Covid – Macapá vacina hoje jovens de 16 e 17 anos

A Prefeitura de Macapá segue o cronograma de vacinação contra a Covid-19. Agora, o objetivo é imunizar adolescentes com Transtorno do espectro autista, síndrome de Down e comorbidades previstas no Programa Nacional de Imunização (PNI). Nesta segunda-feira (16), os jovens de 16 e 17 anos poderão iniciar o ciclo de imunização.

D1 para adolescentes com comorbidades de 17 e 16 anos
Para esse público, a vacina estará disponível das 9h às 15h na Universidade Federal do Amapá (Unifap); Instituto Federal do Amapá (Ifap); e Universidade do Estado do Amapá (UEAP). Além desses pontos, o Amapá Garden Shopping também terá uma equipe de vacinação.

D1 para jovens autistas e portadores de síndrome de Down de 17 e 16 anos
A equipe de vacinação aplicará o imunizante das 8h às 13h no Centro de Covid Santa Inês e Centro de Especialidades Dr. Papaléo Paes.

D2 de Pfizer
A oferta do imunizante Pfizer/BioNTech acontece nos pontos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Pedrinhas, Rosa Moita, Novo Horizonte, Álvaro Corrêa, Raimundo Hozanan e Pacoval das 8h às 13h.

D2 de AstraZeneca
A oferta do imunizante Oxford/AstraZeneca acontece nos pontos de drives-thru da Praça Floriano Peixoto, Estádio Zerão, Marabaixo, Rodovia do Curiaú e na Igreja Jesus de Nazaré no horário das 9h às 15h.

D2 de Coronavac
Quem está no prazo de vencimento deste imunizante pode receber sua segunda dose das 8h às 13h nas UBSs Cidade Nova, Brasil Novo, Marabaixo e Fazendinha. Na quadra da Igreja Jesus de Nazaré também haverá a aplicação de Coronavac no horário das 9h às 15h.

Lista de comorbidades contempladas no Plano Nacional de Imunização (PNI)
Serão vacinados os adolescentes transplantados de órgãos sólidos (coração, rim, fígado, pulmão); doentes hematológicos (Anemia falciforme, pacientes em esquema de transfusão, uso de corticoide, trombofilias, pacientes esplenectomizados, anemia aplástica, anemia hemolítica autoimune, esferocitose, talassemia, doença de Gaucher, trombocitopenia imune primária em corticoterapia); Oncológicos em quimioterapia, radioterapia e clínicos; cardiopatas (revascularizados em uso de marcapasso); pacientes submetidos a cirurgias cardíaca; autoImunes (incluindo Lúpus eritematoso sistêmico, artrites); com obesidade mórbida com IMC ≥ 40km/m²; hipertensos e diabéticos , além dos que possuem doenças sistêmicas raras; respiratórias crônicas (Doença pulmonar obstrutiva crônica, asmáticos com controle, bronquiectasias, enfisemáticos); neurológicas/genéticas (Paralisia cerebral, Esclerose múltipla, AVE); renais crônicos em hemodiálise; Pessoas vivendo com HIV e com Transtornos do neurodesenvolvimento.

(Secretaria Municipal de Comunicação Social)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.