“A barricada fecha a rua mas abre caminhos”

Trabalhadores da Caesa, CEA, educação e saúde, entre outras categorias, vão paralisar amanhã, insatisfeitos com o reajuste de 3% (bem abaixo da inflação) concedido pelo governo estadual com o aprovo da Assembléia Legislativa.
O Sindicato de Enfermagem e Trabalhadores da Saúde (Sindesaúde)  diz que  saúde amarga 36% de perdas salariais e no mínimo três progressões atrasadas, além do não cumprimento do PCCS.

Os servidores do Instituto de Pesos e Medidas do Amapá também vão cruzar os braços amanhã.

    • Imbecil foi quem te educou, se é que vc recebeu alguma educação!!!! Que eu lembre, em todos os governos houveram paralisações e mesmo greve, pense um pouco antes de escrever, para não escrever besteira. Eu votei nesse governo, mas nem por isso devo aceitar todas as suas atitudes. Seja independente,,, pelo menos ideologicamente, esse é nosso maior bem!!!

  • A forma Sarcastica como o jucicleber, tiretor da CEA, tem escrito nos blogs da alcinea e de sua irmã, mostra a verdadeira seriedade com que a direção da CEA trata e respeita SEUS FUNCIONARIOS, infelizmente ele não responde porque não baixar seu salario de mais de 20 mil reais, esse sim deveria ter uma “deflação” e ajudaria no controle das finanças da empresa….me arrepndo muito da opção que fiz nas eleições passadas e pode ter certeza, não só eu.
    obs. me respode jucicleber, tem coragem d ediminuior seu salario, para fazer a tão comentada por você salvação da empresa?

  • Sou contra, me desculpem os servidores. Mas o momento é de cidadania e compromisso com a reestruturação. Ninguém pode negar os rombos e falta de recursos. Mas quero ver resultados na infraestrutura, nada adianta servidor satisfeito com proventos e sem condições de trabalho. A mudança vem do povo, colaborar é dever de servidor cidadão, mas cobrem compromisso com a Saúde no geral. Respeito o movimento de greve e as classes,é um direito. Apenas discordei em prol da ideologia.

  • Atualmente o governo vem noticiando na mídia que a CEA é a melhor empresa energética do mundo, pode ser verdade considerado pelo ponto de vista de leigos, mas para quem conhece a atual situação da Companhia não passa de mentiras descaradas de intuito politiqueiro de enganação ao povo do Amapá.
    O governo federal vem ampliando o Luz Para Todos porem a CEA ainda não recolheu nenhum centavo do fornecimento de energia. Diz que está pagando em dia a energia fornecida pelas geradoras Eletrobrás Eletronorte e Soenergy nada mais que sua obrigação, em contra partida os trabalhadores estão sem botas, sem escadas, sem ferramentas sem nenhuma condição adequada para exercer suas atividades.
    O mesmo diz da CAESA e a mesma coisa mentiras, mentiras e mentiras. A subestação da Caesa da Claudomiro no Novo Buritizal ainda na forneceu 1ml de água para aquele bairro tudo por falta de bombas, apenas uma estrutura arquitetônica sem utilidade.
    Os nobres diretores ganham cada um mais de vinte mil reais/mês eles sem dúvida não precisam de reajustes adequados para os trabalhadores. 3% de R$ 20.000,00 é igual a R$ 600,00 nada mal para quem a 200 dias atrás ganhavam salários de meros mortais.
    Os trabalhadores não podem aceitar 3% de reajuste, corpo mole de trabalhadores podem gerar grandes prejuízos para CEA e acabar de vez com essa farsa de números mentirosos que vêm apresentando a diretoria e Governo para a sociedade. A CEA continua dando prejuízo ao Estado por conta das administrações passadas e não dos trabalhadores… quem não conhece a CEA não pode dar palpites errados.
    Federalização já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *