Audiência pública

“História e Cultura Afro-Brasileiras e Indígenas” no currículo escolar

É hoje, a partir das 15h no Centro de Convenções João Batista de Azevedo Picanço, a audiência pública proposta pela deputada Cristina Almeida (foto)  para debater a Lei 11.645/08 que trata da inclusão do estudo de “História e Cultura Afro-Brasileiras e Indígenas” no currículo oficial da rede de ensino. A Lei tem como objetivo promover uma educação que reconheça e valorize as diversidades étnico-racial, cultural e as origens do povo brasileiro.

A deputada diz que a escola é um lugar de construção do conhecimento, da identidade e dos valores humanos.  Daí a importância do aluno ter a oportunidade de aprender a herança histórica e cultural do povo brasileiro que teve sua formação social por meio da miscigenação de europeus, índios e negros africanos. No entanto, parte dessa herança não é contada e reconhecida no âmbito do currículo escolar.
(Assessoria de comunicação da deputada Cristina Almeida)

  • Sinceramente, hoje em dia devido à atender à muitas minorias, perdeu-se a objetividade da educação é Kit anti-homofobia para cá, alteração de curriculo escolar para lá e ninguém enxerga que as condições dos ambientes educacionais é precária, bem como a valorização do educador. Sinceramente, clamem a objetividade no ensino, vejam o que é essencial, pois se formos impulsionados pelos modismos de atender minorias, daqui a pouco o nosso ensino será uma colcha de retalhos que não conseguiremos compreender mais nada.

  • Triste o posicionamento das pessoas que, de forma meio agressiva, desrespeitosa e até mesmo jocosa tentam minimizar a importância de um tema tão relevante em nossa sociedade. Não é só com uma “canetada”, embora ela seja importante, que se resolve o problema do racismo e da desigualdade com base racial no Brasil. É preciso, sim, rever posturas como essas, concepções de diferença e de negritude que sempre balizaram nossa relação com o outro, neste caso, a população negra.

  • Isso se chama jogar dinheiro pelo ralo. Não precisa de audiência para discutir uma lei que já foi votada e aprovada.

  • Eu não aguento mais vê esse mulher na mídia com esse lençol amarrado na cabeça! Esse markting político me deixa louco….kkkkkkkkk

    • Você é preconceituoso e agressivo em suas colocações(que fugiu do tema). É um atraso para o Amapá, Brasil e Mundo. Fça orações com fé p Deus ajudar vc e a todos para termos um mundo melhor.

  • Eta, morena! A cada dia que passa você mostra que é competente e merecedora do seu cargo. Continue trabalhando deputada, muiiiiito pelo amapá, pela nossa raça e pelo povo como um todo. profª Reinilda Viana (Novo Horizonte-Mcp).

  • Parabéns pela luta em favor das minorias. Você está me conquistando. Continue elevando o Poder Legislativo em cumes mais altos. Cicero Bordalo Junior – Advogado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *