Brasil – o país da censura

Justiça embarga reestreia do quadro “Proteste Já!” do “CQC”

Por Thaís Naldoni/Redação Portal IMPRENSA

A volta do “CQC” à grade da Band depois do período de férias do programa acontece com o desfalque do quadro “Proteste Já!”, na nova versão sob a batuta de Danilo Gentili.

Uma decisão judicial, em resposta à ação impetrada pela Prefeitura de Barueri contra a Band, impede a exibição da matéria nesta segunda (15), que mostraria que a doação de um aparelho de TV, feito a uma escola municipal da cidade, foi desviada. Um chip colocado dentro do aparelho revelou que, ao invés de o televisor ser utilizado pelo alunos, acabou sendo usado pela diretora da referida escola, em sua casa.

A decisão de impedir a matéria foi da juíza Nilza Bueno da Silva, da Vara da Fazenda Pública de Barueri, e afirma que o quadro não pode ir ao ar, sem que seja dado o “Direito de Resposta” à Prefeitura. Em comunicado, a Band afirma que “respeita, mas vai recorrer da decisão”.

“Isso configura uma coisa bastante clara chamada censura e significa que estamos no caminho certo”, afirmou Tas. O líder do CQC também não concorda com as alegações da Prefeitura: “Eles alegam que nós não demos o direito de resposta, o que é uma coisa absurda porque a matéria ainda não foi ar e também porque as pessoas acusadas foram ouvidas, por isso que o nome disso é censura”, completou.

No Twitter, Danilo Gentili questiona a decisão da juíza: “não é estranho que o Juíz proíba uma matéria de ir pro ar sem ao menos assisti-la?”.

Jornalista roraimense está sob ameaça
Do blog Política com Pimenta

O jornalista Amilcar Júnior, editor do Jornal Monte Roraima, tem recebido ameaças veladas de morte. Alguém está querendo intimidar o nosso colega, que imprimiu uma linha crítica e polêmica ao semanário mantido pela Diocese de Roraima.
Há aproximadamente 15 dias, quando chegava em sua casa no bairro São Vicente por volta das 2h00 da manhã, Amilcar percebeu um carro preto se aproximando e um dos tripulantes do veículo desferiu dois disparos em sua direção, quando ele abria a porta de casa.
Quem efetuou os disparos não tinha a intensão de alvejar o jornalista. Queria apenas assustá-lo.
As ameaças também ocorrem por telefone.
A situação atingiu tal grau de seriedade, que o bispo de Roraima Dom Roque Paloschi convidou o jornalista Amilcar Júnior para passar a morar na “cadas dos padres”, pois sabe que lá estará seguro. (Leia mais)

  • Isso é muito bom, pois, assim a sociedade brasileira discute o assunto. Se fosse ao ar puro e simplesmente a população iria esquecer logo. Desse jeito quem sabe esse assunto fica por mais tempo na lembrança da população.

  • Obrigado por publicar a nossa denúncia, Alcinéa. E me desculpe pela ausência do seu nome na lista dos jornalista que lutam pela liberdade de expressão no Brasil.Essa gafe já foi corrigida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *