Desabafo da leitora

Leitora do blog, Sueli  Paula mandou este desabafo por e-mail com pedido de publicação:

“Aqui vou colocar um pouco do meu desabafo, preocupação e indignação.Temos visto nos últimos meses nos jornais o crescente numero de assaltos que ocorrem em nossa capital, assaltos a residências, assaltos em via publica e outras “modalidades” de assaltos. Moro no bairro Cidade Nova I aqui assaltos em via publica e em mercearias é freqüente, os assaltos são feitos na grande maioria por duplas em bicicletas, onde a vitima é identificada e o garupa salta armado de faca ou revolver, pratica o ato criminoso e em seguida fogem.

O bairro Cidade Nova I é precário em vários aspectos, a segurança é uma delas, a guarita da guarda municipal do Complexo Jandiá esta abandonada, o prédio que antes abrigava a policia interativa foi demolido e o hoje o terreno serve para deposito de lixo.

Acredito que o crescente numero de assaltos se deve ao precário policiamento ostensivo, consequencia do elevado numero de militares em desvio de função a disposição do Judiciário, do Palácio do Governo, da Residência oficial, do Ministério Publico, da Assembléia Legislativa, de Deputados e em funções administrativas nos comandos, por exemplo alguém sabe me explicar o por quê de tanto militar assumindo cargo no DETRAN? É só acompanhar o diário oficial e ver. Cada militar que assume uma função administrativa é um militar a menos no policiamento de Macapá, e ainda se fala em fazer concurso para policia militar, acho que se deve fazer é concursos para o Grupo de Gestão, pois este sim é para fazer os trabalhos administrativos.

Antes de escrever esta nota visitei alguns dos Órgãos acima citado para ver o que faziam lá os militares, contemplei militar trabalhando como recepcionista, como motorista, como vigia, como oficce boy, segurança, etc.

Sei que este texto pode soar como uma critica, que seja, mas é a minha opinião como cidadã que paga muitos impostos e ver estes recursos serem mal aplicados e por conseqüência vive com a insegurança de sair na rua.

Sueli Paula”

  • Minha nobre cidadã, o seu desabafo é valido, pois os indices de criminalidade não são Suiços. Mas agora que a sua emoção diminuiu, diminua também sua ignorância a respeito do que escreveu! Os policiais que trabalham nas instituições que você citou, não estão em desvio de função, pois existe previsão legal designando função policial militar para eles, neste caso policiamento de Guardas, excluindo o Detran que carece de decreto de nomeação. Mesmo assim captei vossa mensagem.

  • Concordo totalmente com a Sueli quanto ao desvio de função e o uso indevido dos policiais militares (policiais civis também), é inadmissível vermos servidores públicos concursados para uma atividade exercendo funções que poderiam ser desempenhadas por outro servidor facilmente encontrados se fosse realizado concurso para área onde há necessidade, estão usurpando o lugar de outro e deixando descoberto o lugar em que deveria estar.
    Só faço um acréscimo no comentário, aproveitando um pouco do que o “Pensador” falou, a segurança pública não é feita somente por policiais, de nada adianta termos todos o efetivo necessário se os demais elementos da rede de segurança não fizerem a sua parte. Estou falando em fazer sua parte mesmo, do tipo condenar os bandido descamisados e os engravatados também, bem diferente do que historicamente o judiciário amapaense tem feito. Isto alimenta a sensação de impunidade e consequentemente a violência cresce. Neste aspecto vou iniciar uma campanha contra a impunidade, a mensagem de ordem é: “BRAHUNA, PRA MIM VOCÊ É SUSPEITO!

  • A IGNORANCIA DE UMA CRITICA.
    Pensar que Segurança Pública sempre foi e será efetuada por policiais militares é no mínimo brincadeira!!
    Aqui vão dados, sabem quanto ganha:
    Um Desembargador?
    Um juíz?
    Um Procurador?
    Um Promotor?
    O Diretor do IAPEN
    Um Delegado?
    DAQUI PARA CIMA CADA UM: MAIS DE R$-10.000,00
    Um policial Militar?CERCA DE R$-2.000,00 e algum trocado mais.
    Prisoes são feitas de norte a sul deste Estado de criminosos de toda ordem, feita por militares.
    Esse criminosos são devidamente encaminhados as autoridades acima que devem fazer sua parte tambem, pois fazem parte do sistema segurança pública.
    O Delegado recebe o preso, faz o processo e encaminha para o Ministerio Publico, que atraves de seus membros oferta a denuncia.
    Depois o TJAP atraves de seus juízes julgam os criminosos, que quando condenados vao para as devidas casas prisionais(IAPEN, SESEIN…).
    So que nesse meio as falhas sao inumeras (Fuga do IAPEN, do SESEIN, MUITOS NEM CHEGAR A SER ENCAMINHADOS AOS INSTITUTOS PRISIONAIS POR FALHA NO SISTEMA).
    La vai o militar fazer tudo de novo, com logistica limitada, salarios baixos, escalas de serviços apertadas, etc…)
    iSSO QUE LHE DIGO É APENAS UMA SINTESE DE TUDO…E PARA COMPLETAR AINDA TEM QUE TOLERAR COMENTARIOS DE PESSOAS MAL INFORMADAS QUE SO VEEM UM LADO DAS COISAS…
    A FUNÇÃO DE UM MILITAR EH APENAS PARTE DE UM TODO, MAS PARECE QUE EH SO ELE QUE RESPONDE POR TODA A FALHA…

    ,

    • Para que se acha bem informado fica a dica: e seu os policias deixarem de fazer a sua parte e lotarem gabinetes? ai a coisa fica bem pior.
      quem não gostou do desabafo da leitora é porque de alguma forma é beneficiado pela situação que ela apresentou.
      A pessoa fez concurso para policia e como tal deve trabalhar e não em gabinetes fazendo o trabalho que um simples estagiário de nível médio faria.

      • Aqui em Macapá como em todo o Brasil muito se peca quando não se conhece as coisas a fundo….
        A ignorancia eh ferrenha nesse processo.
        O que é mais grave é que quando nao se conhece a verdadeira razao dos problemas se perde a possibilidade de tentar de alguma forma resolvê-los..
        Dica: conheça o problema, busque soluções e resolva-os..

    • Pior. E vai a uma delegacia pra ver se você encontra um delegado, parece o pior lugar para procurar. E essa divisão, até ideológica, de policias é até irracional! Como soneguem trabalhar integrados? E o resto, todo mundo vê como tratam os vagabundos, que OPTARAM pelo crime. Pra que esse sistema seja eficiente precisamos muito mais que meras reformas superficiais. E tem outra, sequer temos possibilidade de portar uma arma para nos defender. Nem precisa de assalto, já somos reféns!

  • TEMOS QUE VER A NECESSIDADE, DE CADA ORGÃO OU FUNÇÃO QUE SE DETEM A PRERROGATIVA QUE MAL TÊM, SE TÊM AUMENTADO OU DIMINUIDO ESSA SITUAÇÃO, COMO ERA ANTES, COMO ESTÁ SENDO AGORA? FALAR SÓ POR FALAR SEM DADOS E COMPLICADO, MAIS DEFENDO A SUA OPINIÃO, VERIFICAR NO BRASIL COMO UM TODO, O AMAPÁ NÃO E DIFERENTE DO BRASIL EM RELAÇÃO A CRIMINALIDADE, DEVEMOS COBRAR E O QUE ESTAMOS FAZENDO PARA TAL SITUAÇÃO SER MUDADA, NÃO ADIANTA APONTAR CULPADOS, TEMOS QUE CONTRIBUIR.

    • ” Que mal ha nisso?” Não esta sendo questionado a legalidade da coisa e se é justo ou não, quem sabe até moral. Não so porque a situação no demais cantos do Brasil esta com índices de violência alarmantes teremos que nos contentar que no Amapá também seja.

    • Necessidade de cada orgão e blá blá..? Ah! me poupe! e a necessidade da população,não conta? A Sueli esta correta em suas colocações,pq esse desabafo corresponde com a calamidade que vivemos,presos em suas próprias casas e estabelecimentos, nas ruas convivendo com o medo.Como bem disse a Sueli,”pagamos impostos” e lógico,queremos o retorno em segurança,qualidade de vida.Governo deve dar aos policiais melhores salários e deixá-los nas ruas sim,ao invés de colocá-los em cargos dentro de gabinetes.Lugar de policia é nas ruas,protegendo os cidadãos que pagam seus salários.Em outras cidades do país oque se vê é policia se aliando ao tráfico, a bandidagem,tudo por conta da má remuneração.

  • Isso é a pura verdade, conheço pessoas que já tem vinculo com o estado e ainda crescem o olho nos cargos desfavorecendo outras pessoas, tem funcionario publico que recebem mas que um secretario de estado e só da uma olhadinha no site da folha de pagamento do estado e ver o absurdo nos salários poupundos e por isso que a Gestão do Senhor Governador não anda, quando falta pessoal dai falta daqui e assim vai continua e não vai se reeleger em 2014 isso já é pedra cantada é só aguardar e verá.

  • Falando em Detran, já imaginou se o dep. Balieiro (Militar) for realmente assumir o Detran-AP?
    Acho que vai ser preciso criar mais um batalhão lá !
    Quem viver verá !

  • Muito boa sua colocação…temos que acabar com esse tipo de desvio, exemplo que temos é o prefeito Clesio, que colocou os Guardas Municipais pra trabalhar, gente que nem sabia que era guarda, agora vemos tranjando a farda…. concordo realmente na colocação da leitora….Muito bem vista.

  • Se indignar não muda nada, o q muda eh a atitude nas urnas. Nós temos o poder de mudar a nossa realidade renovando e excluindo todos aqueles q já se mostraram incapazes de gerir com integridade e respeito.

  • Urge a necessidade de o governo investir em fortes projetos de controle de natalidade. Filhos são jogados no mundo feito bichos, sem nenhuma estrutura familiar, e o resultado é este aqui denunciado. Ninguém nasce bandido, mas, dependendo da situação e do ambiente em que a criança é gerada, já vem com alvará de funcionamento.

  • Minha querida ?? Leitora,??
    Seu desabafo foi implacável, essa prática é muito comum mesmo, em quase todos os GAB´s da vida vemos Policiais bastante subservientes. Mas, enquanto isso na “sala das injustiças”, os infratores sentem-se a vontade para as práticas criminosas.
    Pelo seu exímio desbafo Parabéns. E que mais pessoas possam ter essa mesma leitura que vc e a mesma indignação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *