Agenda Cultural

Sexta-feira

Show Certas Canções, de Humberto Moreira, no Bar Teatro Carinhoso, às 22h







Ensino de arte – II Seminário Estadual da Associação dos Arte Educadores do Estado do Amapá – AAEAP, hoje e amanhã a partir das 8 horas no auditório multiuso da Unifap, com o tema “Ensino de arte: identidades e diversidade”.

Sábado
Juliele se apresenta na Choperia da Lagoa com o show Balé de Luz, às 22h30






Teatro –  Sábado e domingo no Teatro das Bacabeiras, às 20h30, a comédia Dama de Paus, da Cia do Riso, com os atores Alcemy Araújo e Geóstenys Melo e direção de Genário Dunas.   Esta comédia aborda uma estranha relação entre duas irmãs, que o tempo inteiro reacende as contradições entre elas: rica e pobre, intelectual e analfabeta, chique e brega, bonita e feia, amável e revoltada etc.

Domingo
Tem Marabaixo no Laguinho, a partir das 10h, na casa da Tia Biló.

Segunda-feira
Pelo Projeto SESC Amazônia das Artes, Adamor do Bandolim e o grupo Gente do Choro do Pará se apresentam às 20h no SESC Centro. Entrada Franca.

E tem mais
Abriu ontem e vai até o dia 14, na Escola de Artes Cândido Portinari (Av. Acelino de Leão, 926 – Trem), a exposição “O eu e o outro: retratos da identidade e a não-identidade na pós-modernidade”, dos alunos do curso de licenciatura em Artes Visuais da Unifap.
A exposição é  resultado de uma proposta que surgiu a partir da disciplina Elvis V – Hibridismo, do Curso de Licenciatura em Artes Visuais da Universidade Federal do Amapá, em que os acadêmicos teriam como trabalho uma produção artística que possibilitasse uma reflexão sobre questões identitárias e autobiográficas dos discentes/artistas da turma. As produções envolvem a mesclagem das vivências pessoais e sócio-culturais, com um viés das questões culturais híbridas discutidas na contemporaneidade por teóricos e artistas visuais como Stuart Hall, Zygmunt Bauman, Marepe e Rosângela Rennó.

  • São dois talentos da música amapaense. Humberto e Juliele representam a boa cêpa da nossa musicalidade. Falam a linguagem do nosso povo e os encantos da Amazônia.

    PARABÉNS aos nossos talentos e muito sucesso no show e que muitos outros de igual nível aconteçam.

  • Alcinéa, por falar em artistas, você me dá notícias do Espírito Santo, que, para mim, é o melhor paisagistas que já vi no Amapá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *