70 anos sem Trotsky

O PSTU-AP  faz hoje à noite um ato para marcar os 70 anos sem Leon Trotsky. Será às 19h na sede do partido (Av. São Paulo, 300, Pacoval).

O líder revolucionário  nasceu em 7 de novembro de 1879 na Ucrânia e foi assassinado em 21 de agosto de 1940,  em sua residência mexicana de Coyoacán, por Ramón Mercader com um golpe de picareta na cabeça.

Um pouco sobre Trotsky
UOL Educação

Nascido em família de origem judaica, Lev Davidovich Bronstein, que mais tarde assumiria o nome de guerra de Leon Trotsky, foi preso pela primeira vez aos 18 anos, por seu envolvimento com grupos revolucionários.
Em 1900 casou-se com Alexandra Lvovna Sokolovska e foi deportado para a Sibéria. Dois anos depois fugiu e viajou para Londres, onde entrou em contato com Lênin e outros exilados russos.

Trotsky voltou à Russia por ocasião de levante de operários de São Petersburgo, em 1905. No ano seguinte, foi preso novamente e deportado. Passou por diversos países, chegando finalmente aos Estados Unidos. Ali recebeu a noticia da revolução de fevereiro, que depôs o Czar e instalou um governo provisório na Rússia. Trotsky voltou a seu país, mas antes ficou detido por algum tempo no Canadá.

Quando chegou a Rússia, assumiu um papel ativo na organização de trabalhadores e soldados. No final de 1917, os bolcheviques, liderados por Lênin e Trotsky, deram um golpe de Estado e derrubaram o governo provisório, dando início ao que chamavam de “ditadura do proletariado” e criando uma República Soviética da Rússia.

De 1918 a 1921 Trotsky exerceu o cargo de Comissário do Povo para a Guerra, numa Rússia em guerra civil.

Em 1923 aprofundou-se a cisão entre ele e seu companheiro de partido Stalin, provocada pela ascendência deste na crescente burocracia partidária e por divergências políticas relacionadas aos rumos da revolução.

Com a morte de Lênin, em 21 de janeiro de 1924, começou a corrida pela sucessão. No Comitê Central do Partido Bolchevique, iniciou-se o processo de calúnia e difamação de Trotsky promovido por Stalin e seus principais aliados de ocasião.

Ficou no exílio na Turquia até 1933, na França até 1935 e depois na Noruega até 1937. Finalmente, foi para o México, no dia 9 de janeiro de 1937.

Em 1938, escreveu o panfleto “Programa de Transição”, que é o programa de fundação da 4a Internacional Comunista.

Stalin, porém, considerava a militância de Trotsky uma ameaça real a sua hegemonia.   Assim, infiltrou um agente seu na residência mexicana de Trotsky, Ramón Mercader, que o matou a golpes de picareta em 1940. (O texto completo do UOL Educação sobre Trotsky você lê clicando aqui)

  • “Ela virá. A revolução conquistará a todos o direito não somente ao pão, mas também à poesia.” Leon Trotski

  • Olá! Homenagear Trotsky é sem dúvida continuar reconhecendo a sua grandiosa importancia para a história mundial. Trotsky para quem não sabe, e não teve paciencia de ler e a compreensão suficiente pra entender o que o texto postado informa, foi um dos maiores articuladores da Revolução Russa de 1917. O povo russo morria de fome, e a elite comia faizão. Assim como na França, era necessário o povo fazer a insurreição e dar um novo rumo pro país. A ação de Trotsky junto com Lênin e demais camaradas mudaram a história mundial, nesse período o povo russo se fez respeitar e construiu um governo do povo e para o povo. Mas como em todo lugar do mundo existe os “COMPLETAMENTE SEM NOÇÃO”, lá não seria diferente. Stálin passou anos confabulando contra Trotsky e indiretamente contra Lênin, sem assumir é claro. Com a morte de Lênin, Trotsky seria o seu sucessor, porém Stálin deu um golpe fulminante contra a revolução e assumiu o comando do partido e do governo, passando a perseguir Trotsky e todos os outros camaradas que se opunham ao seu modo nefasto de governar. Voltou a humilhar o povo e implantou um governo sanguinário na Russia. Trotsky viu seus filhos serem assassinados por aqueles com quem lutou ombro a ombro. Stálin e seus assassinos perseguiram Trotsky durante muitos anos, mais seus aliados o esconderam em várias partes do mundo. Por ser um grande teórico, um grande pensador, Trotsky mesmo no exílio permaneceu através de seus escritos denunciando os desmandos de Stálin e seus seguidores, foi ouvido em várias Universidades e suas idéias
    influenciaram milhares de pessoas pelo mundo todo.Hj a sociedade mundial vive uma era completamente diferente daquela em que Trotsky viveu, mas ainda encontramos inúmeras semelhanças como, grande parte da população permanece passando fome, a falta de políticas sociais de inclusão permanece, a exploração do homem pelo lucro, são apenas alguns exemplos. Todo o meu respeito a Trotsky. Salve o pensador revolucionário!

  • Quero parabenizar o seu blog pel a diversidade de opiniões que ele oportuniza, espero que o governo do PT não restringe as únicas ferramentas contraditórias que hoje de fato existe(além da revista Veja, o Globo, folha e o Estado de SP), o PT é afinado com o grupo do Sarney, político profissional de infinitos tentáculos na região norte, preoucupado em manter o “status quo” dos vícios políticos doutrinados no século XIV, e isso inclui, logicamente, o cerceimento dos meios de comunicações.
    O teu blog e de sua irmã, de uma certa forma se tornaram um instrumento muito significativo em um Estado em que a impenssa se tornou altamente comprometida com o poder público, isso anula o cotraditório, isso é perigoso, portanto devemos refletir sobre o conceito de liberdade.

  • Espero que o senador randolf apareça por lá, e munido desses trocentos milhoes de votos (no qual excluo o meu), faça um belo e empolgante discurso a respito do trotisque!

    haja fé!

  • Peço perdão à quem classifiquei de “raivoso do PSB”.Desculpem-me,”RAIVOSO” era o Stalin,rsrsrsrsrsrs.
    Essas esquerdas nunca me enganaram!!!

  • A REVOLTA,AS MANIFESTAÇOES,OS LEVANTES E ETC…SAO POSITIVOS QUANDO PROVOCAM MUDANÇAS E BENEFICIOS PARA TODO UM POVO!QUANDO É PARA BENEFICIO PRÓPRIO DE SEU LIDER E PARA UMA PEQUENA MINORIA QUE NAO CONTRIBUI PARA A GRANDEZA DA MELHORIA DAS MASSAS.ELA SE TORNA OBSSOLETA E CRIMINOSA,EGOCENTRICA E RETROGRADA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *