Isso é que é vida!

bodo7

Fim de semana com cara e jeito de fim de semana é aquele em que de repente, sem planejar,  a gente se junta pra comer no quintbodo2al, à sombra da mangueira, um peixe assado na brasa e temperado com bastante chicória e alfavacas fresquinhas, colhidas no próprio quintal.

E foi assim ontem. De repente Volney Oliveira chegou trazendo tucunaré e bodó. “Que vocês acham da gente fazer uma peixada agora?“, perguntou pra mim e pro meu marido. “É pra já“, respondemos. Quem faz o fogo quem não faz, quem tempera, quem arruma a mesa. Coisas que são decididas em segundos.

bodo9Bodó é o peixe preferido do nosso amigo Osvaldo Simões, o Camarada. Ah, então tem que avisar o Camarada que vamos comer bodó assado. Telefonamos. Ele estava na Igreja (Messiânica) cumprindo seu plantão. De lá veio direto pra minha casa.

Tem peixe pra todos nós e pra quem mais chegar. E a peixada roloubodo11 até o comecinho da noite, com cervejinha (eu não bebo, mas eles bebem), refrigerante, suco  e muita conversa recheada de causos da política, do carnaval, do jornalismo… Difícil era tirar o pitiú do bodó que ficou impregnado em nossas mãos. Lava com sabão grosso, sabão líquido, sabonete … e nada! Até que alguém lembrou-se de como faziam nossos avós e deu a dica: passar um pouquinho de manteiga nas mãos, nos cantos das unhas, deixar a manteiga agir por 15 minutos e depois lavar só com água. Tiro e queda! Serve também pra tirar o pitiú do tamuatá. É… morrendo e aprendendo.

Não sei se já contei pra vocês. Mas uma das coisas que eu e meu marido mais gostamos de nossa casa é o quintal. Nele passamos a maior parte do dia quando estamos em casa, lendo, escrevendo, conversando, namorando, recebendo amigos, reunindo a família. É um quintal sem luxos. Não tem piscina, mesa de mogno, cadeiras caras, churrasqueira grande e moderninha. Mas tem árvores, flores, sombra, vento, uma pequena horta, passarinhos, paquinhas, calangos, camaleão, sino do vento, muita paz e alegria. Pra nós é  um pedacinho do paraíso.

Consideramos um privilégio ter um quintal assim e gostamos de dividir isso com os amigos. Por isso é sempre com muito prazer e alegria que recebemos quem aqui chega e logo tudo vira festa. Às vezes o papo é alimentado  pelo cafezinho feito pela minha secretária Nete. Outras vezes rapidinho rola um churrasco, um peixe assado, um camarão no bafo ou um chá com biscoitos.

Pode rolar também a cerveja ou o açaí.

Falar nisso, certo dia minhas amigas Márcia Corrêa e Girlene Oliveira chegaram aqui com açaí do grosso e camarão fresco. A idéia era fazer o camarão no bafo para almoçar com açaí à sombra da mangueira. Acontece que tinha cerveja na geladeira. Meu marido pegou umas latinhas e levou pro quintal. As meninas deixaram de lado o açaí e partiram pra cerveja e o camarão virou tira-gosto. O “tal almoço” só terminou quando a lua apareceu.

E assim a gente vai curtindo a vida e sendo feliz.

  • Isso é tortura psicológica. Para quem está morando atualmente no Recife e lê uma matéria sobre peixe assado na brasa, à sombra de um grande quintal e água fresca – êpa! melhor cerveja gelada, é de ficar imaginando como vocês são felizes. Sou pernambucano, mas morei em Macapá por seis anos, e, mesmo estando em Recife nunca mais me esqueci das gostosas iguarias daí.
    P.S.: Gosto muito das matérias com fotografias antigas, nos traz lembranças do passado! Parabéns.

  • Égua! Num acredito que perdi essa! Eu estava em Macapá com o namorido, e ele até me disse pra eu ligar pra Alcilene, para fazer oi tal desafio da peixada , lançado aqui em Porto Velho.
    Mas o problema é que cheguei em Macapá, numa gripe daquelas de temer ser a suina, fiquei de rede, até as vespertas de vir embora. Numtem nada não , tô na fila pra próxima. Bjs

    • Éguaaaaaa digo eu.
      Como vens em Macapá e nem ligas pra gente?
      Bem feito que perdeste a peixada rsssssss

  • Bonito, né, muito bonito, esperaram eu viajar e o Tal de Volney promete, promete e nada de pacuzão. Vão trabalar seus bando de …. Mas tudo bem quando eu for só vou não vou levar presentes pra vcs. Abraços.

  • que invejaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa !!!…morri um pouco aqui, mas vivi esse sonho antes…rs

    por qaqui, cemento só e sem grana, nada feito…ai que dó…rsrs

    boa peixada, meus qeuridos correligionários !…abraço à todos !

    Joe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *