Então é Natal…

Ney-blogRepórter de TV e blogueiro Ney Pantaleão, o Neyzinho, quando moleque era capaz de dar nó em pingo d’água. Imagina que o danado, com a ajuda do irmão não menos danado, fez uma mega-operação pra capturar Papai Noel.
Olha o que ele conta:

Um Natal inesquecível –  Foi no ano de 2004, onde boa parte da nossa família daqui do Amapá (Pantaleão, Magave, Sucupira e Viana) esteve reunida e todos tiveram a oportunidade de conhecer a nova geração. Para mim, foi inesquecível.

O maior mico – Foi junto com meu irmão mais velho, devíamos ter uns 10 ou 12 anos e estávamos esperando o Papai Noel deixar nossos presentes debaixo de nossas camas. Com ansiedade e curiosidade estávamos à espera e decidimos saber quem realmente era o Papai Noel, para isso realizamos uma mega-operação para captura-lo. Trancamos as janelas e amarramos a porta do quarto (enquanto todos estavam na sala e no pátio esperando dar meia-noite), de 5 em 5 minutos íamos ao quarto olhar se a armadilha já havia pegado o Papai Noel. Às 3 horas da manhã (aproximadamente), escutamos um barulho no rumo do quarto, largamos tudo e todos e fomos para lá ver o que havia causado toda essa barulheira… E acredite, para a nossa surpresa de todos os adolescentes, crianças e adultos, acabamos descobrindo quem era o Papai Noel. Todos riam da gente, pois o velho Noel não passava de uma grande farsa, todos os anos sempre foi o papai Waldemar. Hehehe.

Gostaria de passar o Natal com meu pai e minha mãe comendo peixe assado e tomando banho nos braços do Rio Araguari.
Vou passar com a esposa e o Waldemar Netto웃 (que ainda está na barriguinha da Cris). Mas antes, vamos a igreja agradecer ao Grande Arquiteto do Universo pela saúde, força, paz, prosperidade, felicidade, sabedoria e as bênçãos que Ele tem nos dado sempre!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *