Chá das cinco

Quebrando os Rolex
Beth Zhalouth

O que mede a vida não é o tempo
O que vai valer de nossa jornada
é o quanto nos deleitamos
com as pessoas, com as emoções,
é o quanto nos degustamos
das coisas, dos lugares

Porque vida igual a essa,
com essas mesmas pessoas e essas emoções
com essas mesmas coisas e lugares
é só essa.

(Beth Zhalouth mantem um blog com suas melhores poesias. Veja o link ao lado, ou clique aqui)

  • A cada inicio e fim de pleitos eleitorais, tenho mais certeza de que o povo não e capaz de escolher com razão e inteligencia nossos representantes, hoje e campanha promeças de um futuro prospero e muitas coisas boas fazem a mente do povo ser feliz por pouco mas de 4 meses, depois com o fim dos pleitos as promeças são esquecidas e ficam apenas como uma vaga lembrança apenas dos possiveis candidatos de opisição para cobrar para um proximo pleito.
    E triste e muito triste saber que ainda sim a maioria do povo brasileiro e carente de instrução, eles são muito conhecidos por todos alguns chamam de massa, povo, muitos tem como pedras preciosos, os votos. Sera que o nosso brasil na sua maioria tem condiçoes de escolher com inteligencia nossos politocos, nossos representantes, nossos administradores??? Eu me pergunto todo dia! alguns passam 4 ou 8 anos do poder acumulando riquesas, depois outras turmas são beneficiadas, uma minoria e claro, e equanto isso o povo continua sofrendo e sofrendo com dia a pos dia, esperando o salvador o politico que vai tirar eles da situação que o povo brasileiro encontra-se. Meu povo a solução ão esperar pelo salvador e correr atraz dos ideais, e lutar pelo espaço, não esperar pelo poder publico e ter mas desinlusoes, os politicos não governam para o povo eles governam para o benefico proprio e para os seus, o povo apenas tem migalhas nos tempos de eleiçoes. o mocinho de hj sera o vilão de amanha, a esquerda deixa de ser opisição quando assume o poder!
    BOA DIA A TODOS

  • Estou escutando música e acabou de tocar “BOLA DE MEIA, BOLA DE GUDE” do Milton… é linda demais a letra. ALCINÉA POR FAVOR PERMITA-ME COMPARTILHAR.

    Há um menino
    Há um moleque
    Morando sempre no meu coração
    Toda vez que o adulto balança
    Ele vem pra me dar a mão

    Há um passado no meu presente
    Um sol bem quente lá no meu quintal
    Toda vez que a bruxa me assombra
    O menino me dá a mão

    E me fala de coisas bonitas
    Que eu acredito
    Que não deixarão de existir
    Amizade, palavra, respeito
    Caráter, bondade alegria e amor
    Pois não posso
    Não devo
    Não quero
    Viver como toda essa gente
    Insiste em viver
    E não posso aceitar sossegado
    Qualquer sacanagem ser coisa normal

    Bola de meia, bola de gude
    O solidário não quer solidão
    Toda vez que a tristeza me alcança
    O menino me dá a mão
    Há um menino
    Há um moleque
    Morando sempre no meu coração
    Toda vez que o adulto fraqueja
    Ele vem pra me dar a mão.

    Milton Nascimento

    • Ótima letra e ótima sentimento em relação a ela. Tocou-lhe por ter-lhe feito olhar para si mesmo., com certeza.

  • Luiz Nery,com a eleição da candidata Dilma à presidencia do Brasil,lembrei da citação da escritora Rose Marie Muraro(em Libertação Sexual da Mulher).”As mulheres têm demonstrado, em seu comportamento público, mais consideração com as pessoas,não esquecendo os problemas humanos em função da produtividade de um sistema. É claro,também isto poderá ser relacionado com a sua educação para a maternidade e o cuidado das crianças.Nos paises onde o desenvolvimento se processa com maior contribuição das mulheres,os aspectos sociais do desenvolvimento têm recebido maior atenção-educação,saúde,problemas dos jovens- do que nos paises onde o desenvolvimento se realiza sob a direção exclusiva dos homens”. Quero parabenizar às mulheres eleitas Dilma,Dora,Dalva,Janete,Marcivânia,Cristina Almeida,Sandra Hoana,Mira,Maria Goes,etc…Espero que busquem ler os livros da Rose Marie e acessar o seu blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *