CEA volta a negociar prazos com MME

O presidente da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), José Ramalho, viajou ontem  para Brasília para tratar da questão da CEA. Ele acompanha o governador Camilo Capiberibe no cumprimento de agenda, nesta terça-feira, 15, em reuniões agendadas com o Ministério das Minas e Energia (MME), Tribunal de Contas da União (TCU), com o presidente do Senado, José Sarney, e a bancada federal do Estado.

Os dois gestores reivindicam ao MME o estabelecimento de prazos mais viáveis para realização das ações propostas pelo Grupo de Trabalho, coordenado pelo secretário executivo, Marcio Zimmerman. José Ramalho, que também integra o GT/CEA no MME, encaminhou documento em 18 de fevereiro, apresentando contraproposta ao calendário entregue ao grupo, na primeira reunião realizada em Brasília (DF), no dia 14 de fevereiro.

A visita ao TCU tem o mesmo objetivo, negociar prazos mais elásticos. O MME argumenta que a imposição do limite de tempo é feita pelo Tribunal, e para garantir esse tempo necessário para realizar as ações estabelecidas, o governador e o presidente da CEA vão apresentar ao TCU as medidas que estão sendo adotadas e que demonstram a disposição do Estado em resolver as pendências com a União.

Com o presidente do Senado, José Sarney, a conversa é em busca de apoio político, visto ser o ministro Edison Lobão, do MME, um indicado do senador amapaense. A reunião está agendada para esta terça-feira, 15, no Senado Federal.

Nesse mesmo viés de buscar apoio político, está agendado um café da manhã do governador Camilo Capiberibe com a bancada federal amanhã, quarta-feira, na Secretaria Extraordinária de Brasília. No encontro, o presidente Ramalho fará uma apresentação com dados que demonstram a viabilidade da Companhia amapaense.

(Texto: Gilvana Santos, assessora de comunicação da CEA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *