Gás nos olhos dos outros…

O  senador José Sarney (PMDB) reclama, lamenta, se faz de vítima, esbraveja que o jornal “O Estado de S.Paulo” está fazendo uma campanha sistemática contra ele. “Uma sistemática nazista de acabar com a imagem da pessoa até levar para a câmara de gás“, exagera o fofo Sarney.

Aí eu lembro que em 2006, Sarney fez de tudo para levar os jornalistas amapaenses para a câmara de gás, tentando a todo custo nos sufocar, oprimir, amordaçar através de um monte de ações na Justiça Eleitoral. Só contra mim foram mais de 20 processos, fui até indiciada pela Polícia Federal só por causa de um comentário de um leitor no meu blog que declarou não gostar do cheiro de Sarney.

Quanto ao Estadão, o jornal não está de maneira nenhuma fazendo campanha contra o senador maranhense eleito pelo Amapá. Está cumprindo o dever de levar a informação à sociedade.

Se está fazendo alguma campanha é pela moralidade.

Minha avó já dizia: aqui se faz, aqui se paga.



  • O senador José Sarney também na qualidade de proprietário de veículos de comunicação – jornais, rádio e tv – sabe muito bem, ou deveria saber, que a imprensa deve prezar, sempre, a importância da informação para o leitor que, aliás, é a razão da existência dos veículos de comunicação.
    Veículo de comunicação não é produto de prateleira de supermercado. Tem papel preponderante na informação da sociedade e fundamental em qualquer democracia.
    O Estado de S. Paulo é um jornal centenário e de reputação. E com uma vantagem fundamental: não tem em seus dirigentes nenhum que exerça cargo político e/ou eletivo. Portanto, é isento.
    Já os veículos de comunicação cujos diretores são políticos – deputados, senadores, ministros etc -, se tornam suspeitos na informação, pois advogam em causa própria e, geralmente, pesam a mão contra os seus adversários políticos. Portanto, são veículos tendenciosos e tem o descrédito da população.
    Isso, sem falar ainda, que a Constituição proíbe políticos serem detentores de veículos de comunicação – emissoras de rádio e tv -, que são concessões públicas. Mas, há um completo desrespeito e o que mais se vê hoje – e não apenas hoje -, é políticos donos de verdadeiros impérios de comunicação à margem da lei.
    A pergunta é: porque os políticos pensam que estão acima da lei?

  • Gás nos olhos dos outros é refresco,né fofo? Sua vó tem sabedoria Alcinéa.Coisa desprezada por muitos “incomuns”,os quais acham que inteligência e esperteza tem tudo à ver. Lamentável o faz de conta de “certos” politicos.Bater causa esquecimentos (ou não),p/quem não apanha.Desejo que esse Sr. viva muito, p/poder amargar o esquecimento.AMARGAR? acho que nem tanto,p/quem já é AMARGO.

  • E Deus, na sua incomparável sabedoria disse: QUEM COM FERRO FERE, COM FERRO SERÁ FERIDO. El Bigodon, que o diga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *