Extratos bancários derrubam dossiê contra senador Randolfe

Este blog teve acesso aos extratos bancários da Assembleia Legislativa do Amapá, dos meses de outubro e novembro de 1999.  Ao contrário do “dossiê” que circula por aí, não consta nenhum pagamento de R$ 20 mil ao então deputado Randolfe Rodrigues, hoje senador. Esses extratos fazem parte do relatório da comissão processante da Assembleia instalada em 2000 para investigar atos de improbidade administrativa que teriam sido cometidos pro Fran Junior, que era o presidente da Assembleia.
A Comissão Processante foi formada a pedido de Randolfe Rodrigues.

Investigado em 2000, Fran Junior é o autor do  dossiê que acusa Randolfe de ter recebido  “mensalinho” para votar favorável ao governo do Estado na Assembleia em 1999 quando João Capiberibe era governador. Os extratos bancários derrubam tal acusação.
O senador Randolfe Rodrigues disse que “se desfez mais uma mentira” e  reafirmou que  dará prosseguimento às ações adotadas para pôr fim a essas  acusações  e responsabilizar os culpados.

É por isso que eu digo que esse tal de mensalinho de Randolfe e Capiberibe é como saci-pererê: pura invenção.

  • Eu sinceramente, só me faço uma pergunta: Será que alguém em sã consciencia, sabendo que, ao falsificar tais documentos, corre o sério risco de ir para a cadeia, faria tamanha denúncia? Ou realmente o Tal Fran Júnior é louco ou é completamente burro!

  • Cara Alcinea sempre li seu blog,até pensei ser um espaço sério,voltado para notícias que realmente dizem respeito a população,principalmente mais carente como o caso das crianças adotadas de forma ilegal na comarca de Mazagão.Será que pais e crianças pobres não merecem atenção??será que por que foi a record não tem credibilidade??
    Ontem até a globo estava divulgando novos casios de adoções ilegais e aqui não é divulgado.
    Alcinea,já te enviei vários emails e nenhuma notícia até o momento,por que??

    • Não recebi nenhum e-mail seu.
      Já disse a você, aqui na caixa de comentários, que não tenho como ir em Mazagão, e pedi que se vc pudesse me passasse informações. Até agora você nao me passou nada.
      Agora, se você acha que esse espaço deixou de ser sério não precisa mesmo mandar nenhuma informação e nem perder seu tempo acessando.
      Boa semana.

  • Não sei se esxistiram tais pagamentos, mas só pra lembrar: corrupção não se paga com cheque, nem depósito ou transferência bancária, ou qualquer outro meio que deixe rastros. Corrupção é paga em “cash”!

  • Se por acaso existiu esse mensalinho, os R$-20 mil teriam que aparecer no extrato da conta do Sen. Randolfe e não no extrato da conta da AL, pois quem recebeu foi o Sen. e não a AL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *