Eita!

No decorrer desta semana o Ministério Público Estadual deu entrada em ação de improbidade administrativa contra quase todos os deputados estaduais e vários servidores da Assembleia.
Até deputados do PSB – que atualmente estão secretários de Estado – estão no rolo. Só escaparam Furlan, Cristina Almeida e Maria Góes.
Em ano eleitoral, a situação dos atuais deputados é mais desconfortável do que se estivessem sentados em tapetes de agulhas.

  • Em tapetes de agulhas esta o povo amapaense ao manter nessa casa de leis esses descompromissados.Deveriamos fazer uma faxina geral na AL,tudo farinha do mesmo saco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *