Andando pela cidade

No meio do mundo, pertinho do monumento Marco Zero, o  leitor Ricardo Costa deparou-se com este canteiro florido, fotografou, mandou pro blog dizendo que “neste periodo do ano, Macapa está florida. As flores da foto são comuns por aqui, mas bem que algum cientista podia cruzá-las com outras flores, mesmo assim acho belas.”

  • Mas, toda a natureza é mato…. simplesmente, o homem achou de cultivar algumas espécies de mato,como a roseira, as margaridas,azaléias.. e etc.. garanto que se não fossem cultivadas pelo homem, nasceriam do mesmo jeito na natureza, e seria “MATO”, infelizmente nem todas as flores tem valor comercial, por isso são ignoradas, mas, como diz a Bíblia..” olhai os lírios dos campos….. nem salomão em toda sua grandeza, vestiu-se como eles”… as pessoas esqueceram-se de ver a beleza nas coisas simples que a natureza nos oferece!que pena!!

    • Nome científico: Turnera ulmifolia.
      Família: Turneraceae.
      Nomes populares: flor-do-guarujá, turnera, chanana, albina.
      Etimologia: o nome Turnera é em homenagem à William Turner, botânico inglês, famoso como ‘O pai da botânica inglesa’.

  • Felizmente alguem como o Roque entendeu o que eu quiz dizer com o fato de falar que “as bela flores” são “matos” e não canteiros floridos, desculpa as que não conseguem entender as palavras, e não enxergam as coisas com o olhar crítico, de pessoas como o Zanzo Goulart Macapá está cheia, que acha que a falta de gestão publica não podem faz nada, será mesmo somente culpa da gestão??? Imagino que pessoas como essas jogam seus lixos nas ruas pela janela do carro, não capinam a frente da sua casa (que isso é um absurdo), so esperando pela gestão publica fazer. Gente o que pretendia com meu comentário era alertar ao povo que tanto se conforma com tudo, do jeito que fazem, veja o nosso prefeito (…) recebido como verdadeiro heroi e assumiu a prefeitura, só pretendia isso, alertar essa população e essa cidade que merecia ser uma joia. Não me conformo de andar pelas ruas esburacadas e olhar pela janela do carro e ver canteiros tomados pelo mato, que por ter flores ou não são canteiros mal cuidados, vc não acham que mereciamos coisa melhor???

    • Entendido! Você tá remendando seu infeliz comentário. Kkkk. Você foge do contexto do simples…”A beleza”. Todos sabemos que o ideal seria um canteiro estruturado e composto por espécies mais desenvolvidas de vegetação. A imagem e legenda não traduz o que fala.
      É questão de sensibilidade, você obviamente mostrou que não tem esse sentido tão apurado quanto os demais. Lindas flores nativas ou mato, é bonito. Simples de entender, não vi o grau de dificuldade, só precisamos admirar a manifestação da vida. Eu hein, entenda o sentido do post.

    • Não sei hoje, porque já faz tempo que não visito Macapá, mas era comum vermos as frentes das casas quase desaparecidas no meio do mato alto, infestado de animais peçonhentos, e o “caboco” ali, sentado, coçando, sem fazer nada, olhando pro tempo. Daí, constato que o problema não está na falta de gestão pública, mas na falta de iniciativa e excesso de preguiça.

  • Eu acho que estas florzinhas abrem pela manhã e são como mato. Se forem elas, aqui também tem. Na minha rua pedimos aos capinadores da prefeitura para deixar quieto.

  • Para “meu deus”.

    Ah! E pode te mijar e “cagar” nas calças. Que vergonha!!!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Minha mãe quando chegou aqui pela primeira vez e viu a cidade com estas flores,ela dizia que Macapá não tinha mato e sim era uma cidade jardim toda toda florida. Só quem não aprecia a grandiosa criação divina não dá valor à esatas pequenas coisas.
    Pois Deus se encarrega de embelezar as ruas e avenidas onde muitas vezes o homem procura destruir,-.Parabéns ao Ricrdo Costa que apreciou e fotografou esta maravilha plantada e cuidada por Deus.,

  • FALTA DE SENSIBILIDADE!

    Ei, “Meu Desu”? Tu pisastes na bola, e feio… Se isto aí não é flor, então, cada fio do teu cabelo são talas de vassoura de piaçaba. Isto aí, são flores, sim, mas nativas da região amazônica, principalmente no Amapá por conta do clima.

    O que falta é aproveitar tecnicamente essas belezas naturais para colocá-las num local apropriado, bem cuidado, fiscalizado pela secretaria de Meio Ambiente (horto municipal), etc. É isso que tá faltando.

    Mas, que é flor, isto é!!!

  • KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, mijei nas calças de rir….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Povinho desavisado ISSO É MATO, tudo bem que tenha umas florzinhas, mais chamar isso de canteiro florido é forçar a amizade…….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk……Fala sério né, vamos combinar, mais canteiro florido, é muito diferente disso ai,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • A natureza é tão linda e tão generosa com a gente que nos presenteia com matos que dão belas flores.
      Mas tem gente que não é capaz de ver a beleza.

      • Néa,Deus já dizia para olharmos as flores. As belezas puras, são as naturais. Que bom o moço ter fotografado e vc publicado. Isso não é mais que apologia ao belo, embora alguns não consigam ver beleza nas coisas que Deus criou.

      • Turnera ulmifolia é seu nome científico,é popularmente conhecida por Chanana no Rio Grande do Norte,é uma herbácea perene de 30 a 50 cm de altura,de florescimento vistoso,flores branco – amareladas formadas no decorrer do ano todo e se abrem no período da manhã.
        É uma planta que não tolera geada apesar de sua rusticidade.
        Popularmente é cultivada a pleno sol em grandes maciços, mesmo em terra pobre,multiplicando-se facilmente,é uma planta invasora de solos cultivados,propaga-se por toda a cidade.
        Turnera ulmifolia é amplamente distribuida desde as Guianas até a região nordeste do Brasil,é utilizada na medicina popular como antiinflamatório,antidepressivo e calmante,pela produção de substância aleloquímicas.
        A Turnera ulmifolia ou Chanana, é a flor simbolo poético de Natal-RN pela persistência,resistência,beleza e fortaleza assim é a Chanana,assim é Natal e assim é Macapá uma cidade que resiste aos desmandos do poder e apesar de tudo continua bela.Não desiste de lutar e acreditar que um dia será uma cidade mais humana,com melhores condições para seus habitantes.
        Parabéns Macapá ! que não só em teu mês de aniversário,mas por todo o sempre permaneçam em tuas ruas as alegres Chananas e teu povo hospitaleiro aprenda a apreciar a rara beleza dessa bonita flor.
        Alcinéa Parabéns pelo Blog.

    • Que atitude grosseira, se não temos canteiro por falta de gestão pública, a natureza generosamente enfeita a tão abandonada Macapá. O que seria atravessar as ruas esburacadas da cidade se não é pra ter a visão de um rio lindo como consolo…

      Rapazinho ou moçinha além de grosseira colocação, você é muito infeliz de não ENXERGAR, tenho pena de quem só “olha”.

      Alcinéa a JK esta com flores nos canteiros centrais em diversos pontos, o “mato” é preconceito velado, não podemos desprezar uma florzinha só por ela nascer sem ninguém plantar… vale tanto quanto uma roseira.

      Linda flor amarelinha, se a beleza da cidade não vem dos homens a natureza nos dá oportunidade de vivenciar a floração.

    • De certa forma, entendo o posicionamento do “Meu Deus”. Essas flores não foram cultivadas, mas nasceram aí de qualquer jeito e, por ironia do destino, embelezaram o espaço. Morei em Joinville e pude constatar a preocupação daquele povo com o cuidado dos seus jardins. A casa pode ser humilde, caindo aos pedaços, mas os jardins são fabulosos. E a tradição começa cedo. Várias vezes observei crianças de 2 anos, de manhã cedo e já com a pazinha na mão, revolvendo a terra para receber as plantinhas. Não custaria nada o amapaense herdar essa cultura. A cidade se tornaria bem mais bonita.

      • Um gênio entre nós.

        Macapá para Joinville 2937 Distância aérea. Herdar cultura? História, processos de desenvolvimneto migratório, costrução da sociedade, enfim… São os mesmos do Amapá, né?
        Foi a coisa mais idiota que eu li nos últimos tempos. Roque, menos. Não força fica feio… Hehehehe.

        • Mesmo, assim, acho que não custa nada copiar o que é bom. Basta força de vontade. Afinal, de origem alemã, portuguesa ou indígena, todos somos brasileiros.

      • Roque, em momento nenhum o chamei de idiota. Disse que fez uma colocação idiota, eu também erro e fico idiota, não és, ficastes. Respeito você e jamais ofenderia sua dignidade.

          • E para os que creem na Palavra de Deus, vai aí um provérbio:

            Não respondas ao tolo segundo a sua estultícia, para que também não te faças semelhante a ele. (Provérbios 26:4)

        • Ninguém falou jardim, e sim canteiro. A imagem tem um canteiro abandonado em que surgiram flores nativas. É bonito, ninguém falou que é o mais adequado. Quantos comentários bobos e sem fundamento tem nesse post. Ver o futuro não impede de viver o presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *