Bote tempo

Tribunal de Contas do Estado e Câmara de Vereadores levaram 20 anos para julgar as contas da Prefeitura de Macapá relativas ao exercício de 1992, quando  João Alberto Capiberibe era prefeito.
Nesse período Capiberibe se elegeu governador duas vezes (1994 e 1998)  e também duas vezes senador da República (2002 e 2010) e até já fez o filho governador.

E só ontem, dia 31, a Comissão Tributária, Financeira e Orçamentária da Câmara de Vereadores, acatando o Parecer Prévio nº015/2011-TCE, opinou por unanimidade pela aprovação das contas.
E ainda inda falta ser aprovada pelo plenário da Câmara.

  • Depois, quando digo que esse estado é uma merda, me mandam embora daqui. Mas vamos e convenhamos, se essa merda tivesse pelo menos 50 muniicipios, mas só com dezesseiszinhos! Aí o cargo de Conselheiro não teria que ser apenas vitalicio teria que ser herança de familia para o herdeiro poder votar, por tanto tempo de espera. Só aqui nessa terra sem dono…

    • E vamos e convenhamos que vc gosta desta M…..rs.Teu percentual p/o 2º turno falhou,ruim de prognóstico em?kkkkk

  • O Tribunal de Contas do Amapá é um mau exemplo para qualquer Tribunal do mundo. Lá prevalece a maior: O tempo passa, a verdade foge, a impunidade persiste e tudo permanece da mesma forma. Quando os conselheiros forem escolhidos por concurso público ou, quem sabe, por escolha do povo onde não haja compra de votos, vou fazer uma fé. E tenhop dito!

  • ESSES TRIBUNAIS SÃO LINDOS CABIDES DE EMPREGOS, ONDE UMA MEIA DÚZIA DE APANIGUADOS ENRIQUECE E LEVA UM PADRÃO DE VIDA BEM ACIMA DO QUE SEUS SALÁRIOS PODEM PAGAR. ISSO É BRASIL!!

  • No Brasil, burocracia de mais e a coisa não funciona. E quem fiscaliza o TCE e CVM, porque a demora. Ou estão esperando um causo politico pra poder barganhar algo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *