Acabou a greve

O secretário de Estado do Planejamento, Juliano Del Castilo, informou agora no Twitter que acaba de ser assinado na Procuradoria Geral do estado pelo presidente do Sinsepeap, Rui Valdo,  o acordo pondo fim  a greve na educação.

  • Os nobres deputados das comossões da Assembléia Legislativa do Amapá deveriam fazer visitas às escolas públicas e eleborar relatórios sobre as condições das salas de aula. Aí vão ver as condições em que estão alunos e professores.
    Professor tem q fazer greve sim!
    Os q defendem a mordaça do servidor público
    deveriam se envergonhar. ( acho q são governistas, ou totalmente acovardados.)
    A retirada do art. 3º da traíra 1540, vai servir tb aos prof q não estavam na greve.
    PERGUNTA: Se ñ fosse a greve esse artigo teria sido retirado???? bjs

  • Não duvidem se os professores inventarem outra greve antes do final do anao. Claro que o movimento é por “melhores condições de trabalho”. rsrsrs.

  • Ei, pessoal,

    Essa Alessandra deve ser ou “diretora” do Camilo ou da Eunice….kkk Só deve ser! Que negócio é esse “lugar de onde vocês nunca deveriam ter saído”. Nós saímos de lá proque pessoas como você estão (agora) por lá, tentando (kkkkk) dirigir escola, mas sem entender muito (nada) do riscado….kkkkk

  • Parabéns pela vitória senhores educadores. Agora, esperamos mais qualidade nas aulas que são oferecidas pelos senhores, presenças nos plantões pegagógicos e menos atestados para tratar de interesses particulares. Voltem para onde nunca deveriam ter saido: da sala de aula. Os pais e alunos das escolas públicas agradecem.

  • Só espero que na próxima greve dos “professores”
    Eles retirem aquela faixa ridícula com o dizer:
    “POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO” todos nós sabemos que com raríssimas exceções os professores de escolas públicas não estão nem aí para as condições de trabalho, prova disso é que qual foi à melhoria que eles reivindicaram: data show; aulas de reforço nos finais de semana? Plantão de dúvidas para os alunos? Salas climatizadas? Ampliação das salas de informática? O que foi atendido?
    A verdade é que eles SÓ PENSAM EM AUMENTO DE SALÁRIO e mais nada, os alunos que se danem, duvido que a maioria dos alunos saia das escolas públicas sabendo alguma coisa principalmente em FÍSICA, QUÍMICA OU MATEMÁTICA, se for fazer o vestibular levam pau na hora, e se não fazer cursinho não chega a lugar nenhum? Será que as culpa é só dos alunos e do governo?

    • Sr. Sílvio o art. 205/CRFB diz que a “Educação é um direito de todos e um dever do Estado e da Família…” Não me compreenda mau, mas não dá pra falar em Educação de Qualidade desconstitucionalizando e debate. Apontar que o cenário em que se encontram a maioria dos educandários públicos no Brasil é culpa dos professores e que nós só lutamos por salário é empobrecer o debate. O fazer pedagógico é só a ponta do processo. Existem no Ato de Ensinar situaões endógenas e exógenas, estas devem ser consideradas tanto no planejamento macro quanto na execução das atividades diárias de sala de aula e nas etapa de reavaliação. Segundo Gilberto Diemenstein, de cada cem alunos matriculados na primeira série do Ensino Fundamental apenas dois 16 anos depois terminam a Graduação. Por isso meu rico irmão temos de perguntar: Por que funcionou só para 2%? No caso do Amapá(e aqui concordo com o sr.) nossos índices de IDEB e do Enem são preocupantes, mas como se a maioria dos nossos professores têm pós-graduação? Estamos fazendo a nossa parte agora falta o governo e a sociedade fazer a sua. Pra começar os pais fiscalizarem(por exemplo a qualidade da merenda servida as nossas crianças, a quentura absurda nas salas e cobrar da escola um programa de incentivo à leitura) e o governador Camilo dando exemplo em defesa da Escola Pública matriculando seus filhos nesses espaços escolares.

  • É uma pena que os educadores precisaram paralisar de vez e sem chances de voltar atrás, para ter, aos trancos e barrancos a atenção devida do senhor governador Camilo. Que isso sirva de exemplo para as demais categorias do serviço público estadual que, quando tiveram oportunidade no início da greve do Sinsepeap, não apoiaram os educadores. Ao governador Camilo Capiberibe: mostre-se mais ao povo do Amapá, à todos mesmo e deixe de twittar desnecessariamente e procure agir mais. O Amapá nunca teve nem terá um governador virtual! Parabéns pela decência em assinar o que nunca deveria ter sido aprovada, digo a Lei da discórdia. Apesar desse pequeno avanço, os servidores da educação ainda precisam de mais para serem devidamente VALORIZADOS! A começar pelas boas condições de trabalho nas escolas, pois isso sim, é necessário!
    ***OBS: Tenha certeza, povo amapaense (quem votou ou não no Camilo) que a cada vez que o senhor governador Camilo sair do próprio mundo virtual, muitos resultados positivos poderão ocorrer no estado.

  • Querida Alcinea, que o dia de hoje, se torne um marco na história dos que lutam por direitos, justiça e liberdade. Direito a ter direitos, justiça na manutençao dos direitos adquiridos e liberdade pra gritar quando sentir seus direitos ameaçados pela opressão, venha ela de onde vier.
    Nesses 31 dias de greve dos educadores, categoria por qual tenho orgulho de fazer parte, a sociedade amapaense vivenciou, a contra gosto de alguns, é bem verdade, uma verdadeira aula de cidadania, descobriu na prática que vale a pena “brigar” por dias melhores, por dignidade e que nada nem ninguém pode estar acima do outro, todos somos elos fundamentais da mesma corrente de vida, trabalho e amor, que carrega o Amapá para o desenvolvimento.
    Deixo como reflexão para os visitantes do seu blog o seguinte pensamento: Solidários, seremos união. Separados uns dos outros, seremos ponto de vista” (Bezerra de Menezes)
    Parabéns aos educadores que combateram o bom combate, sem nunca perder a fé…

    • Que fala bonita da senhora Celisa Melo. Infelizmente é apenas discurso. Os professores não estão interessados no prejuizo que essa greve trouxe para a sociedade,muito menos em dar aula de cidadania. o que interessa mesmo é que conseguiram aumentar os seus já ótimos salários.

  • a gente só encontra esse governador no twiter? não tem coragem pra se pronunciar em público? estou envergonhado.

    • É VERDADE!!!!!! NOSSO GOVERNADOR SÓ SE COMUNICA COM O POVO ATRAVÉS DE TWITTER. ELE DEVE ACHA QUE TODA A POPULAÇÃO AMAPAENSE TEM ACESSO À ESSE REDE SOCIAL!!!!!! SE EXISTIREM 1000 PESSOAS COM TWITTER NO AMAPÁ É MUITO. VERGONHA E VERGONHA!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *