Febre tifóide

Um relatório dos técnicos do Ministério da Saúde mostra que mais de 72 casos de febre tifóide foram notificados. Destes, 30 foram confirmados através de exames laboratoriais e 19  ainda estão sendo investigados; os demais foram descartados.
Os bairros com maiores incidências de febre tifóide são Buritizal, Santa Rita, Zerão e Muca.
A Secretaria de Comunicação do Governo informou que “na Central de Medicamento existe um estoque de Hipoclorito de Sódio que pode ser doado à população para ser usado na purificação da água”.

O blog pergunta: e o que está faltando então para esse hipoclorito ser distribuído?

  • Bom dia.
    Gostaria de saber como como podemos nos prevenir dessa doença. É uma doença infecto-contagiosa? Pega pelo ar? Aperto de mão é perigoso, no caso de manter esse tipo de contato com alguém que esteja doente?
    Muito obrigada.

  • E ainda fazem o “zum zum zum” em relação à Banda Larga. Ora, convenhamos que uma notícia dessas implica o direcionamento de ações em medidas com caráter de urgência. Não tiro a relevância da implantação da banda larga, mas será que a tal da banda larga vai acabar com o caos na saúde? vai consertar meu carro, todo quebrado por conta da buraqueira? Enfim, há situações que merecem serem tratadas com prioridade. Febre tifóide, uma doença medieval, radicada na Europa há séculos, pasmem!!! Cadê nossa rede de esgoto primeiramente?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *