Polícia Federal deflagra operação “Créditos Podres II” na Assembleia Legislativa do Amapá

pf2A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal,  deflagrou na manha de hoje, a Operação Créditos Podres II que apura o suposto esquema de compensação de créditos previdenciários inexistentes envolvendo a Assembleia Legislativa do Estado do Amapá que já desviou cerca de R$ 12,5 milhões dos cofres públicos.

Sessenta e cinco policiais participaram da operação em Macapá, Santana e em Belém, para dar cumprimento a sete mandados de prisão, sete de condução coercitiva e 12 de busca e apreensão.

pf1“Nesta fase da Operação as medidas concentraram-se nos servidores públicos diretamente envolvidos com a licitação que culminou com a contratação da empresa SIGMA Serviços e Assessoria LTDA, pivô do esquema criminoso. Ressalte-se que o referido processo licitatório apresenta fortes indícios de fraude”, informou a Polícia Federal.

A Sigma tem um contrato de R$ 15 milhões com a Assembleia assinado em março. Até agosto, quando foi deflagrada a primeira fase da Operação Créditos Podres, a Assembleia já havia repassado mais de 50% do valor do contrato à Sigma.

As pessoas investigadas responderão pelos crimes de peculato, associação criminosa, fraude à licitação e crime tributário. Os presos serão encaminhados para o sistema penitenciário e ficarão à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *