Atentado à saúde pública – Apelo do leitor

“Prezada Alcinéia, faço um apelo para que vc repercuta novamente o crime ambiental e atentado à saúde pública que vem ocorrendo na Avenida General Osório entre Hamilton Silva e Manuel Eudóxio, com despejo no meio da rua de esgoto em função de uma tubulação entupida e alagamento do subsolo de um prédio de quatro andares abandonado e que se tornou um gigantesco criadouro do mosquito da dengue em plena área central de Macapá. Como poderemos evitar uma epidemia e uma calamidade se as autoridades não fazem a sua parte? Será que só com os moradores tirando a água de seus vasinhos de plantas vão resolver o problema?
André”

  • é verdade, a denuncia é verdadeira, o prédio citado ainda tem ocupantes, morando de forma precária e desumana. O problema da Avenida General osório entre Hamilton Silva e Manoel Eudóxio nunca recebeu sequer uma borra de asfalto, serviços básicos. A via está completamente abandonada, e o pior, é saber que ela [é a unica Avenida do bairro Jesus de Nazaré que não é asfaltada, e sua localização é prilegiada, bem próximo ao Aeroporto de Macapá. A situação é precária, esse prédio é um dos maiores focos de dengue de Macapá, e pertence a um grande empresário (…) A Prefeitura e Governo devem fazer alguma coisa para solucionar o problema do prédio, e o mais importante, a vida dos moradores da General Osório.

  • E por falar em atentado…

    Gostaria de agradecer aos deputados Professora Marcivânia, Evandro Milhomen, Fátima Pelaes, Dalva Figueiredo e
    Vinicius Gurgel, pelo voto favorável ao vergonhoso reajuste que o Executivo propôs e nossos (?) nobres (???) representantes, aquiesceram.
    Gostaria de saber como foi o voto das ilustríssimas Dalva e Evandro Milhomem acerca dos “auto-reajustes” que eles sempre “se auto-concedem” de modo tão “desavergonhado” e de costas para a população! MEUS PARABÉÉÉNS!

    Fernando Bernardo de Souza Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *