A propaganda eleitoral era assim

Antigamente era assim que se fazia a propaganda eleitoral.
O político da foto é o Tupinanbá. Era funcionário da Caesa, candidatou-se a vereador e foi eleito.
Morreu há pouco tempo e virou nome de rua

  • O objetivo é mostrar como se fazia propaganda eleitoral!
    Lembro do Sussuarana,no Bar du Pedro,com seu vozeirão.Alô turma da cana.Vote em Orivan de Castro Sussuarana do MDB.Brasiiil.Deu certo!
    O prof. Estácio Vidal,fez a sua campanha em cima da música sanfona branca do cantor Benito de Paula.Assim: Com sua palavra franca,
    vem o nosso professor,
    eo povo logo proclama Estácio vereador.
    É filho de Macapá está com grande ideal.
    No dia 15,eu vou,votar no Estácio Vidal.Não colou.Macapá,década de 70.

  • Nações Unidas é? Menos, menos…Onde o voto de Tio Sam vale mais do os demais? Onde só passa o que eles querem? Modelo ultrapassado que requer mudança, restabelecendo um mínimo de equilíbrio que possa realmente redundar “na vontade das nações”. Enfim, não há porque homenagear essa “instituição”,,
    Josenildo Mendes

  • Trabalhei muito tempo com o Tupy na Caesa era uma figura, tinha o cadastro da rede de água na cabeça. Uma boa lembrança Alcinéa.

  • Silvana, concordo totalmente com você. É um absurdo o que essas vereadores MUITO MAL PREPARADOS fazem trocando nomes de ruas, de escolas. Eles não tem respeito nenhum pelas tradições da cidade. É a prova de que não sabem trabalhar, tendo tanta coisa pra fazer na cidade.

    • Caríssimo Manoel, trabalhei na década de 70 na CAESA com o seu Tupy. Ele foi um dos primeiro encanadores e “cavadores” que levaram as primeiras linhas de água para os bairros do Trem, Buritizal, Favela e São Camilo. Eu era datilógrafo. Na época não tinha computador. As contas de água eram datilografadas em máquina de escrever manual OLIVETTI. Enquanto isso o seu Tupy e os demais encanadores faziam o seu serviço nas ruas, ao ar livre, com chuva, com sol escaldante e alimentando-se com “bóia fria”. As Nações não são Unidas meu amigo, lembra da nossa dívida externa. Aquele abraço!

    • Não conheço a história desse Vereador, mas a troca do nome da Av. Nações Unidas para José Tupinambá não vejo como justificar.
      Poderiam ter escolhido outra via em nossa cidade…temos um bairro inteiro com ruas com nomes de frutas que pode homenagear muitas celebridades desta terra.
      Mas, retirar homenagem à instituição renomada mundialmente, consagradas pelo uso, sem ao menos consultar a população local é um tremendo desrespeito e falta de noção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *