São Pedro resolva refrescar a cidade. Vamos tentar conseguir também um modesto equipamento de som (Quem souber onde podemos conseguir, a custo zero, tendas e o som, por favor nos avise).

Outras idéias estão surgindo e você, querido leitor, também pode e deve dar sugestões.
Deixe suas sugestões na caixinha de comentários aqui do blog ou mande para o e-mail [email protected]

Na escola Lima Neto
O diretor da escola Lima Neto, pedagogo Ronan Almeida, aderiu a idéia e  fará um grande e belo caminho da poesia por toda a escola, que fica no bairro Infraero II.  Na entrada será montado um varal e nos três turnos de aula professores e alunos declamarão poemas em todos os cantos da escola. O Movimento Poesia na Boca da Noite doará  livros de poesias à biblioteca daquela escola.

 

  • Uma ideia puxa outra e assim espalhamos boas sementes. A ideia de tornar Macapá a capital da poesia nos rendeu um trabalho intenso e prazeroso que culminou com um momento ímpar de encontro entre leitores e poetas na Escola Tiradentes.
    A responsável em espalhar a ideia e a poesia em nossa escola foi Jhenni Suélen. ( Que poeta! Que moça maravilhosa e talentosa!) Juntou-se a nós Andreza Gil ( outra pérola, uma pessoa que é pura poesia!). Interessante ressaltar que ambas integram o movimento “Poesia na boca da noite”.
    Professores da área de Língua Portuguesa e Literatura abraçaram a ideia e começamos a pensar num lugar e numa maneira de destacar a poesia em nossa escola. Nas conversas com os alunos, Lorena Lima sugeriu a utilização do Refeitório, um espaço movimentado e amplo, ideal para criar um clima gostoso para a leitura de poemas.
    Montamos nossa Tenda poética e confeccionamos murais com versos que pudessem trazer sugestões sobre o significado do fazer poético. Queríamos envolver os que por ali passassem, fazerem os mesmos sentirem mais e mais vontade de “penetrar surdamente no reino das palavras”.
    Mas o momento mais magnífico ocorreu com a participação do poeta Herbert Emanuel e sua esposa, Adriana Abreu ( Ambos do Tatamirô Grupo de Poesia) e de Alcinea Cavalcante, Glória Araújo e Pedro Henrique (Poesia na Boca da Noite). Todos deram seus depoimentos e espalharam poesias com entusiasmo, amor e talento entre nós. Foi simplesmente o máximo!
    Que voz gostosa da nossa amável Glória, amamos seus poemas e sua maneira instigante de declamá-los! Pedro Henrique, amamos suas declarações. Suas palavras sobre a libertação da poesia ainda ecoam entre nós. E querida Alcinea Cavalcante, grande exemplo de amor por nossa literatura, obrigada pelo incentivo para conhecermos mais nossos poetas.
    Somos gratos pelo desprendimento com que vocês nos visitaram e pela marca que imprimiram em nossos alunos. Certamente, novos talentos virão à tona. Bruno é um exemplo disso, sabiam que na sexta-feira ele “libertou” a poesia entre nós? Foi mágico!
    Aliás, na sexta-feira espalhamos os livros e os nossos alunos declamaram e houve até quem escrevesse poemas ali mesmo. Chamou-nos a atenção o interesse que eles demonstraram durante toda a atividade, e, mesmo após o toque do sexto horário, ainda havia alunos querendo ler e ficar um pouco mais naquele universo no qual a arte poética era a soberana.
    Queridos e queridas poetas do “Boca da Noite”, continuem espalhando boas sementes em nossos jardins! O bom perfume ficará entre nós por muito tempo… Obrigada, poetas, vocês tornaram nossos dias um encantamento puro!

  • ”Mesmo Sem Beber um trago.
    Sinto que estou Delirando
    ta qual cisne vagando
    Na superfície do lago
    se Não recebo uma Fago
    Vai embora a Alegria
    A Minha monotonia
    na há no mundo quem Cante
    Sou poeta Delirante
    Vivo a Beber Poesia”
    { Job Patriota}

  • Minha Querida , Acho muito bonito de sua parte esta iniciativa , só que quando se trata de poesia já temos a Capital São José Do Egito Terra De trovadores , Pajeú Encantado …

  • Amei a ideia!

    Sugiro que o movimento “Macapá, a capital da poesia” estenda-se por todo o mês de março. Vamos respirar poesia!

  • NA ESCOLA LIMA NETO TODOS OS PREPARATIVOS ESTÃO SENDO FEITOS E DE QUEBRA AINDA VAMOS RECEBER A BIBLIOSESC QUE SERÁ UM APOIO E TANTO PARA AS PRODUÇÕES…

    • Faça isso, querida, e se puder incentive outras pessoas a fazer o mesmo.
      Ah, se puder mandar foto dos seus poemas espalhados pela cidade, manda que a gente publica aqui no blog.

  • Tudo preparado para o dia NACONAL DE POSEIA QUE SERÁ DESENVOLVIDO NA ESCOLA LIMA NETO.ei @alcinea nem te conto….E JÁ DIZER QUE RECEBÍ A GRATA NOTÍCIA DE QUE O CAMINHÃO BIBLIOSESC VIRÁ ATÉ NÓS NO DIA 12 PARA AJUDAR NESSA TAREFA COM OS ALUNOS…APROXIMAR-LHES DO MUNDO MÁGICO DA LEITURA E DA POESIA…VIVA VIVA…

  • BELA INICIATIVA, MAIS COM TODO RESPEITO AS PESSOAS QUE GOSTAM DE POESIAS…
    MAIS VEJA BEM, ACHEI INTERESSANTE E PLAUSIVEL NO COLEGIO DE MEUS FILHOS (EQUIPE)POR TODO O PRÉDIO PALAVRAS QUE LEMBRAM OS VALORES MORAIS DE VIDA, ENTRE ELES: PAZ, AMIZADE, RESPEITO, MORAL, JUSTIÇA, FRATERNIDADE, AMOR AO PRÓXIMO, SINCERIDADE, HONESTIDADE…ETC
    ISSO SIM DEVERIA SER TRABALHADO NAS ESCOLAS PUBLICAS DO AMAPÁ.

  • Alcinéa, nesse dia vou estar em Brasília num encontro da RECID-Rede de Educação Cidadã, mas te prometo que vou começar a mística deste dia com poesia. Émais uma bonita iniciativa. Sei que vai ser lindo. Macapá será coberta de luz, de pétalas e de AMOR!
    Um beijo carinhoso, linda amiga!

  • Genial! Sensacional! Oportuno! Grandioso!
    Vou oferecer poesias(?)para o evento e vou colocar livros à venda na feira.
    Parabens a voce e aos demais que pensaram oferecer mais este evento cultural a Macapá.
    Com a sua permissão vou repassar todo o conteúdo da matéria do seu blog para a amigas e amigos ligados à cultura da e na minha cidade natal, em Minas.

    • Você é uma das pessoas mais importantes do Movimento Poesia na Boca da Noite. Está no Movimento desde que ele começou.

  • ALCINÉA MANDA UM VERSO OU UMA PROSA/POESIA PARA OS ELENCADOS NA LISTA DA SEMA PARA EXONERAÇÃO ENTREGUE PELO DEPUTADO ZEZE NUNES JUNTO AO GOVERNO DEPOIS DA APROVAÇÃO DA CPI PELO DEPUTADO DA AMPREV.

    NÃO CHORE AMOR…………………………………….

  • Posso pôr minha poesia aqui? Então lá vai:

    A conversa era que tinha dinheiro;
    Só nos faltava a gestão;
    Mas depois de um ano inteiro;
    Cheguei a triste constatação;

    Que no teatro só mudou os atores;
    mas continua a mesma peça;
    que estamos nas mãos de malfeitores;
    e o povo, é um detalhe que não interessa;

    Mais um governo recheado de escândalos;
    mais alguns anos de estagnação;
    enquanto votarmos nestes vândalos;
    viveremos à sombra da indignação;

    Um monte de secretário que não se sustenta;
    uma lista de licitação fraudulenta;
    propagandas mentirosas que ninguém aguenta;
    e uma internet por demais LENTA!

    Reclamar é que nos resta d’agora em diante;
    desta gestão fantasiosa e delirante;
    das falsas promessas de um “Amapá gigante”
    e esperar que surja melhor governante;

    obrigada pelo espaço Alcineia Cavalcante!

  • Linda iniciativa Alcinea e demais poetas e amantes da poesia. Ajudarei na divulgação com os leitores de nossa Biblioteca Comunitária BArca das Letras(http://barcadasletras.blogspot.com/). Daqui de Brasília, já transmito toda minha energia positiva pra que este grande dia seja de muito amor, paz, luz e poesias mils. abraços fraternos

  • Querida Alcinéia, acho muito louvável a iniciativa de fazer acontecer a poesia em todos os cantos de nossa cidade! Numa cidade que vivemos, com todos seus problemas (e às vezes graves, como a violência) a poesia vem sensibilizar a alma humana para que nos tormamos mais leves e abertos ao amor e paz, pelo menos, é isso que esperamos! Estou disposta a participar e levar meus amigos (professores e alunos); farei a divulgação na minha escola e em todos canais da net que puder! grande abraço, e parabéns pela grande mulher que és!

    • Parabéns… mas não se transformem numa confraria que existe nessas terras tucujús que só querem fazer as coisas se tiver dinheiro público no meio

      • Meu querido, o Movimento Poesia na Boca da Noite existe há mais de um ano. É totalmente livre, nunca quis, precisou ou pediu dinheiro público. E assim vai continuar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *