Carreta derruba semáforo na Padre Júlio

Uma carreta da empresa Amacom derrubou o semáforo do cruzamento da avenida Padre Júlio com a rua Paraná e provocou um grande congestionamento.

O fato aconteceu na manhã de  hoje e o semáforo era novinho. Havia sido instalado há três dias apenas.

A Padre Júlio é uma das avenidas mais movimentadas de Macapá.

Já não está na hora de proibir o tráfego de veículos pesados nas ruas mais movimentadas durante o dia?

  • A PMM deve aproveitar o embalo, não só para organizar essa situação, como acionar a EMTU urgente, para retirar aqueles caminhões que ficam em frente a uma residência A NOITE, na Hildemar Maia, sentido AEROPORTO para a Av. FAB, que já era perigoso antes de demarcarem, inclusive causando acidentes com vitima fatal, agora ficou pior.
    Convido a todos a passarem pela experiência que passei, ontem a noite, MAS CUIDADO NO FINAL É PERIGOSO, OBSERVEM E COMENTEM!!!!!!!
    Sair do Aeroporto, de carro, no lado direito da pista, até o final, chegando em frente a residencia de um senhor de apelido MALHA BRANCA, vejam que acontece… um absurdo esses caminhões devem ser retirados urgente dali!!!!!, pois todos os dias desembarcam noite no aeroporto familias inteiras e com certeza estão levando sustos ali!

  • Alcinéa, em cidades organizadas (infelizmente não é o caso de Macapá)são construídas Centrais de Armazenagem fora do perímetro urbano, que recebem os produtos que se destinam às cidades. Dali, em dias e horários pré-estabelecidos são distribuídos em veículos menores, sempre com a preocupação de não congestionar o trânsito (de veículos e de pessoas, naturalmente), evitando, assim, acidentes, danos à pavimentação das vias públicas, às redes elétrica e telefônica, entre outros benefícios.
    Esta orientação faz parte do meu projeto PAZ NO TRÂNSITO – EM DEFESA DA VIDA, que já fiz chegar (há tempos) ao Governo do Estado, ao Prefeito de Macapá, à Justiça Federal e ao Ministério Público do Estado. Venho lutando em defesa da vida há anos. Em 2004 enviei, com a inestimável ajuda do Promotor de Justiça Dr. Marcelo Moreira dos Santos, a todas as autoridades, de todos os níveis, e inclusive à Imprensa(Rádios, TVs e Jornais), uma carta e um Pré-Projeto pela Paz no Trânsito, concitando-as à reflexão e a atitudes concretas no sentido de se combater os acidentes de trânsito no Estado, já àquela época em grande número. Apenas o Jornal do Dia e Jornal dos Municípios fizeram reportagem a respeito, e os Ministérios Públicos Estadual e Federal instauraram Procedimentos para apuração das causas desses acidentes. Há inúmeros dados e estatísticas levantados. Tornei-me um estudioso do assunto e também de transporte público coletivo, incluindo tarifas públicas. Produzi vários outros estudos e os entreguei junto com aquele projeto. Rezo para que, aperfeiçoados, pois não sou dono da verdade, sejam colocados em prática. Também continuo à disposição para colaborar sempre na melhoria da qualidade de vida da sociedade.
    Um abraço fraterno.

    Mauro

    • Excelente ideia.
      Isso acabaria com depósitos e estacionamentos de carreta em via pública tal como o que existe na Rua Eliezer Levi com Ataide Teive, de uma distribuido de água mineral.
      Um completo abuso.

  • Entrei no dia 04/08 na Câmara Municipal de Macapá com Projeto de lei que estabelece dia e horario para que essas carretas possam trafegar e estacionar nas ruas da Cidade, pois do jeito que esta, elas estacionam em qualquer lugar e passam dias ali paradas prejudicando o trânsito

    • Parabéns, Vereador, pela iniciativa.
      Mas, que tal incluir em seu prpjeto de lei as Centrais de Armazenagem, fora do perímetro urbano, de que fala o Hildemar Mauro? Poderiam ficar lá no Distrito Industrial do Matapi.
      Em Brasília é assim, não vemos caminhões e carretas trafegando no centro, só pequenos caminhões distibuidores e nos horários e dias específicos.
      Dê uma olhada no acervo lgislativo de outros entes da federaão e veja o que de bom pode ser adaptado para nossa Macapá.

  • Está na hora de restringir o tráfego de veículos pesados não só em determinados horários como também em determinados percursos, tal qual em outras capitais.
    Deve ser balizado também o horário de carga e descarga de mercadorias nos estabelecimentos comerciais.
    Não se concebe mais carretas e grandes caminhões circulando livremente pelas avenidas de Macapá, destruindo ainda mais o pobre asfalto que temos ou mesmos os poucos semáforos que funcionam.

  • Aqui em Boa Vista (RR) o trânsito também é caótico. A frota de veículos que circula pelas ruas da cidade cresceu de forma extraordinária. Mas a engenharia de tráfego (ou a falta dela) é sofrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *