Chá das cinco

Soneto para o Equinócio do amor
Carla Nobre

Vem para meu equinócio da primavera
Onde sou ipê florido
Derramando beleza amarela
Em teu corpo querido

Vem para meu meio
Onde te espero cheia
Água barrenta batendo no sol
Onde sou manhã e sereia

Vem para meu cio abissal
Onde sou Musa do Calor
E bailarina imortal

Vem para minha noite e meu dia
Ser o Deus do meio do mundo
E comandar minha astronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *