Boa tarde!

Convite

Vem comigo!
Vamos sair por aí plantando alegrias.
Traz um pincel, eu levo a tinta
e pintaremos de verde-esperança
todas as venezianas daquela ruazinha
por onde passeamos tantas vezes de corações dados.

Vem comigo!
Vamos plantar dálias, rosas e margaridas na velha praça
onde dividíamos algodão-doce no arraial do padroeiro
quando ainda tínhamos medo de pecar.

Vem comigo!
Vamos plantar papoulas vermelhas e amarelas nos canteiros da ladeira
para alegrar a cidade e os passantes.

E depois – cansados e felizes – tomaremos um sorvete.
Eu te darei um beijo sabor tucumã
tu retribuirás com um beijo sabor açaí.
Vendo isso, o Anjo que nos acompanha
– cheio de ciúme – dará de asas
(os anjos nunca dão de ombros)
mas Deus sorrirá e acenderá sóis na nossa estrada.
(Alcinéa)

  • Alcinéa,
    que os anjos que te acompanham, continuem a
    fortalecer sua imaginação,para alegrar nosso cotidiano como essa linda poesia, amei!!!!!.
    Envio mensagem.

  • Nossa, belas e maravilhosas lembranças…, é “magico” ler sua poesia natural…, … . Fique com Deus!
    Um abraço! lene e paula

  • Vamos sim, Alcinéia… Plantar girassóis nas janelas do medo. Pintar de esperança os muros da intolerância. Sussurrar versos nas praças. Espalhar ternura e amor como se bolinhas de sabão fosse.
    Se faltar tempo aumentamos o ponteiro do relógio, só para cutucar estrelas até o amanhecer!
    Lindo poema! Divina seja a poesia!

  • Muito bela! E foi uma grande satisfação te escutar declamando-a na casa do Cléo! Que Deus continue a iluminar tua mente para nos presenteares com essas preciosidades!

  • Não sei se eu consegui mandar o comentário que escrevi, bem, quero dizer que o poema é assim, simples e belo, muito belo, parabéns

  • Muito inspirador…vamos todos contigo, Alcinéa, pessoa de muitos talentos e muitos amigos. Você sabe semear, parabéns

  • EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ. Certa vez, ao transitar pelos corredores do fórum, fui chamado por um dos juízes ao seu gabinete.-Veja o erro ortográfico grosseiro que temos nesta petição. Estampado, logo na 1ª linha do petitório, lia-se: “ESSELENTÍSSIMO JUIZ”. Gargalhando, o magistrado me perguntou: -Por acaso esse advogado foi seu aluno na faculdade? -Foi sim -reconheci. -Mas onde está o erro ortográfico meretíssimo? O juiz pareceu surpreso: -Ora, meu caro, por acaso você não sabe como se escreve a palavra “excelentíssimo”? Então expliquei-me: -Acredito que a expressão possa significar duas coisas diferentes. Se o colega desejava se referir a ‘EXCELÊNCIA’ dos seus serviços, o erro ortográfico é grosseiro. Entretanto, se fazia alusão à ‘MOROSIDADE’ da prestação jurisdicional, o equívoco reside apenas na junção inapropriada de duas palavras. O certo então seria dizer “ESSE LENTÍSSIMO JUIZ”. Depois disso, aquele magistrado nunca mais aceitou, com naturalidade, o tratamento de excelentíssimo juiz. Sempre perguntava: -Devo receber a expressão como extremo de excelência ou como superlativo de lento! (revista da OAB-SC). Profª Reinilda Viana (Novo Horizonte).

  • Alcinea vc pode falar sobrea a perda do mandato do prefeito de Pedra Branca; obrigado um forte abraço.

  • Simplesmente INIGUALÁVEL!
    É incrível como a poesia brinca na tua mente E te faz produzir, naturalmente,
    Coisas que a vida, pra sempre, vai guardar.

  • Alcinéa, adorei!!! Coisas simples do nosso cotidiano Amapaense mas, de toda sorte, de valores inestimáveis.Fica com Deus, bfs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *