Chá das cinco

(Apagar-te)
Thiago Soeiro

Aquele fogo
Que em ti foi chama
Agora já não te chama
Nem sequer lembra
Porque inflamou no meu peito
A chama
Está morrendo
E acho que nunca fui
(Ou estou?)
Feliz
Ao ver uma chama se apagar
Ao te ver virar fumaça
Nas cores do
Arco-íris
E te perder no ar
Sem saber para onde vai
Simplesmente dispersar
Tomar o teu caminho
E não me impedir mais de
Caminhar.

  • Sobre a vírgula

    Vírgula pode ser uma pausa… ou não.
    Não, espere.
    Não espere.

    Ela pode sumir com seu dinheiro.
    23,4.
    2,34.

    Pode criar heróis.
    Isso só, ele resolve.
    Isso só ele resolve.

    Ela pode ser a solução.
    Vamos perder, nada foi resolvido.
    Vamos perder nada, foi resolvido.

    A vírgula muda uma opinião.
    Não queremos saber.
    Não, queremos saber.

    A vírgula pode condenar ou salvar.
    Não tenha clemência!
    Não, tenha clemência!

    Uma vírgula muda tudo.

    SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

    * Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER…
    * Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM…

  • Alcinéa, obrigado pelo destaque aqui em seus bloguer mais um vez. Saiba que tenho um carinho, respeito e admiração enorme por você e por sua pessoa. Um abraço daqueles apertados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *