Então é Natal…

Meu amigo Milton Sapiranga Barbosa, cronista, jornalista, moleque criado no bairro da Favela, nos conta um pouquinho dos seus Natais.

Meu Natal inesquecível será para sempre  o de 2006, pois foi o último Natal que passei ao lado de minha querida mãe Alzira Barbosa.

O maior Mico( parcial) que paguei foi na época da moda xadrez. Fui convidado para passar o Natal na casa de um amigo, claro que vestindo uma bonita camisa xadrez cor de vinho, novinha, comprada na Casa Nabil. Quando cheguei na casa do amigo, sua esposa trajava um vestido com o mesmo padrão da camisa que eu  estava usando. Dei-me  conta a tempo do Mico (não sei se mais alguém percebeu) e saí de fininho e fui cantar em outra freguesia.

Gostaria de passar o Natal no interior do estado, cercado de verde e  ouvindo cantos de pássaros.

Mas vou passar em casa  com a família, depois de ir a igreja rezar pelas almas dos parentes e amigos que já não estão mais entre nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *