Waldez Góes: “não sei, não lembro”

Em depoimento ontem ao juiz Paulo Madeira, na na Sexta Vara Cível da Comarca de Macapá,  onde é réu em  processo referente aos empréstimos consignados, Waldez Góes disse que não sabia que o dinheiro era descontado dos servidores mas não era repassado às instituições bancárias. Disse também que nem lembra “de ter assinado contratos nos quais o estado  ficava responsável de transferir os empréstimos consignados dos servidores”.

A irresponsabilidade do GEA causou uma série de problemas aos funcionários. Tidos como caloteiros ficaram com seus nomes sujos na praça. Na época, anos de 2009 e 2010, o assunto foi amplamente divulgado em emissoras de rádio e televisão, jornais, portais e blogs na internet e nas redes sociais.
E só Waldez Góes não tomou conhecimento.

Segundo o jornal Diário do Amapá “o ex-governador do Amapá revelou ao juiz Paulo Madeira que não tinha conhecimento dos contratos que tratavam dos empréstimos consignados, e que só foi saber do acordo do estado do Amapá em torno dos consignados depois do processo no qual é réu.”

Então tá.

  • Há uma velha afirmativa que diz: “delega-se poderes, não responsabilidades”, o preclaro senhor, muito provavelmente, nunca a ouviu. De qualquer sorte, me causam espécie, haver quem, mesmo diante de tal descalabro, ainda veja nele o governador ideal para o Amapá e a desfaçatez com que esse tipo de gente se esquece dos maus atos que praticam.

    • Infelismente amigo,vivemos num pais onde o povo se vende por alguns trocados (bolsas Dilma/Lula) e oque é pior,sem memória.

  • Os Servidores que tiveram os nomes colocados em cadastros restritivos tinham todo direito à indenização por Dano Moral, por ato ilegal dos Bancos. Só não ganhou, quem não quis.

  • Aos secretários do governo do Waldez, preparem a grana pra pagar Advogados, porque o homem colocou a culpa em vocês. Eram vocês que faziam tudo. Bem feito.

Deixe uma resposta para Carla Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *