Alô, alô, Sesa

Da caixinha de comentários:

“Alcinéia gostaria que vc abordasse algo diferente deste assunto, se fosse possível, pois ninguém toma providências, nem sindicato da saúde nem governo do estado. O governador fala na Tv que chamou tantos concursados, mas não paga seus direitos. Os profissionais da saúde(técnicos de enfermagem) que entraram no último concurso não estão recebendo o a gratificação de insalubridade, pois segundo informações da SESA, os mesmos tem que provar que trabalham em local insalubre. Como é possível vc trabalhar em hospital e o mesmo não ser insalubre? Além disso os funcionários que já pertencentes ao quadro recebem essa gratificação e os que entraram não podem receber. gostaria muito que vc abordasse este causa.
Sotnas

Caro leitor, vamos torcer e esperar que o Governo se manifeste sobre o assunto.

  • A insalubridade deve ser regulamentada por lei e é reconhecida por pecentuais que dependem do grau de risco a agentes biológicos, avaliados por perito (engeheiro ou médico). Conforme o tempo de contato com esses agentes biológicos, ela é devida no percentual de 10, 20 ou 40% do vencimento básico.
    Também sou desse último concurso, das 30hs semanais, 20 horas são em contato com pacientes internados em enfemarias que atendem TB, por exemplo. Não vou esperar por Lei, que é iniciativa do poder executivo, ou acordo coletivo, proposto por sindicato. Vou entrar direto na justiça, que deverá designar perito para avaliar o meu local de trabalho e os processos de trabalho os quais estou submetida.

  • Queria informar que insalubridade não é um direito do empregado, é uma ” multa” que o empregador recebe por expor seus funcionários em condições insalubres, o que os sindicatos devem ” brigar” são por melhores condições de trabalho evitando as doenças laborais gerados por trabalhos insalubres, onde essa multa não pagará os malefícios criados…

  • O que os funcionários podem fazer é exigir que seja feita a perícia, e através do laudo apurar qual o grau de insalubridade e qual o porcentagem adicional esses funcionarios devem receber! Não se pode pagar adicionais sem a devida pericia!

  • Infelizmente essse governo tem usado de todos os meios para desmotivar o funcionalismo estadual. Que digam os agentes penitenciários que a cada mês veem seus vencimentos reduzidos. Obs. Eles Não ganham Insalubridade (ABSURDO!!!)

  • Alcinéia queria acrescentar a informação sobre a falta de pagamento do adicional de insalubridade aos novos servidores da SESA e informar também que servidores que saíram para realizar cursos ou que estavam prestando serviços em outras Secretarias e que retornaram a SESA tiveram seus pedidos de incorporação do adicional de insalubridade negados sem justificativa, sendo prejudicados nos seus direitos como profissional da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *