Constrangedor, desumano e humilhante

Pacientes com câncer para se submeter a sessões de quimioterapia, no hospital público Alberto Lima, tem que subir pelas escadas até o terceiro andar, onde fica o setor de quimio, porque o elevador está há anos parado e ninguém toma a decisão de mandar consertá-lo.

Fragilizados pela doença, muitos não dão conta de subir e são carregados no colo pelos parentes para o terceiro andar. “É constrangedor, desumano e humilhante“, disse uma paciente ao blog.
Um professor que começa a fazer quimio amanhã contou ao blog que esteve no local semana passada e levou 35 minutos para subir as escadas. “Tenho que subir devagarinho e parando de vez em quando. Quando cheguei lá em cima já tinha se passado mais de meia hora do momento que botei os pés no primeiro degrau. Sei que a partir de amanhã, quando começar a fazer as sessões, vou ter que fazer muito esforço para chegar lá e me preocupa muito saber como conseguirei descer depois da sessão já que a reação é muito forte.”

Tem gente que acaba perdendo as sessões por não ter como subir as escadas.

O setor de quimioterapia, contam os pacientes, é muito bem equipado, não falta remédio nem aparelhos e os médicos e enfermeiros são atenciosos e carinhosos. Tudo é pago pelo SUS e funciona perfeitamente bem. Infelizmente por falta de um simples conserto do elevador, alguns pacientes não podem se submeter as sessões que poderiam lhes proporcionar a cura.

“Eles acham que porque somos pobres temos logo que morrer“, disse uma paciente ao blog.

  • Precisamos confiar, sem contudo transigir diante dos erros que podem eliminar vidas. Estou doente, precisarei me submeter a tratamento quimoterápico bom e seguro. Esse serviço pode nos ser prestado aqui mesmo em Macapá, na rede pública e privada. Fui visitar as instalaçoes disponiveis para quimioterapia no Hospital Geral, do Governo do Estado. Conversando com quem enende do assunto, lá mesmo no hospital constatei a boa qualidade do que temos., contudo entre nós doentes e o tratamento necessário que devemos receber existe um elevador que não funciona. Lutar para que entre em funcionamento é mais que necessidade minha, é dever porque também sou parte da imprensa, recebi e repasso noções de cidadania de todas as formas possiveis.
    Portanto, consertar esse elevador significará ganho coletivo… não se sabe o dia de amanha, eu também pensava que doença era para os otros.
    Alerta: é necessário compromisso com os doentes em tratamento em nosso estado – NÃO PODE, EM HIPÓTESE ALGUMA, FALTAR MEDICAMENTOS DURANTE O TRATAMENTO. Ao começar o meu tratamento pedirei ao governador que seja padrinho das minhas necessiades até que eu fique bom e possa ir a ele agradecer a mão estendida.
    Um abraço a todos, muito obrigado pela ajuda que me dão com suas orações e votos de boa saúde. Especialmente aos colegas da imprensa agradeço o apoio, mas sugiro que conheçam mais, apoiem mais, ajudem mais a consolidaçao dos serviços de oncologia no nosso Amapá – é das muitas uma das mais importantes conquistas de cidadania (o cancer é uma doença que pesa sobremaneira, não é possivel sozinho enferntá-la, menos ainda vencê-la).
    Estejam todos com Deus.

    • Querido César. Roguemos a Deus pelo seu pleno restabelecimento, bem como da sua volta em breve as suas atividades Laborais… Um Grande Abraço Mano.

      • Olá, Feio Paraense! Muito obrigado por suas palavras e desejo de me ver restabelecido, aliás considero a hipótese de ser voce um paraense “do Pará” para em seu nome agradecer a todos e tantos paraenses que se reuniram em orações a meu favor.
        Quanto ao conserto do elevador ontem mesmo em entrevista no radio (LUIZ MELO), o Sr. Secretário Adjunto de Estado da Saúde, em nome do Dr. Camilo, Governador do Estado, comprometeu-se com uma solução rápida. Nossa reinvidicação foi corroborada pelo Dr. Olavo Picanço, Chefe do Serviço de Oncologia do Estado, depondo que o tal elevador já atravessou anos no estado em que se encontra.
        Também participei dessa entrevista, mas o fiz em nome da necessidade de todos os doentes que buscam hoje e buscarão amanhã tratamento para essa doença terrivel que avança sem controle no Amapá.
        A boa quimiorterapia é a nossa maior e melhor esperança, razão pela qual todos devemos ajudar de alguma forma para a que temos se mantenha e sepre melhore qualitativa e quantitativamente – que ela seja para todos os necessitados.
        Um abraço ais ua vez obrigado

  • Para DINAIR
    não se diz ” lê ” e sim ler , mas isso não importa. A ordem dos tratores não altera o viaduto…

    • Não seja tão rigoroso, Renato. Ela pode ser internauta. E não se esqueça de que, com essas aberturas linguísticas, agora tudo pode, desde que seja compreensível.

        • Eu não falei que aprovo essas aberturas. Para mim é um assassinato explícito da língua portuguesa. Tenho um colega que aprova essas modificações e argumenta que a língua é dinâmica e que o importante é ser compreendido. Retruquei que prefiro me nivelar com os eruditos a ter que ne rebaixar ao parco conhecimento gramatical dos burros.

  • tem e que cobrar e dos administradores atuais,pois a mudança deveria ser imediata,vamos parar de choro mostrar serviço,pois ate agora a sesa não fez nada,nunca vi tanta gente sem preparo em cargos e olha que acreditei e votei nesse governo,e vei o pt na sesa e deu nisso:picuinhas,perseguição.etc…
    graças a deus que o evandro ja se foi so falta os parentes.vamos trabalhar sem perseguir eu ainda acredito.

  • Trabalhei faz dois anos no hospital e percebi que havia movimentação nesse bendito elevador para conserto apenas quando haveria visita do então secretário de saúde, Pedro Paulo. Nesse mesmo período fora pedido a prisão desse ex-governador e ex-secretário por descumprimento de um TAC feito com o MP. A multa ao Estado fora imposta, mas a prisão do PP não.
    Será que se essa prisão tivesse sido feita, não teriam melhorado as coisas?

  • Já que os incopetentes não conseguém consertar um elevador e se consertarem vai parar novamente por falta de manuntenção. Por que não disponibilizam o serviço no térreo do hospital?

  • Este é o tipo de serviço que merecemos? Ou será que,mais uma vez,pela milionésima vez, terei que chamar os amapaenses de covardes sem vergonha?Mexam-se,batam panelas,gritem,mas parem de ficar discutindo o sexo dos anjos.Voces os puseram lá,portanto são tão podres quanto eles.

  • O mais vergonhoso é ver muitos pacinetes morrerem sem o trata,mento adequado, com falta de quimioterapia, radioterapia e muitas vezes cirurgias por falta de vaga na UTI. Sai governo e entra governo e os pacientes oncológicos continuam sofrendo. A verdade é uma só. Os pacientes de câncer em Macapá são muito humilhados. É chegada a hora de darmos uma solução adequada para tudo isso.

  • O PROBLEMA É O SEGUINTE: AS INCOMPETÊNCIAS DE ADMINISTRADORES ANTERIORES DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS ALBERTO LIMA, SIMPLESMENTE NUNCA LEVARAM À CONHECIMENTO DE OS SECRETÁRIOS DE SAÚDE ANTERIORES, POR MERAMENTE MEDO DE PERDEREM SEUS CARGOS. CARAMBA! OITO ANOS PARADO UM ELEVADOR PARA CONSERTAR? O MAX DARLINDO ESTÁ AÍ MESMO. POR QUÊ NÃO CONTRATAM O MAX PARA EXECUTAR ESSE SERVIÇO? SERÁ QUE É UM TRABALHO PÍFIO, QUE NÃO GERA UMA MÃO-DE-OBRA AVANTAJADA? SERÁ QUE O SECRETÁRIO DE SAÚDE NUNCA TOMOU CONHECIMENTO DESSA PROBLEMÁTICA? TOMARA QUE A GESTÃO DO GOVERNADOR CAMILO CAPIBERIBE, TAMBÉM, NÃO ESQUEÇA DE MANDAR CONSERTAR O ELEVADOR DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS ALBERTO LIMA, SE, AINDA TEM JEITO. SEIS MESES DE GOVERNO, NÃO SÃO OITO ANOS DE GOVERNO DO WALDEZ PASSADO, PORÉM, O GOVERNADOR CAMILO CAPIBERIBE AINDA TEM TRÊS ANOS E SEIS MESES PARA MANDAR CONSERTAR O ELEVADOR DO HOSPITAL. SERÁ QUE É ASSIM QUE DEVE CAMINHAR A HUMANIDADE? DURMAM-SE COM OS BARULHOS DISSO TUDO E TROVÕES DESSE NOSSO INVERNO QUE AINDA NÃO ACABOU. AMÉM!

  • É complicado mesmo…Deus queira q eu nunk precise d ajuda da saude publica..é uma vergonha…pagamos impostos pra praticamente nada…pq o vemos é sempre isso…um descaso com a saude, educacao e seguranca publica..Mas nossos governantes estao cada vez mais ricos..com carros importados na garagem e com segurancas particulares…perguntem pra qlqr um deles se eles costumam se consultar aqui em Mcp…qro v a resposta?
    Nosso povo vive dessa forma..humilhado, desprezado e maltratado….estamos sem emprego…e quem tem emprego em sua maioria nao recebe…vivemos trancados em ksa devido a tanta violencia q ronda nosso Estado….estamos sem assistencia a saude, a medicos e a enfermeiros….
    Q o Senhor tenha pena d nossas almas…pq estamos assistidos por pessoas q nao ligam pro povo…sendo q é o povo q os elegem :((((((((((((((((((((((((((((((

  • Cargo político é cargo político, cargo técnico é para técnico exercer. O Cargo de Secretário de Estado é político, os de assessoria e gerência são técnicos. Administrar e auditar são coisas de administrador e contator, não de fisioterapeuta, médico ou técnico de enfermagem. Os últimos tem suas atribuições bem definidas nos quadros das unidades, como supervisão clínica e suas atividades fim, deveriam se ater a elas e não tentar “inventar” soluções. Quando as porqueiras que fazem vem à tona quem pagou o preço mais alto sempre foi o povo, cliente do serviço, aqueles, no máximo, levam puxão de orelha e ouvem: “não faça, mais isso menino!”

    • A propósito, você poderia me explicar o que é política, afinal? Às vezes se confunde com roubalheira, noutras, com politicagem. Sinceramente, apesar de não me considerar burro, fora as teorias dos filósofos gregos, não sei o que é política.

      • No contexto do direito administrativo os cargos políticos são destinados aos agentes com poder PRIORITARIAMENTE discricionário, ou seja, escolhem o rumo e os meios para ofertar os serviços do estado. Se você quer o conceito sociológico é melhor se aprofundar, há muitas vertentes.

        • Era o que eu pensava. Muita teoria a respeito do tema, mas na prática as melhorias só acontecem para os representantes políticos.
          Resumindo, política é a arte de governar o povo, enganando-o em prol de benefício próprio dos representantes legalmente constituídos.

          • Cara, que achas de se lançar em carreira política e mudar nossa realidade? Se precisar de apoio peça ajuda, estarei lá.

          • FHC, pessoas de bem não entram nessa canoa. E se entram, não saem do limbo. Quando vejo a matéria sobre a história do bolo da aliança entre PT e PMDB me dá nojo e me conscientizo de que nada mudará em termos de política partidária.

          • Concordo!
            Pasmém, no Estado do Amapá temos familias inteiras que se especializaram e se profissionalizaram nisso. Uma vergonha.

      • Homem de pouca fé, entra no movimento do Roque’nd Roll aí. Ficar aqui discutindo o sexo dos anjos é dose. Pra falar a verdade é dose para qualquer político trabalhar a boiada que é o brasileño médio. Por isso só fica na política quem tem talas, e, infelizmente, a maioria não vale o que o gato enterra. Sendo franco, nosso povo (brasileiro) é ignorante da maioria de seus direitos e dos aparatos de defesa social e instrumentos de controle e participação política, é aculturado nessa merda de moral política em que vivemos e só sabe olhar o próprio umbigo, até ele começar a pustemar e o desgraçado precisar de um serviço público, aí descobre que tomou na tarraqueta, mas tarde demais.
        Sabe, a real causa de nossas mazelas somos nós mesmos! Acomodados em nossas poltronas macias jogando MMO e assistindo TV, tomando chambinho, Chivas, Black & White ou enchendo a cara de pinga barata. Sem educação e, principalmente, mudança de atitude N-U-N-C-A nossa realidade vai mudar. Cry baby, cry.

  • Para RENATO GURGEL
    Você sabe lê? Acho que não, a matéria fala que o elevador está parado há anos, é claro que esse governo tem que consertar imediatamente o equipamento, mas o senhor Waldez teve bem mais tempo para fazer isso, concorda?

    • Sra. Dinair,

      há uma doença, esta sim, grave, de reduzir tudo à disputa política. Trata-se de submeter ao impossível doentes em uma situação trágica. Pra consertar um elevador, 8 anos são suficientes. 6 meses também.

    • Para DINAIR!!!
      Acho que vc não sabe interpretar frase… O Renato Gurgel até o onde li, ele não disse governador, e sim GOVERNO. Ou seja: qdo se referiu a palavra governo, ele tanto poderia estar pensando no governo anterior, como tbm o governo atual.. que alias isso não vem em conta! ambos estão com falhas e gravissimas!!! vamos olhar mais para a nossa saúde.Precária? é pouco… ta uma coisa medonha.

  • A intenção não é servir de consolo, mas o hospital de Taguatinga, onde são atendidos pacientes de Brasília e entorno, estão na mesma situação. A única questão é que em Brasília a situação deveria ser diferente, já que é uma Ilha da Fantasia.
    O certo é que todo o sistema de saúde nacional está sucateado de Norte a Sul, incluindo o Centro-Oeste.
    Já houve quem dissesse que não é o sistema de saúde que está precário – O povo que é hipocondríaco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *