Hoje é Dia do professor

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.”
(Cora Coralina)

Para homenagear o professor  fui buscar no arquivo da família do Tenente Pessoa estas  duas fotos de pioneiras do magistério amapaense. Naquele tempo, os professores aproveitavam as férias escolares para fazer o “Curso de Férias”, onde atualizam seus conhecimentos, discutiam propostas para o período seguinte, planejavam o calendário letivo, aprendiam aplicar injeções, fazer curativos e técnicas de primeiros socorros.
Reconhece as professoras que aparecem nessas fotos de um cursos de férias?

Congresso Nacional de Professores em Curitiba

Professoras Mineko, Delzuite Cavalcante (minha mãe) e Ana Alves

Olha eu aí

Me formei com 21 anos, portanto, bastante jovem eu já estava na sala de aula e nos laboratórios da Escola Integrada de Macapá (antigo GM) dando aulas de Tecnologia Mecânica, Desenho Técnico e Fabricação Mecânica (o que me permitiria aposentadoria aos 46 anos de idade). Conciliava o jornalismo e o magistério. Jornalismo eu fazia nas horas vagas, pois o magistério era a minha prioridade, minha paixão. Lecionei durante muitos anos com dedicação e amor e tive meu trabalho reconhecido. Todos os anos, fosse qual fosse o diretor, recebi portaria de elogio da direção da escola pelo meu desempenho e até da Câmara de Vereadores recebi  diploma de “Honra ao Mérito” pela “grande contribuição dada à educação amapaense”. Foram anos inesquecíveis dos quais só tenho boas lembranças. As amizades que fiz permanecem até hoje. Meus alunos eram mais que alunos. Fiz deles meu amigos.
Por eles até hoje tenho imenso carinho e afeto. De vez em quando encontro alguns deles por aí e vocês nem imaginam a felicidade que toma conta de mim quando recebo o abraço deles, o carinho e me chamam com orgulho de “minha professora”.
Neste dia, dedicado ao professor, parabenizo todos os professores amapaenses e registro aqui minha gratidão a todos meus professores (desde o jardim da infância aos cursos de pós-graduação) e aos meus queridos ex-alunos.

  • OI, NÉA! Além de Advogado,também sou Professor e fiquei feliz em ver essa singela lembrança. Fica, porém, uma sugestão: homenagear mestres que tinham amor à profissão e não ao contra-cheque: Deuzuites, Zenaides,

  • Só eu reparei que a Alcinéa estava dançando “eu voto no 40”?. Olha a mãozinha. =D

  • Isso me remeteu a alguns anos, sou filho de professora, e lembrei dos cursos de ferias que minha mae, Zelia Dantas, me levava para nao ficar traquinando em casa.

  • Professor de História formado pela Unifap há treze anos. Há três anos deixei de trabalhar com alunos do Ensino Médio para me dedicar aos alunos do Ensino Fundamental. Sei que não sou o professor que eles merecem, porém, me esforço para que eles tenham e cultivem seus sonhos. Trabalho numa escola de periferia cuja biblioteca possui excelentes títulos, no entanto, meus alunos não podem emprestá-los. Por quê? Regras da casa. Fico me perguntando: E se nós professores ensinássemos primeiro nossos alunos a sonharem? E se ensinássemos primeiro nossos alunos a respeitar os limites da vida e sociais? E se ensinássemos nossos alunos a conhecerem sua própria História? E se ensinássemos para nossos alunos que o futuro se constrói? E se ensinássemos o valor e o prazer de uma boa leitura? E se emprestássemos os livros das bibliotecas das escolas aos nossos alunos? É duro ter que admitir, mas, e aqui falo por mim, não faço o trablho que meus alunos necessitam, e por isso a cada anos tento melhorar. Não posso admitir que o meu aluno da 6ª série, hoje com doze anos, não saiba o que ele estará fazendo daqui há doze anos quando estará com 24 anos. Vim da roça(nasci na comunidade de Cunani/1968/Calçoene-AP) devo o que sou aos meus pais e aos meus PROFESSORES e PROFESSORAS a quem gostaria de homegear nas figuras de: Milton Corrêa Filho e Neuza Barbosa-CEAP; João Renour e Jurandil Juarez-Unifap; Alceu Filho e Leandro Alcântara (Ensino Médio); Sílvio Elito e Raimunda dos Passos(Ensino Fundamental) e Doralice Batista e Zeni Barata(Escola Lobo D’Almada-Primário/década de 70). Estes homens e mulheres mudaram com o seu trabalho a minha vida e eu gostaria de fazer o mesmo com os meus atuais alunos. Por isso, troco qualquer homenagem por condições dignas de trabalho e salários justo. Sei por expeirência própria que é na Escola e nos Livros que estão a solução de grande parte dos problemas que nos atormentam na atualidade. Queridos e queridas desculpem-me pelo texto ser tão passional mais é assim que me sinto, um profissional angustiado por vê-se incompetente/impotente ante os desafios da sua profissão.
    PS:Trabalho na Escola Deuzuite Maria Carvalho Cavalcante; Av: José Tupimambá(ex-nações unidas) Bairro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro(ex-Igarapé das Mulheres).

  • Alcinea, parabéns a vc e a todos os professores.
    Estudei o ensino fundamental na EIM (84 a 86), pena que não fui seu aluno.
    Por favor, mata a minha curiosidade: qual a sua graduação? Um grande abraço.

  • obrigada pela homenagem; sou professora de matemática e sou apaixonada pela arte e ensinar.Visito seu syte por influência de colegas professores da Escola Maria Ivone de Menezes e comentando com meu esposo fiquei sabendo que voçê foi professora dele, que pude saber um pouco mais sobre voçê. Abraços e parabéns pelo belo trabalho.

    • Um abração pra você e para todos da escola Maria Ivone.
      Quem é teu marido?
      Adoro saber notícias dos meus ex-alunos.
      Beijos

  • Embora tarde do que nunca, mas só pra ressaltar sobre a frase de Cora Colina onde ao mencionar sobre a Felicidade daquele “que “transfere” o que sabe e aprende o que ensina” quando este tempo ocorria isto erámos e somos formadores de qualidades quais a moralidade, principalmente, e valores são tidos, ainda como um quesito a formação do cidadão. Hoje esta mesma frase pode ser vista dentro do ensino aprendizagem com os alunos que estão “Feliz do Professor que conseguir ter um número significativo de alunos quais queiram “CONSTRUIR” um conhecimento para sempre.
    Sou Educadora e sei que precisamos também questionar a qualidade do ensino, dos alunos e seus responsáveis.
    Afinal, temos que não só parabenizar, mas, acima de tudo acreditar que somos capazes de constituir cidadãos críticos dentro do estado democrático.
    Parabéns a NÓS.
    P.S: gosto de acessar o blog e ver fotos que trazem lembranças e curiosidades.

  • Oi, Alcinea, bom dia, amiga. Na segunda foto em preto e branco, a professora que esta à mesa, à direita, penso que seja a Profa. Maria Façanha. Seria ela? Lecionava no Barao do RIo Branco na decadada de 60. Essas votos que voce coloca ai sao otimas. Grande abraço e um grande diia pra voce. bjs. Lucia

    • Ainda não consegui identificar quase nenhuma das professoras das fotos.
      Vamos ficar torcendo pra que alguém identifique.

  • Acho que a senhora da 1ª foto em pé(de lado) é a Zilda Almeida, mulher do José Maria Frota, minha mãe, mãe do Cachorra e do Abel.

  • Nossa, fiquei tocado, afinal também terei licenciatura em breve. Só queria que nossos professores, formadores do componente mais importante de uma nação, tivessem maior reconhecimento por seu gigantesco trabalho. Aproveito para agradecer especialmente a todos os meus mestres, que aturaram e aturam minha famigerada pessoa (rsrs), parabéns a todos!

  • Alcinéa adorei a homenagem, hoje fiquei triste pois foram poucas as homenagens aos professores, mas vc lembrou… Sou professora há 27 anos todos os dias dando aula e voltando para casa feliz por ter cumprido meu maior dever na vida o de “educar”. Sinto orgulho da nossa profissão, como dizia o antigo professor meu “Prof° Tiago” “Minha filha queira ou não vc sempre será professora então valorize o que vc sabe fazer de melhor” Parabéns para todos os professores.

  • Obrigada a todos p parabenizar os professores. Sou professora e onde eu trabalho nao ofereceram sequer um café com pao e manteiga! Sinal de que a Educaçao a cada dia é menos valorizada e nossa profissao tb! Mas…eu nao desanimo nunca! Alcinea é exemplo para nos educadores!

  • Para o dia dos Professores fica a frase de Paulo Freire ”Se a Educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”.
    Neste dia tão importante fica o meu respeito e admiração por estes guerreiros responsáveis pelo futuro de uma sociedade mais justa e digna, pois sabemos que quando nosso Povo aquele mais Humilde tem uma educação de qualidade, eles não vivem influenciados pelo o que está a sua volta e não se vendem em época de eleição, pois infelizmente isto é o que mais acontece no Brasil a compra de voto destas pessoas sem estudo, por isso continuaremos a ser um País de terceiro mundo enquanto não se investir numa Educação de qualidade.

  • Alcinéa, parabéns pelo dia de hoje, sem professores(as), nós não seríamos nada do que somos hoje. Parabéns a todos os professores, que tanto fazem pela educação e tão pouco reconhecimento tem…

  • Oi, Alcinéa.
    Estive ausente da leitura e comentários do blog devido a uma cirugia à qual me submetí exatamente um mês atrás, para retirada de um rim. Graças a Deus a cirurgia transcorreu bem, mas o período pós-operatório foi mais complicado. Tentei algumas leituras, mas hoje estou melhor e me deparei com essa postagem sobre o dia do Professor.
    Muito legal a homenagem. Ao lhe ver de bata, lembrei-me que até um tempo atrás esse era o nosso uniforme. Bons tempos tempos quando o professor era respeitado e valorizado. Até comentei com minha esposa que naquela época não havia aula, mas os alunos iam para o colégio onde cada sala homenageava o Professor. Ainda encontro ex-alunos. Nesse momento, recordo não só as aulas no C.A, Castelo Branco e Bartoloméa, aí em Macapá, como o Lauro Sodré aqui em Belém (hoje, nele funciona o Tribunal de Justiça do Estado), mas também as horas surrupiadas do convívio com a família para estudar, pesquisar e preparar aulas, trabalhos e provas. Mas tudo isso valeu.
    Parabéns mais uma vez pela homenagem ao Professor (com P maiúsculo, claro).
    Um abraço.

    • Estava sentindo sua falta no blog.
      Vera Lúcia veio passar o Círio em Macapá e ficou hospedada em minha casa. Falamos bastante de você. Só coisas boas, claro.
      Parabéns pra você pelo dia do Professor.
      Se cuide direitinho, tá? Nada de fazer extravagâncias.
      Beijos

  • O “maridão” foi sortudo.Casou logo com uma “Fêssora” premiada pela camara!
    É,mordam a lingua invejosos,vejam só;
    Filha de poeta atacado pelo “Raivoso”
    Excelente jornalista.
    Aposentada aos 46 por merecimento.
    Bonita,de alma iluminada e,ainda por cima,cunhada do “Cel” do LUCAS14.SÓ DÁ ELA,rsrsrs.
    Parabens “Fêssoras e fêssores ” do brasil inteiro.

  • Que legal!!!
    Bem, eu não sou dessa época, mais sei que esse momento foi significante para o processo de construção do conhecimento.

    Eu sou professora, e também estou aqui para comemorar esse dia com todos os professores desse país.

    Alcinéa, obrigada pela homenagem.

    Feliz dia dos Professores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *