Tarifa de ônibus permanece em R$ 1,90

A Prefeitura de Macapá conseguiu derrubar na justiça o aumento da tarifa de ônibus, que havia sido autorizado a passar de R$ 1,90 para R$ 2,10 desde a meia-noite. A Procuradoria Geral do Município interpôs um  Agravo de Instrumento junto ao Tribunal de Justiça, para reformar a decisão do Juízo da 1ª Vara Cível e de Fazenda Pública, que na sexta-feira havia sentenciado o município a majorar os preços das passagens.
A liminar suspendendo o aumento foi deferida pelo desembargador Raimundo Vale e anunciada hoje à tarde  pela prefeita em exercício de Macapá, Helena Guerra.
Estudantes e trabalhadores já haviam maracado um ato público para amanhã, às 13h30, na Praça da Bandeira contra o aumento da tarifa.

  • Bom dia alcinea, acho um absurdo como estão tratando este assunto do passe livre, joga para o desembargador, depois para o prefeito,depois para o setap… Chega!!!
    Os estudantes irão a rua hoje para dizer BASTA!!! chega da cidade de Macapá ser uma terra sem lei, em que ficam brincando de passa-passa… Os estudantes querem muito mais que respeito. Os academicos da Unifap estão levando um documento para o Ministerio Publico, e se for preciso até chegaremos ao ponto de queimar buzão….
    Queremos respeito!!!

    • Apoio o movimento, mas sem queimar o “busão”, intolerência violenta é um crime contra vocês mesmos, são estudantes, devem mostrar seu repúdio usando como base o conhecimento dos seus direitos, espero que nossos estudantes usem a força intelectual e não a física. Conhecimento é a arma.

      • Concordo com você, Zanjo. Que adianta queimar todos os ônibus e deixar a população a pé? Santa ignorância! Estudam justamente para usarem a massa cinzenta de cima, não a de baixo.

    • Grande solução! Você usa o transporte coletivo? O impacto de R$ 0,10 para o bolso do trabalhador e estudante que usa exclusivamente este tipo de transporte, sem ter melhoria nenhuma de qualidade é injusto. Não tem de reajustar nada, é caro demais o serviço. Macapá tem tarifa alta demais, tanto pelas distancias, quanto pela qualidade do serviço.

  • Boa Noite, Alcinéia!

    Até que enfim alguém colocou um pouco de sensatez nesse assunto. Gostaria sinseramente de poder acreditar que esse seja um ponto final e não um ponto continuando como dizia minha amada professora de português Regina Lúcia.
    Até breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *