Do site do Corrêa

Randolfe, Camilo e Sarney
Corrêa Neto, na coluna Geléia Geral

O senador Randolfe Rodrigues, eleito com 203.259 votos, a maior votação jamais dada a um candidato em eleições no Amapá, sofreu ataques duríssimos na semana passada, por ter tido a “ousadia” de se encontrar com o senador José Sarney, que é presidente do Senado Federal, no gabinete deste, em Brasília.  Sarney, eleito senador pelo Amapá, é um político decadente, caminhando para o ostracismo, onde estaria desde quando terminou sua desastrosa passagem pela Presidência da República, não tivesse sido resgatado do limbo por políticos amapaenses, que junto com ele iniciaram aqui a construção de um projeto político semelhante ao que levou o Maranhão à condição de pior Estado do Brasil. Sarney é um político fora de moda, faz tempo, mas é o presidente do Senado, tem poder e, principalmente, é portador de um mandato que lhe foi dado pelo povo do Amapá, daí ser fácil, para qualquer pessoa medianamente inteligente deduzir que o encontro se deu em função das posições que ocupam, e da discussão de questões que interessam ao Estado.

Apesar disso, frequentadores de sites e blogs da Internet, e do Twitter despejaram mensagens, algumas beirando a insanidade, apontando subserviência no encontro de Randolfe e Sarney.

Depois desse vendaval de intolerância, o tempo acabou por mostrar que é o senhor da razão.

No meio da semana que está chegando ao fim, o governador eleito do Amapá, Camilo Capiberibe, anunciou pelo twitter que estava no Senado, entrando para um encontro com José Sarney. E foi só. Depois disso fez-se silêncio sepulcral, quase absoluto sobre o assunto. Mas o encontro aconteceu, e agora? Qual a versão que você escolhe para explicar a conversa entre os dois políticos?

1 – Camilo foi ao presidente do Senado agradecer o apoio recebido durante a campanha.

2 – Camilo foi mostrar os projetos que tem para governar o Amapá, e saber o que Sarney pode fazer para que sejam concretizados.

3 – Camilo foi dizer a Sarney que é o bom da boca, e que pode resolver tudo sem ajuda de ninguém.

Agora você escolhe a que acha mais provável, e ensina aos tresloucados, que o edifício da reconstrução do Amapá é uma obra muito grande para alguém pretender tocá-la sozinho. E aproveita para ensinar aos “democratas impolutos” que se julgam donos da chave do céu, que um dos princípios básicos da democracia é o respeito às escolhas da maioria.

  • Bem…Nem tão duro assim para assustar o experiente político e, agora, senador Randolfe. Mas o suficiente para demonstrar o que poderá ser caso o senador queira liderar uma junção da sua base de apoio e os perdedores. Ressalte-se que o Camilo é um governador eleito que já está correndo atrás de verbas para o Amapá, com plena autoridade para agir. E o Randolfe, como senador, encontrará no seu mandato um Sarney em licença, sem a presidência. Ou seja: “Deu tiro n’água”.

  • É muito engraçado! Agora o senador “El Bigodon” é senador pelo Amapá?HAHAHAHAHAHA! Agora mudou o discurso?HAHAHAHA.Agora que a campanha acabou, o Capirotinho precisa do Sarney?AHAHAHAHA!Mas não era o Lucas que não dava um passo sem falar com Sarney?Pois era seu afilhado.Era para ter pensado melhor antes de detonar “El Bigodon” durante a campanha,pois existia a psossibilidade de se eleger governador-como aconteceu- e depois ter que pedir ajuda e apoio para quem tanto detonou.HAHAHAHHAHAHA. Tá pedindo penico?Lona?Arrêgo?HAHAHHAHA

  • Quando será que esse pessoal da finada harmonia, vai parar com esse chororô?? Se conformem. Foram só 23.994 votos a diferença. A taca foi feia, heim???

  • Corrigindo o que o Marco Antonio falou que ninguém prestava até ontem, o correto e de que seria hoje ou até o TSE cassar o prefeito de Macapá, fora os resto do Góes que ainda estão presos, são todos honestos, a PF se equivocou né ?, ora marco Antonio pare de cobrar o que seu governador ou prefeito não fez o novo governador eleito pela vontade do povo que está cansado de tanta safadeza ainda nem assumiu o Estado falido que seus governadores deixaram

  • Quero ver se a turma do PSB/PT vão manter o discurso moralista. Ninguem prestava até ontem! Vamos cobrar a transparencia, os acordos do segundo turno, o emprego da militancia, os computadores para os professores, a ampliação dos programas sociais, internet banda larga, saúde de primeiro mundo, etc… Há não vale tratar gripe em São Paulo e colocar os filhos pra estudar no exterior.

  • falta as seguintes opções : 4 CAMILO FOI COBRAR DE SARNEY QUE TRABALHE MAIS PELO AMAPÁ E PARA DE FICAR ENGANANDO O POVO.
    OU
    5 LEMBRAR QUE A HARMONIA DO ROUBO E DESVIO DE VERBAS ACABOU E AGORA AS COISAS VÃO SER DIFERENTE

  • todo pos eleicao tem isso, nao sei o porque de tanto furdunço… espero q apartir de 1 de janeiro continue assim pois o estado precisa…. temos queavancar porque andar pra tras nao dar mais…. estamos encurralados…

  • Meu Deus isso é macapá mesmo,Pai Senador,Mãe Dep Federal e filho Governador.Só digo uma coisa vai faltar bolso pra tanto $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    • É Verdade, a “Harmonia” deu um exemplo na distribuição de renda, não se beneficiaram sozinhos, né?! Todo mundo ganhou sua pontinha… né?! bobinho! hehehe

  • Também quero palpitar sobre o assunto.rsrs. José Sarney, Senador eleito com os votos da maioria nas três vezes que se submeteu ao pleito. O que significa que, querendo uns e outros não(me incluo nessa parte), ele representa o Amapá no Senado e ainda por cima, é Presidente da Instituição, o que lhe dá mais prestígio político. ENtão, não adianta querer tapar o si=ol com a peneira, o Governador precisa sim, dialogar com esse cidadão, assim como os demais parlamentares eleitos. Independente de seus partidos políticos, quem se preocupa com as melhoria da qualidade de vida da nossa população, precisa sim discutir com Sarney, cobrar sua participação nas tomadas de decisão para a bem feitoria de nosso estado. Randolfe, não esteve no gabinete de Sarney, por causa de seus lindos olhos, mas pra tratar de assunto de grande importância para a nossa população, como a tribulação por qual passa a CEA, que sangra assustadoramente, e os nossos políticos, em especial os que estão com cargos lá dentro, se fazem de mocos e de cegos. Camilo se for inteligente, como dizem por ai, fará o mesmo, dialogará com todos os parlamentars amapaenses em busca de encontrar caminhos de mudanças para o Amapá, mas mudanças para o bem, para melhor e nao apenas as mudanças de cadeiras. Camilo tem muito trabalho pela frente, precisa ter uma boa relação com os demais políticos amapaenses, entre eles Sarney. Mas eu pergunto, pq os “discipulos” dos PSBERIBES, não teceram uma linha se quer, sobre o assunto?? Será que eles escolheram a 3 opção? “Camilo é bom da boca e pode resolver tudo, sem ajuda de ninguém” O tempo dirá.

    • Menos…Menos… tanto o randolfe quanto o Camilo nunca se sujeitariam aos desmandos do velho oligarca! Dos coment’arios mais tranq’uilos… N’ao se governa sozinho…E para tantos ajustes e outros tantos consertos no GEA! O Estado vai precisa de ajuda de Sarney…Dilma… Da bancada federal toda… Dos deputados estaduais e ta na hora de conversar at’e com S’ao Jos’e, pois a coisa t’a feia!

  • Caro Corrêa Neto saudações, me parece que o senhor esta cheio de rancor! sabemos porque! posso estar errado mais pela linhas que escreves tenho quase certeza. A uma diferença na visita de Randolfe e Camilo ao Sarney. Randolfe fez duas visitas divulgadas ou que li, uma a liderança do PcdoB outra a Sarney. Camilo reuniu com o coordenador da bancada Gilvam depois com a bancada federal+papaléo,e finalmente com Sarney. Será que preciso finalizar o comentário.

  • A campanha eleitoral acabou já faz dias, então agora é se preparar para governar e todos os canais possiveis e legimos deveram ser buscados. Afinal o senador Sarney foi eleito pelo Amapá e a culpa não é dos maranhenses, pois estes já não o querem mais. E se é do Amapá não pode ser despresado, principalmente pelo cargo relevante que ocupa e a influência que demostra ter na república. E se vai continuar não ajudando que pelo menos não atrapalhe, penso que foi isso que o governador eleito foi acertar, mas se ajudar melhor.

    • Caríssimo,
      discordo de você quando diz que os maranhenses não desejam o Sarney.
      Se fosse verdade, os maranhenses não teriam reeleito a Governadora Roseana Sarney, o Senador Edson Lobão, e o Senador João Alberto. Todos do PMDB-MA. Os dois Senadores reeleitos, também já foram governadores do Maranhão, eleitos pelo Sarney. Então, essa história que rola no Amapá, que Sarney é um político decadente, caminhando para o ostracismo, é papo pra boi dormir…

      • Desculpe mais não postei nada sobre o seu querido Sarney, dizendo que ele e decadente ou caminha para o ostracismo! Se bem que eu queria que entrasse em uma ostra bem grande e ela se fechasse com ele dentro e que ele vivesse o resto de seus dias bem feliz e em paz e bajulado por acariciador de saco.

        • Quem postou foi o Corrêa Neto.
          E não sou nem bajulador, e nem acariciador do saco de político nenhum desse estado. Apenas relatei para você, os resultados das eleições, no Maranhão.
          Agora, Sr. Acadêmico, o povo do Amapá tem que compreender uma coisa, o estado do Amapá sem a força desse político, vai estar mesmo é mau na foto a nível de política nacional. Infelizmente não temos políticos de peso como ele.
          E mais, a prova maior é que os queridinhos da política Tucuju, o Governador Camilo Capiberibe e o Senador da República Randolfe Rodrigues, já foram para Brasília pedir o apoio dele. Isso prova que os dois possuem “Sabedoria” de sobra. Que não é o seu caso…

          • Meu Caro, quando falei em bajulador e acariciador de saco, falei de forma generica e não citei ninguém, muito menos você, mas cada um veste a carapuça que melhor se adequar ao seu perfil. Apesar de entender que o Senador Sarney e um peso morto que o Estado do Amapá carrega, não por ser um político desprovido de pretítigio ou influência e, sim por ter demais e não usa-los a favor do Amapá em detrimento ao Maranhão. Quanto a eleição de sua filha e dos outros correligionários, é problema do povo de lá, se eles a décadas tem o menor IDH do Brasil e votam sempre nos mesmo, é porque gostam, cada um tem o que faz por merecer. Repito se ele não atrapalhar já vai ajudar muito, o aeroporto tá ai, um elefante branco embargado e a GAUTAMA você sabe porque sumiu? Eu não!

  • Eu primeiro parabenizo o texto. Bom, como todos os frequentadores do blog sabem, eu sempre defendi que Randolfe,Camilo, e quem estivesse ocupando cargos eletivos, tivessem relações. Os problemas de ordem pessoal ficam abaixo do bem comum.

    Sarney é senador, querendo ou não ele faz parte do cenário político do Amapá. Somos responsáveis por isso, ele foi eleito para tal. Portanto, reconheço algumas coisas que o Sarney fez também, UNIFAP, SARAH, PAREDÃO. Gente ele é uma rapousa velha e mesmo assim ainda acham que ele é um risco ao Amapá?! Sua força política já não tem tanta relevância no atual cenário, ele é apenas pra somar esforços e nada mais. Quanto as atitudes pequenas da política nem comento, pois a parte marqueteira de todo e qualquer partido, ainda se aproveita de momentos em que pode enganar aos que desconhecem a rotina da vida política. Meus votos de felicidade ao Governador Camilo e ao Senador Randolfe,quero que o beneficiado maior seja o povo do amapá. E se Camilo ou Randolfe decepcionarem, temos o poder do voto em nossas mãos dentro de 4 anos.

    Nós eleitores do Amapá, tiramos Waldez.
    Estamos em evolução, acho que nossas eleições tendem cada vez mais a melhorar, e nosso povo saber o poder que um “CONFIRMA” nos dá.

      • “A grande força da democracia é confessar-se falível de imperfeição e impureza, o que não acontece com os sistemas totalitários, que se autopromovem em perfeitos e oniscientes para que sejam irresponsáveis e onipotentes.”
        Ulysses Guimarães

  • Precisamos deixar de lado as coisas pequenas do Homem e pensar nas coisas do nosso Estado. Tão sofrido pela pequenes de nossos políicos. Hoje nós estamos tendo uma grande oportunidade de virarmos a página da política do Amapá com esses dois jovens Camilo e Randolfe. Eu acredito que Deus quando permite que homens cheguem ao Poder é para melhorá-los e aos que os cercam. Por isso apesar de não ter votado no PSB por não acreditar que Camilo fosse ser diferente do seu pai. Torço para que ele seja o diferencial com o Randolfe para que o progresso deixe de ser promessa aqui também pelas terras tucujús. Que Deus abençoe o nosso Amapá e nós que amamos esse Estado.

  • Atenção senhores passageiros do vôo com destino ao Congresso:
    – Iremos entrar em turbulência, 0 40 encontrou o presidente em sonolência, e agora são outros 500 a menos de esperança de sobrevivênvia.
    Eu entendo a democracia como o princípio do diálogo, da boa vizinhança, da liberdade com respeito, da tolerância e tudo o que lembra a vontade se fazer o melhor… Mas um senhor que já está no Amapá há vários anos e nada fez, digo, fez pelo atraso de um estado pobre ficar mais pobre.
    Um senhor “ex” presidente que deixou o seu estado com índices tão alarmantes de indicadores sociais, eu não posso crer que dessa conversa saia alguma coisaque eu possa, a sociedade possa sentir. Tomara que eu esteja enganado.

  • Acho que foram tratar de assuntos relativo ao bolso de cada um… será?
    Meu Deus ja não consigo acreditar em nenhum politico!!! mas isso é culpa minha? não claro que não… é dessa pouca vergonha que esta o páís.

  • Mesmos com o avanço da tecnologia e das oportunidades de estudar. Ainda existe pessoas que insiste ser burro. Todo mundo ouviu na campanha de Camilo, ele falando que se fosse eleito iria tentar botar todo mundo para trabalhar, inclusíve sarney que foi eleito com o votos dos amapaenses.Camilo foi eleito para governar para todos e não para meia dúzia de pessoas viciadas em se apropriar de recursos público. Camilo e Randolf foram eleito pela vontade da maioria dos eleitores amapaenses e devem ser respeitados. o resto é inveja.

  • Fiquei feliz ao saber que Camilo foi visitar o Senador Sarney, não porque eu goste do Senador, mas com todas as brigas da Familia Capiberibe com o Senador Sarney e Camilo ter ido lhe visitar, dá uma grande demonstração de que o Nosso Governador Eleito esta disposto a trabalhar em prol de nosso Estado, e sabe que apesar de tudo o Senador Sarney tem influencia em Brasilia e no governo PT, ainda mais agora com o PMDB com a Vice Presidência, sabe de sua importância na hora de lutar por verbas das emendas do OGU, das extra-orçamentárias e do PAC.
    Torço para uma mudança nesse estado.

  • Seria melancólico dizer que uma conversa entre Camilo Capiberibe e o Senador Sarney fosse para agradecimentos e de boas vindas ao novo gestor do amapá, porém, vale-se ressaltar que, se por um lado o Senador Randolfe foi agradecer o apoio de Sarney ao projeto político do mesmo,por outro lado deveria, então, expor o governador Camilo os agradecimedntos ao atual Govern ador do Amapá Pedro Paulo publicamente, assim poderiam, aqueles de mente peqauena protestar a favor ou em desfavor na nobresa política, pois o que se ouve pelos bastidores mais aguçados da política que o Governador eleito Camilo Capiberibe seria capaz de se aliar até com o “capeta” para ganhar esta eleição, assim como fez seu pai, ora não podemos esquecer da tentativa de perpétuação da família no poder, imagine só: o pai Senador, a mãe Dep. Federal, o filho Governador, só falta eleger nas próximas eleições algum parente dessa família o próximo Prefeito e um Vereador para fechar o cerco de dominação, infelizmente não existe para isso o famoso nepotismo, se houvesse muitos teriam chance de oproveitar o novo de verdade. Agora, para concluir, farei uma redundância, não dá para continuar no continuísmo.

    • Como pode ser pequeno o pensamento, amigo JB Souza, eu acho absolutamente normal alguém que vem de uma família com tradição política, ser político. Pode-se ter avô medico, pai médico e ser médico, não faz menos capaz de ser bom profissional. Quanto estar no poder, é uma questão de abertura de portas, mas lembre-se os 3 ganharam dentro da legalidade, foram eleitos pela maioria.
      A URNA É ABASTECIDA COM A VONTADE DO ELEITOR, A SOMA DOS VOTOS DEFINE OS ELEITOS. É complicado entender?

    • O voto é um DIREITO CONSTITUCIONAL e não pode se confundr com cargo político ou contrato administrativo, onde se nomeia qualquer PESSOA, sem nenhum critério. Qualquer família pode eleger quantoas pessoas forem possível, desde que sejam eleitos, PELA VONTADE DO POVO.
      Será que é tão difícil entender isso?

      • José, Roseana e Zequinha Sarney também são eleitos pelo voto popular. Mas no caso deles a coisa é diferente, dizem as más linguas que são uma OLIGARQUIA. Já no Amapá não é.

    • Tinha tanto Goes ou parente ou aderente como candidatos na eleicoe passada… Mas disso ningu’em teve coragem de falar. Eu escutei no Radio… O “Dr.” Cacio Godoy… Cutucando o Pedro Paulo… e o WG…De longe! Sr. Cacio Godoy fique calado, pois n’ao ‘e mais hora de apontar o dedo! Passaram anos e o Sr. ficou calado! O Sr. tinha medo de que na epoca? Qual interesse o Sr. tem agora?
      Chutar em cachorro morto ‘e muito f’acil! Tenha mais respeito, coragem e ombridade!
      Os desavisados…N’ao admiro nem PP e muito menos WG! Mas isso ‘e covardia!

  • Camilo foi mostrar os projetos q tem em mente e pedir apoio do presidente do Senado para colocar esse projetos em ação, é isso q penso, abs

  • Importante observação feita por Correia Neto.
    Não caberia a Luciana Capiberibe comentar o encontro do mano governador com dono do senado?

  • espero que a SABEDORIA tenha imperado nessa conversa….pois nosso estado está uma vergonha, em todos os sentidos, e para sair desse mar de lama, necessitamos de “governantes” sabiamente políticos no seu mais amplo sentido da palavra.

  • Segunda opção. Camilo foi mostrar os projetos que tem para governar o Amapá, e saber o que Sarney pode fazer para que sejam concretizados.
    Acredito que a hora é de trabalharmos todos juntos para recuperar nosso Estado dos demandos do Goesverno. Camilo e Randolfe são inteligentes e sabem que, quando se têm um problema que atinge a todos, o melhor é a união, no bom sentido da causa. Isso não quer dizer que irão existir conchavos e trocas sordidas nas discussões. A vaga do Senador Sarney é do Amapa, que não se esqueçam disso os de ânimo exaltado. Atitude acertada do Randolfe e do Camilo. Ainda ha duvida?

  • Não se pode fazer política sem diálogo. Esses que criticam conversas entre os poderes são uns…. ah, deixa pra lá.

    • Só complementando para ampliar a visão, não existe nenhuma relação profissional sem diálogo, já pensou uma empresa onde o diretor não se relaciona com o gerente?! Acontece em qualquer seguimento da sociedade público ou privado.

  • Certamente a conversa entre eles não tem nada haver com a nova reforma da previdencia que o gov Dilma irá fazer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *