A Banda – faltou alegria, faltou irreverência

Sem a  alegria e a irreverência dos anos anteriores a Banda passou nesta terça-feira gorda.
Alguns trechos da Banda mais pareciam uma procissão, milhares de pessoas sem fantasias, sem pular, sem dançar… apenas caminhando. Faltou alegria. Faltou som. Faltou organização. Faltou distribuir os trios elétricos no percurso. O que se via eram quilômetros sem trio elétrico e em outro trecho, três ou quatro trios juntos.


Aqueles foliões criativos, que satirizam políticos e celebridades, devem ter ficado à toa na vida neste carnaval. Não participaram da Banda. E olha que a política era um prato cheio por causa da Operação Mãos Limpas.
Conversei com muitas pessoas enquanto via a Banda passar e praticamente todas acharam a Banda tãoooooooooo sem graça. E quase todas disseram que são escolas de samba que alavancam e animam o carnaval amapaense, sem as escolas tudo fica morno. E eu concordo.

  • Uma vez, numa terça-feira de carnaval de 93, quando eu morava em Belém, fazendo faculdade, dominado pela saudade, eu escrevi um texto que terminava mais ou menos assim “Quero ver a Banda passar. A Banda é toda a alegria da terra, e traz consigo a única boneca por quem guardei uma paixão sem tristezas.” Pois ontem, vendo a Banda, eu senti uma tristeza. Lembrei dos tempos em que eu ficava no canto da Coaracy Nunes com a Cândido Mendes esperando o bloco passar. A gente se divertia de uma maneira pura com as fantasias, com a alegria dos foliões e mesmo com os bêbados que, até onde eu me lembro, não tinham essa índole agressiva e maliciosa de hoje em dia. A Banda que eu vi ontem era na verdade uma “Esbandalhada”. Não havia organização nenhuma, mais parecia uma procissão, os carros de som dispersos, as pessoas mijando descaradamente nos muros da cidade, alguns jogavam cerveja nas famílias que se aglomeravam para tentar desfrutar um momento de diversão. Não sei se um dia a Banda voltará a ser de fato como antes, mas na minha memória afetiva ficarão eternamente guardadas as terça-feiras em que “minha cidade toda se enfeitou pra ver a banda passar, cantando coisas de amor!”

  • A alegria não faltou, foi toda pra santana,afinal o governo investiu pesado lá! VIVA O PREFEITO NOGUEIRA!

  • O GEA não repassou dinheiro para Liesa e por isso não houve desfile de escolas de samba. Mas daí a não haver alegria no carnaval vai uma longa distância. O repasse compraria pluma, purpurina, e paetês, mas a alegria vem de outra fonte. Há realmente uma cultura de carnaval no povo que só se anima se houver repasse de dinheiro?

  • Não adianta ficar lamentando o apoio não dado pelo governo.
    Todos sabemos que a maioria dos eventos carnavalescos não presta contas e no próximo ano fica esperando o financiamento do governo.
    Faltam ideias dos organizadores.

  • graças ao ex. sr. Camilo Capiberibe, esse carnaval foi uma droga, sem desfile, sem festa, super desorganizado os blocos, até o camarote do governador estava fechado..parabéns governador, começou muito bem o seu mandato!!

    • muita pouca imaginação desse povo, achar que se o Governador desse dinheiro para o Carnaval Ele ia ser o melhor,ele tem que ser o melhor mudando a nossa imagem de Capital corrupta,de Saude Precaria,de Educação abandonada,de Cidade esburacada,e isso que eu e muitos esperam do Novo governador. mais infelizmente ainda tem ¨Gente¨ que adora viver de ¨Pão e Circo¨ que Vergonha.

  • MUITA GENTE COM SAUDADES DO PÃO E CIRCO, NÉ. NÃO SOU EVANGÉLICO, MAS CONCORDO COM ELES: CARNAVAL É A PODRIDÃO DO ESPÍRITO. SÓ SERVE PARA ALAVANCAR MEIA DÚZIA DE APROVEITADORES. SÃO AS CABEÇAS PENSANTES QUE SE APROVEITAM DO BANDO DE TOLOS. MORRA O CARNAVAL BRASILEIRO !!

  • Alcinéa tudo bem!!
    O governo já abriu edital do Programa Segundo Tempo e já está fazendo processo de seleção pra contratar os monitores esportivos!!
    E o Município já tem a verba na conta e até agora nada!!
    Será que o senhor Ramilton Farias não vai trabalhar pra isso acontecer??
    abraços e parabéns pelo blog!!

  • Nada contra, mais é impressionante a quatidade de gays na banda, eu to falando de gay mesmo, não de homem vestido de mulher. Parece que eles se reunen todos na terça feira gorda.

  • Realmente a desorganização foi total. Fiquei com vergonha da minha sogra, fiz a maior propaganda e foi triste. Ficamos mais de duas horas vendo a procissão passar e nem um “sonzinho”. Simplesmente a propaganda foi enganosa.

  • Tudo é culpa do Waldez agora.. Deixem de ser hipócritas, dinheiro tem, se a prefeitura de Macapá e a de Santana tiveram, como o Governo n tem? Simples, desprezo pelo povo, ontem eu vi uma professora com um cartaz com os seguintes dizeres: ” Sou professora do GEA, estou desempregada. Programa: 10 reais” esse é o tempo novo e de todos? De milhares de contratos administrativos de prof. “renovados” de maneira irregular? De professores que nem ao menos possuem diploma e estão em sala de aula.. De outras centenas de prof devolvidos enquanto as escolas sofrem c a falta de prof? Isso não é culpa do Waldez..

    • Concordo com vc. Aproveito a oportunidade para pedir o seu apoio para irmos ao Vaticano para pedir a Beatificação de Waldez Goes. Ele é um Santo, e sofre pelo povo…Fez milagres com sua conta bancária. Procure um médico rapaz.

      • Dantas, de que estado vc está falando? todos sabemos, inclusive você, que foi o jeito góes de governar que acabou com nosso estado! isso a população já entendeu, acho que falta você! você não lembrou no seu post, os 800 professores fora de sala de aula, os mais de 900 sem diplona, os 11.000 atendidos por um programa que deveria ter 2.000, os 8000, cargos comissionados, sem falar da operações da PF, você vem falar de marola, quando o tisuname já passou, é um pouco demais!

        • Não dá pra negar o estrago que o governo de Waldez Góes fez no estado, principalmente na educação. Mas com relação a essa história dos professores que estão fora da sala de aula não dá pra ficar batendo palmas pro Camilo Capiberibe, pois ele nomeou como secretária de educação uma professora que todo mundo sabe estava há anos fora da sala de aula ganhando regência de classe. Você não acha?

      • Falem o que quiserem e o que puderem inventar em relação ao Governador Waldez, mas ninguém vai tirar as obras que ele fez do lugar e nem negar os avanços do Estado. Quando ele assumiu tinha um rombo enorme nos cofres, porém, ele sentou e trabalhou, ao invés de chorar na tv e ficar no bate papo da internet. Ta difícil Governar? Pq quis então? Pq tantas falsas promessas? Os Capiberibes são pro Amapá como Judas foi pra Jesus.

  • È verdade faltou criatividade.Cadê as piadas dos ladrões que foram presos na Papuda, e sobre o nosso corno mó,sobre as diárias da assembléia, etc. Achei tambem sem graça a banda.

  • Olha só lá vem a banda…. Hum! mais que banda? A banda da tristeza como o nosso carnaval 2011, onde as fantasias foram substituídas pela pobre realidade do nosso povo que pena.

  • Néa, discordo que o carnaval não tenha tido o seu brilho. Eu e minha família brincamos pra valer, ao som do Carlitão, lá no SESI. Se gosto de carnaval? Fui, dentre outras coisas, campeão pelo Maracatu, em 83, com um samba meu, do Ruben e do Pedro Braga. Não saio mais em escolas porque, há muito tempo, vi a desorganização. Porém, continuo a me divertir no carnaval. Parabéns, Carlitão!

  • E os foliões passaram,… agora resta-nos, juntinho deste BLOG, pelo menos 2 vezes no mês sabermos o que a LIESA, ABLOCA e LIBA, andam fazendo para alavancar o CARNAVAL AMAPAENSE 2012. Na verdade falta organização de todos e com muita antecedência, não se faz festa nenhuma de qualidade se não for planejada.Quanto ao GEA, há necessidade de planejamento urgente, junto as secretarias envolvidas, para oferecer oficinas junto as entidades carnavalescas no SAMBÓDROMO que fica com espaço ocioso o ano todo, divulgar junto as agências de viagens, calendário de eventos no decorrer do ano para uso do sambòdromo para agremiações promoverem eventos DIVULGADOS com “ANTECEDÊNCIA”, que possa ter retorno financeiro para as entidades, enfim, o governo tem que ajudar sim, mas o “MINIMO”, as entidades que devem correr atrás de patrocínios antecipados e não achar que o GOVERNO E PREFEITURA, DEVEM CARREGAR O CARNAVAL NAS COSTAS.

    NÉA, esse é o momento de verificar com representantes de cada entidade, pelo menos daqui a 1 mês, o que estão fazendo para o carnaval 2012 acontecer!!!!.

    A ORDEM É PLANEJAR, AGIR,BUSCAR PATROCÍNIO ANTECIPADO, DIVULGAR COM ANTECEDÊNCIA, INCLUSIVE A PARTIR DE AGOSTO DESTE ANO, COMEÇAR A “VENDER” O CARNAVAL 2012, COMO FANTASIAS VIA NET E AGÊNCIAS DE VIAGENS, ASSIM COM CERTEZA O CARNAVAL DARÁ CERTO, MAS FAZER CARNAVAL DE ÚLTIMA HORA, COM TURISTAS QUE ANTECIPAM SEUS PRÓXIMOS CARNAVAIS, ESTÁ DIFICIL VIR AO AMAPÁ!!!.

    Se continuar assim, até a marchinha da BANDA, que embalava os foliões,… ” estava a toa na vida e o meu amor me chamou pra ver a banda passar, cantando coisas de amor…” VAI SUMIR, COMO OBSERVEI ESSE ANO, que até tecno-brega tinha e a marchinha de carnaval escutei apenas uma vez.

    LAMENTÁVEL, MAS SE PLANEJADO TEM JEITOOOO!!!!

  • Primeiro, devemos respeitar o direito de todos, aqueles que não gostam tem que entender que viver em sociedade nos ensina qjue devemos respeitar a opção dos nossos semelhantes, principalmente quando são uma boa fatia da sociedade.
    A banda é uma grande e tradicional festa popular, realmente nos ultimos anos tem perdido o brilho, não foi somente esse ano que eu vi buracos interminávies sem alegria e som na banda, em outros anos isso também já vinha acontecendo.
    Discordo da blogueira, a banda não precisa dos desfiles das escolas, é uma outra linguagem, em Olinda não existe desfiles e os blocos populares comandam o carnaval, o que precisa é organização, estrutura, para os foliões e para o publico que assisti
    Vamos discutir a banda como um festa popular ou como uma festa de um grupo de pessoas, isso sim precisamos discutir, o formato não atende a massa, então precisamos de uma releitura, simples. O governo agiu certo, não faz sentido 3 milhoes para Liesa, é muito dinheiro sem devida trasparencia da sua utilização!

  • Moro na Leopoldo Machado desde que me entendo por gente!!!E essa banda sempre foi um grande saco!!!Seria até divertido se as pessoas se fantasiassem como nos outros estados.Mas, o que ocorre é que as pessoas só sabem beber, arranjar confusão e mijar na porta da casa dos outros.Imaginem meus amigos o cheiro quando sair de manhã na porta da minha casa.
    Os organizadores dos blocos colocaram a culpa do fracasso do desfile deles no carnaval de Santana e querem para 2012 que proíbão que seja na mesma data!!!Dá um tempo!!!
    Eles perderam dinheiro porque quiseram e “acham” que o sambódromo é local ideal para isso!!!Me poupe!!!O sambódromo foi feito para as escolas de samba.Eles precisam levar esses blocos para as ruas que é onde o povo está.Depois reclamam que não dá ninguém, claro!!!Não é algo acessível para o povo.Fora que esse pessoal do carnaval daqui de uma forma geral são desorganizados e estão acostumados a mamar na teta do governo.Já chega disso!!!Tá certo o governo não liberar dinheiro para porcaria!!!Se fosse algo organizado até daria meu braço a torcer.Mais eles precisam a aprender a se organizar e andar com as próprias pernas!!!Depois eles vem dizer que o governo não incentiva!Será que eles esqueceram que o governo passado que eles apoiaram, deixou o estado quebrado???
    É meus amigos, ainda tem gente que não acredita que estamos em outros temposss!!!!Vamos nos preocupar com a saúde e a educação do nosso estado que está na UTI!!!!

  • Já previa que a banda ia ser um fracasso.Sem dinheiro, sem incentivo eo principal, sem dinheiro.Isso é o reflexo do caos!!!

    O dos blocos no sambódromo nem se fala!!!Os organizadores ficam com orgulho insistindo que lá ainda é o melhorrr local!!!Quando todos já sabiam a muito tempo que não!!!

    O carnaval de Santana foi melhor mesmo, porque houve planejamento, aliás tudo nessa vida para dar certo precisa-se de planejamento.Por isso n0osso estado está quebrado!!!

    Agora, da onde o Nogueira tirou dinheiro para organizar tudo isso, são outros 500.Porque os buracos da cidade continuam por lá, nãoé mesmo!!!

    Talvez esse dinheiro das atrações de fora já daria para tapar uns buraquinhos!!!Poxa isso reamente ia ser uma festa!!!KKKKK

  • “Estava a toa na vida e meu amor pra ver a banda passar…”, concordo com você quando diz que faltou sonorização na Banda, o fato do povo ter caminhado é consequencia. Em volta dos poucos carros-som estava bem animado. Mas quem teve ideia ganhou dinheiro, eu vi um cidadão que colocou um som na carroceria do caminhão e cubas com cerveja a R$2,00, e seguio o percurso da banda, juntou o util ao agradavel, o folião dançava ao som que vinha do caminhão e comprava a cerveja dele.

  • Sou de Belém do Pará e este ano participei da “BANDA” em parte do percurso. Concordo que houve má distribuição e poucos carros de som. Acho que com pouco investimento público é possível fazer um bom carnaval popular. Também não percebi muita irreverência, que considero a essência de um bom carnaval. Também a falta de banheiros químicos no trajeto faz com que as pessoas usem espaços os mais diversos para “aliviarem-se, deixando a cidade com o odor de um grande banheiro. Mesmo assim, me diverti bastante. Valeu, Macapá!!

  • Ôi Néa, brinquei com vc ontem quando passou em frente de casa, rsrsrs. Bem, fazem 23 anos que não saiu na Banda, mas todos os anos nos reunimos para vê-la passar. Foram poucos mas vi sim uma figura irreverente: folião vestido de terno com uma “cadeia” na cabeça, com grades e tudo, e na parede da cadeia estava escrito “PAPUDA”, muito criativo e outro de terno também com a bolinha de palhaço no nariz, kkkk. Imagine e divirta-se. MAS, e esse “mas” em maiúsculas foi de propósito, vamos e venhamos, o carnaval não é completo sem as escolas de samba. Já faz parte da nossa cultura e é nossa história. Mas já estou com aquele sabor na boca… ano que vem a vontade vai ser grande. A frase é correta: Nem tudo que amarela é ouro, mas o amarelo dos piratas é verdadeiro, pois representa o tesouro que encontramos no mar. Bjos minha amiga e até ano que vem (na avenida, rsrs).

  • Qual o perfil do turista que viria a uma cidade passando por tantos problemas? Infraestrutura, buracos, sujeira, epidemia de dengue e febre tifoide quem se sujeitaria? Certamente não fica em hoteis, não se alimenta em restaurantes e não tem dinheiro. Resultado, não gera renda.

  • A maioria dos empresários que investiram na micareta de Santana são de Macapá, bastava ver os camarotes. Muitos táxis e motos transportaram pessoas de macapá até santana, muitos postos de combustível lucraram, os vendedores ambulantes de santana garantiram a venda. As pessoas estavam dispostas a gastar R$ 20, 30, 40 num abadá. Um simples detalhe fez tudo isso: “organização”.

  • a banda é uma porcaria, com homens que saem do armário, colocam roupas sumárias de mulher, e se acham engraçados. totalmente sem graça e sem sentido. também pode acabar que não vai fazer falta nenhuma, pois é simplesmente um lixo!!!

    • amigo, isso que você chama de porcaria, é a essência do Carnaval, se você não gosta tudo bem, é um direito seu, mas daí a tentar desqualificar isso não pode.

    • O povo sofre tanto e nem direito a diversão ele tem mais.
      Governador Camilo oriente-se, basta o sofrimento vivido pelo povo por conta de governos passados, no período do então governador Waldez Góes o carnaval não aconteceu mas ainda assim, foi possível ao povo o direito de brincar. Este ano nem isso. O comercial institucional do governo de péssima qualidade, sem nem uma motivação, muito parecido com a falta de oratória do governador.
      Amapá, que filho são esses que ti governam, fora capiberibes, fora Góes o que precisamos é gente nova do povo na política.

    • E o Mauro Bezerra você deve ser um cara muito amargurado com a vida, tipo, intelectual de bar ou sem moral entre os seres humanos. Porcaria é esse seu comentário ‘impensante’… Você deve ser daqueles que senta na frente tua casa para reparar a vida dos outros… Faz o seguinte, me liga que eu te darei um rolo de tricô… Futrica..

  • Concordo com vocês quando dizem que sem o desfile das Escolas, o carnaval da Banda e o de Macapá no geral, ficou no limbo. Porém que tudo isso sirva de lição para que a LIESA, SECULT e demais orgãos do GEA comecem ainda esse mês a Planejar o carnaval do ano que vem, que tal uma Agenda de Trabalho?. Não só a preocupação com o orçamento, mas prepar a divulgação dentro e fora do estado, um plano de comercialização de captação de recursos, por que me desculpem mas moro aqui a 24 anos e nunca vi o número de turistas que muitos propagam, o carnaval movimenta a economia, sim, porém a local(na maioria func. públicos), que é o principal cliente, turistas os poucos que ainda vem são das Guianas e não chegam a ser uma grande representatividade, material para escolas(na sua maioria) vem todo de fora. As escolas tem que aprender a não depender só do GEA, mas procurar outros meios de captação de recursos, uma vez um palestrante disse num curso que fiz que o nosso grande problema é não saber fazer projetos para captação de grandes recursos, e de certa forma concordo com ele, acho que ai entra o GEA e seus orgãos competentes. No mais, é seguir com a vida e esperar a folia do ano que vem.

  • A solução então seria derramar uma dinheirama do povo pro Caranval retornar com a sua alegria? Temos que nos adaptar com as condiçoes reais que o Estado tem. Isso não é desculpa, me perdoem. A felicidade não tem preço e nem tem orçamento. A Banda é pra todos, por isso se mantem por várias gerações. Se não teve ânimo como anos anteriores, se deve a crise que atingiu a todos de um modo direto ou indireto. Mas tudo passa…inclusive a Banda…

  • Minha mãe tem 74 anos e seu ùnico divertimento pela época do carnaval é irmos todos juntos ao canto da jovino com a Feliciano Coelho, e realmente essa não foi uma das melhores participações da banda, mas o governo começa o ano com as contas a zero então é preferível que os recursos sejam investidos realmente em coisas necessárias educação, saude, segurança e depois teremos, acredito um investimentos no lazer em nossa capital. Enquanto que o governo passado que deixou nosso Estado em frangalhos, fazia ao contrário aplicava os recursos em festas, micaretas, viagens etc… e nossos hospitais e escolas abandonados!!Este carnaval marcou o descontentamento com essa politica de dinheiro no bolso e o egocentrismo de alguns politicos que governam para seu poder material. Mas vamos continuar acreditar em um novo Amapá para todos.

  • Como sempre aqui impera a hipocrisia e quase prima da mediocridade, a culpa deve ser do governo anterior, do Mubarak, do Kadafi e ate da PF.

  • Esse ano optei em “ver a banda passar” diferente dos outros quinze que termino o percursso, como tanto outros, quase me arrastando. A irreverencia que sempre encontrei, aos montes, em outros anos faltou para alegrar os tantos quantos se amontoam nas calçadas e esquinas do trajeto. Aos comentarios que ja li esta noite de diversos, me adiciono aos que avaliaram como “morna”. A blogueira tem razao, as escolas de samba movimentam, nao somente, os folioes ao sambodromo. Elas movimentam alem da economia, a alegria. E ela fez falta na quadra momesca. A cidade ficou rendida as micaretas, com Santana de opçao. Mas voltando a nossa banda, que a eterna RainhaMomo Alice Gorda falava com tanta emocao e alegria precisa ser fortalecida para continuar sendo o Maior Bloco de Sujos. Iniciativas como da Dep. Dalva, que alocou emenda para a Banda devem ser seguidas.
    O bom da Banda e que todas as cores e racas se encontram. E nao tem esse papo de ser a opcao dos que nao tem acesso pra comprar abadas. Tinha politicos, empresarios, estudantes, comerciarios, pedreiros, desempregados, enfim.
    O bom da Banda e que ela e tudo e de todos.

  • Concordo com vc Alcinéa, infelizmente esse ano não teve o desfile das escolas de samba e com isso, toda a irreverência que a banda tem foi pro espaço.
    Eu fui ver a passagem dela, e percebir que a participação foi menor do que nos últimos anos e sem aquela alegria que sempre nos contagiou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *