Embaixador da Venezuela visita o Amapá

A Venezuela é um dos principais importadores de búfalo do vizinho estado do Pará. Em 2011 a intenção dos criadores paraenses é exportar 10 mil fêmeas, destinadas a um projeto de produção de alimentos para pequenos agricultores do país fronteiriço. A partir da próxima semana esse mercado abrirá portas para o Amapá. Essa é a intenção central da visita do embaixador venezuelano, Maximilien Arvelaiz, ao estado, após entendimentos com o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

O embaixador chegará sexta-feira (18) e cumprirá intensa agenda durante todo sábado (19). A principal pauta será tratada em almoço organizado pela Federação do Comércio, articulado em parceria com o mandato do senador Randolfe, com empresários de diversos setores da economia. “O Amapá tem sido negligente, historicamente, com o potencial de relações comerciais com o exterior e nós precisamos resgatar esse caminho”, disse o senador, que é membro titular da Comissão de Relações Exteriores do Senado.

No almoço, o embaixador fará uma exposição das possibilidades de intercâmbio comercial e da intenção do presidente Hugo Cháves em priorizar o Amapá. Após sua fala, representantes dos empresários também farão uso da palavra abrindo assim a primeira rodada de conversas para o estabelecimento da futura parceria. A Venezuela tem interesse em ampliar a relação bilateral com o Brasil, sobretudo na área alimentar, setor no qual busca alcançar soberania através da criação de búfalos e da piscicultura.

Além da parceria comercial, o embaixador Maximilien Arvelaiz demonstrou interesse em conhecer as manifestações culturais do Amapá. Segundo ele, a presença dos tambores na cultura popular venezuelana também é muito forte, e essa similaridade pode favorecer intercâmbios entre as duas culturas. Por essa razão, o gabinete do vereador Clécio Luiz (PSOL-AP) vai organizar uma apresentação cultural de Marabaixo na comunidade quilombola do Curiaú para recepcionar o convidado.

Sábado pela manhã Maximilien Arvelaiz fará palestra sobre a experiência de governo de seu país para militantes de partidos políticos, representantes de sindicatos, pastorais, movimento estudantil e lideranças da sociedade civil. O evento ocorrerá no auditório do Sebrae às 9 horas.

(Texto: Márcia Corrêa, da assessoria de comunicação do senador Randolfe)

Embaixador verá o Marabaixo no Curiaú

Marabaixo, gengibirra e a belezas naturais da Área de Proteção Ambiental (APA) do Curiaú serão as atrações de boas vindas escolhidas pelas lideranças políticas do PSOL no Amapá, senador Randolfe Rodrigues e vereador Clécio Luís, para recepção ao embaixador da Venezuela Maximiliem Arvelaiz, no sábado (19), a partir das 17h30, no Centro Cultural Recanto do Curiaú.

O evento organizado na comunidade quilombola, localizada a oito quilômetros da capital Macapá, tem como objetivo a promoção de um intercâmbio cultural entre os países. “A proteção e valorização da nossa cultura e identidade gera desenvolvimento em todos os aspectos, disse o vereador Clécio”. A cultura popular venezuelana tem forte influência dos tambores, o que aproxima as duas culturas.

A APA do Curiaú abriga cerca de 1500 pessoas que lutam pela preservação da cultura, natureza e memória dos antigos escravos trazidos no séc. XVIII para a construção da Fortaleza de São José de Macapá, que nesta data completa 229 anos. A comunidade negra contribuiu de forma decisiva para a formação cultural, econômica, social e política do Amapá.

(Texto: Assessoria de Comunicação do vereador Clécio Luís)

  • Bem intencionado nosso senador. Mas tenhamos calma. O Hugo Chavez é pior que muitos políticos por aqui.
    Enquanto aqui os blogs e jornalista levam processos, lá na Venezuela ele manda fechar e prender a galera. Muita calma nessa hora.

  • O Senador Randolfe é porreta, carinha com de visão política extensiva e bem fundamentada. Inteligente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *