Os japiins da política

OS JAPIINS

Era dia de eleição. A Justiça Eleitoral recebe denúncia dando conta que dezenas de pessoas, usando camisas amarelas, estavam fazendo boca-de-urna na frente da escola Azevedo Costa.

Juiz, promotor e policiais federais se dirigem ao local para acabar com essa farra.

Chegando lá não viram mais ninguém. Apenas o Armstrong, sentadinho no Banco da Amizade.

O promotor dirigiu-se ao Armstrong e para não ir logo acusando, falou:

Recebemos uma denúncia de que tem um bando de japiim fazendo o maior barulho por aqui.

E o filho do Sacaca com aquele jeito que só ele tem, disse:

Olhe, doutor, ter até que tinha, mas eles acabaram de voar.

PS – Japiim é um pássaro amarelo

(Do livro “Zero Voto”, de Alcinéa Cavalcante e Rostan Martins)

  • O Armstrong tem história. Eu sempre o deixava pra eatudar na escola Azevedo Costa, Pra minha surpresa, A professora me fala que ele estava reprovado por falta. Então perguntei à ele o que estava acontecendo e recibi como resposta: Mana esta professora é muito burra, nunca chamou meu nome, mais têm um tal de Aluísio que nunca veio estudar,e ela chama todo dia mais Armstrong ela nunca chamou. Moral da história, ele não sabia que se chamava José Aluísio. Kkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *