Boa notícia – Polícia comunitária vai voltar

O governador Camilo Capiberibe visitou na manhã desta terça-feira, 23, uma base da Polícia Militar localizada no bairro do Araxá para conhecer a estrutura do local a fim de que seja instalada, até o final do ano, uma Unidade Integrada de Segurança Comunitária, que é um novo modelo de policiamento comunitário, que será implantado em Macapá, Santana, e posteriormente em os outros municípios do Estado.

De acordo com Camilo Capiberibe, essa será mais uma ferramenta do Estado para combater a criminalidade e ao mesmo tempo oferecer às crianças que vivem em áreas de risco a possibilidade de um futuro melhor, onde, além de lições de cidadania e atividades físicas, elas terão a oportunidade de participar de cursos.

“Quando polícia e comunidade trabalham juntas, a criminalidade perde espaço”, destacou o governador.

Na visita ao prédio, o governador estava acompanhado do comandante geral da Polícia Militar, coronel Rezende, delegado geral da Polícia Civil, Tito Guimarães, secretários de Estado da Infra-Estrutura, Joel Banha, e Planejamento, Juliano Del Castilo. (Foto: Chico Terra)

No entanto, o policiamento comunitário não é nenhuma novidade no Amapá. Foi implantado em 1998, no governo de João Alberto Capiberibe, cuja primeira célula começou justamente no bairro do Araxá eem seguida Perpétuo Socorro, as áreas consideradas, na época, as mais perigosas de Macapá.

Em virtude disso, o Amapá tornou-se referência internacional, especialmente, com o projeto Anjos da Paz, que reintegrava à sociedade jovens das gangues do bairro Perpétuo Socorro. O projeto foi premiado internacionalmente pela Fundação da Motorola.

(Paulo Ronaldo Almeida/Secom)

  • Muito bom que ela volte!! quem estiver interessado, minha monografia do curso de Mestrado é sobre a Policia Comunitária, especificamente no Bairro do Perpetuo Socorro e lá eu já defendia a volta deste modelo de policiamento.

    • O aumento do contingente policial nunca é proporcional ao número de futuros bandidos que são gerados diariamente.

  • Pois é isso mesmo, teve em 1998 e quem trabalhou e ralou muito na implantação da base da Polícia Comunitária do Araxá foi o competente Cel PM Carlos, que mais uma vez está sendo subutilizado na coorporação por causa de alguns que teimam em persegui-lo, e esquecem que quem perde com isso é a PM, o Gov do Estado e principalmente a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *