Alô, alô, gazeteiros!

A mesa diretora da Assembléia Legislativa do Amapá decidiu que, a partir de agora, deputado que faltar sem justificar tim-tim-por-tim-tim o motivo sentirá dor no bolso.
Por cada falta serão descontados mil reais dos salários.
“Quando qualquer trabalhador falta essa falta é descontada no seu salário no fim do mês. Deputado é um trabalhador como outro qualquer, é pago para trabalhar e se não trabalhar não pode nem deve receber”, justifica o presidente Moisés Souza.

  • eba!!!!!!que bom!!!!!assim eles criam vergonha na cara!na realidade esses dias ja deveriam ter sido descontados!!!nao trabalhou,,,,nao recebeu meu amigo!é a lei!ou esses depuatdos acham que nos somos que tipo de patroes????paternalistas????Presidente,desconte os dias que eles nao trabalharam!!!!so vagabundando as nossas custas!!!!!

  • Parabens Dep Moises, espero que esta medida não seja temporaria, pois não adianta agradar os deputados e desagradar a população. Estamos de olho!!!

  • Não é tão simples cortar o ponto, deve ser realizado o devido processo legal e deve estar previsto em regimento. Agora, o que adianta eles irem pra Assembléia se eles não fazem nada mesmo. Não tem outros pra colocar no lugar desses não?

  • Opa!É verdade?! Eu tô radiante, o povo do Amapá precisa ter novamente credibilidade, o bom senso do presidente da AL, não é mérito. É dever.

  • Eu gostaria muito de saber se essa medida punitiva vai se aplicar tbem ao presidente, que antes de presidente é assim como os demais deputado estadual. Não sei não, enfim…

  • No Amapá já vi até boi voar, só ta faltando agora os gazeteiros serem punidos justamente…. acho que vou continuar vendo só os bois voarem…os gazeteiros são intocáveis, quem deve fiscalizar fica só observando estaticamente tanta imoralidade em um espaço tão curto de tempo… nós – o povo – nada fazemos, continuamos a votar nessa corja de nefastos para depois nos lamentarmos em vão…. Oh vida!!! Oh azar!!! Oh Amapá, ACORDA!!!!

  • O que vcs acham do dep. Moisés dar uma destinação social para os valores que serão descontados dos salários dos deputados gazeteiros, revertendo para obras de caridade?

  • Alcinéa,

    Vamos apostar? Só apostar se vai acontecer ou não, só isso. Eu digo que NÂO vão descontar nem centavinho. Eu já vi esse filme, até no Congresso Nacional, mas, aqui não foi diferente.
    Isso só vai acontecer quando:
    – O Sapo Cururú ficar belo;
    – Cobra calçar chinelo;
    – O Trem for campeão brasileiro da 3ª divisão;
    – Fizerem a ponte de concreto entre Macapá/Belém.

    Mas, a coisa é séria. Não sou daqueles de quando pior melhor. É que a gente já viu tantas coisas, que ainda recentemente aconteceram tantas coisas em nosso estado que – meu Deus! Vamos acreditar?!

    • Amigo, acho que a percepção dos fatos vai levando a crer… O Moisés ter ficado como presidente, ao invés da base governista mostra que as coisas começam a andar no Estado conforme deve ser. Quando em outros tempos o judiciário negaria um recurso com o mérito desse? A justiça acordou, o governo executivo tenta entrar nos trilhos e o legislativo também. Viva as mudanças e comemore as vitórias, não dos “Capiberibes” ,e sim do povo. Tudo que o Camilo, Moisés e os representantes da esfera juridíca fizerem dentro da lei e pautado pelo bem da maioria, defendendo a moralidade com a coisa pública é muito bom.

      Se não “funcionar” cabe a nós meter a boca no trombone! Precisamos dar crédito e avaliar o desempenho.

  • Caramba..
    A minoria venceu.
    Como vai ficar a gestão de alguém que quem elegeu foi uma minoria?
    Acho que agora vai começar as broncas de verdade.
    Espero que assim ande um pouco a assembleia.
    Harmonia nunca mais.

  • ALCINÉA EU MORRI DE RIR QUANDO ACESSEI SEU BLOG E LEI “ALO, ALOGAZETEIROS” KKKKKK VOCE É BRILHANTE!!! NAO TERIA MELHOR DEFINIÇÃO DE CODINOME PARA ESSES DEPUTADOS! ISSO PARA NAO CHAMAR DE OUTRA “COISA”. PARABENS PELA CRIATIVIDADE! SÓ VOCE MESMO!!! RSRS
    ADOREIIIIIII…..RSRSRSR

  • Espero que essa decisão se mantenha, mesmo com as reclamações q serão mts. Os ilustres deputados tem que saber que são funcionarios como qualquer um outro, são pagos por nós, eleitores. Já basta a vida mansa que levam as nossas custas. PARABÉNS, pela iniciativa, se isso já funcionasse há mais tempo, aquilo não seria o circo que se tornou.

    • Idem! Nessas horas tem que ser mesmo que nem o apostolo Tomé. Um exemplo disso foi a abertura de CPI para cassação do Prefeito de Macapá. Depois que ele retornou do “exílio”, os vereadores ficaram no maior love com ele, eresolveram esquecer da CPI.

    • Se a promessa se comprovar, juro neste espaço que abandono meu ceticismo político e faço campanha para o Moisés nas campanhas em que ele se candidatar.

  • Tem que ser assim! Eles não se reivindicam “funcionários do povo”, então tenham descontos no salário assim como todos nós! Mas já tem gazeteiro que foi buscar o cheque do pagamento deste mês na maior cara de pau! Isso não é parlamentar. É pra lamentar! Enquanto o povo sofre com a falta de qualidade nos serviços públicos de toda ordem… São uns imorais!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *