Jornalista datilógrafo

A Prefeitura de Cabedelo, cidade portuária da Paraíba, está oferecendo duas vagas para  jornalistas em concurso público. O salário é o mínimo (R$ 510) e a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.
Não precisa ter nível superior. O nível de escolaridade exigido é o ensino médio.
Portanto, não precisa ter diploma de jornalista, mas tem que ter o de datilógrafo, pois serviços datilográficos estão entre as atribuições dos jornalistas que vão trabalhar em Cabedelo.

Duvida? Então lê o edital aqui

  • Tu não me conhece. Agora, sai da moita e mostras a cara. Você não tem coragem. Quem me conhece e me escuta sabe que eu não sou isso que você fala. E obrigado por fazer propaganda da Rádio Novo Tempo, o nome do nosso programa é “Consciência Cidadã” e vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 13:00 às 14:00horas. Escutem e sintam se ele não está mentindo.

  • Um bom jornalista não é avaliado pelo salário que ganha, pelo menos não deveria ser, e sim pelo que ele produz. Não vejo como desonrra começar uma vida profissional ganhando um salário minimo. Vejo como desonrra começar uma vida profissional ganhando muito dinheiro mesmo que para isso tenha que vender a alma,a mãe, a família,a dignidade, a ética, a moral, e até a propria honrra o que é comum no meio jornalistico, principalmente, aquí no Amapá. Agora você não se indentifica e me chama de idiota e filho da puta. Se indentifique e vamos conversar. Minha mãe é aposentada e ganha um salário minimo,nem por isso perdeu a dignidade, a mãe da minha mãe faleceu hoje, com 99 anos de idade, e eu me orgulho muito, delas duas, pois me deram um grande exemplo de vida digna e honrrada, mesmo com pouco dinheiro. E você?

    • Se vc é aquele da “rádio comunitária” é muito ser cara de pau mesmo. Quem é vc para falar em dignidade e honra. Tú és jabazeiro, vive com pires na mão, pedindo dinheiro pouco de deputados, na Assembléia Legislativa. Tu queres posar de honesto e ético pra enganar quem? Tu és puxa-saco dos capiberibes. Além disso, vivi ganhando dinheiro fácil, usando uma rádio comunitária como se fosse comercial. Dá um tempo Mauricinho. Quem não te conhece que te compre.

  • Tu és muito idiota mesmo cara. O absurdo do assunto não se prende ao fato de ser ou datilógrafo. Um salário desse não é para jornalista que se prese. É para a tua mãe e para a do prefeito de Cabedelo. fdp

  • A questão não é o fato de que teclar num computador é estar praticando datilografia. Isto é óbvio. Mas também é obvio que pagar salário mínimo para jornalistas e 617,00 para médicos, engenheiros e outros profissionais é uma piada de péssimo gosto, além de ser uma ilegalidade, no caso de profissoes que tem salário mínimo regulamentado.
    Se aparecerem candidatos, é sinal de que o Brasil real vai muito mal, com rima e tudo !

  • Datilografia – Wikipédia, a enciclopédia livre

    Dactilografia (em Portugal) ou datilografia (no Brasil) é a ciência e a arte de digitar textos através de um teclado.
    Técnica
    A técnica básica de datilografia consiste em manter os pulsos erguidos, ao invés de apoiá-los sobre a mesa, pois isso pode causar síndrome do túnel carpal. O datilógrafo deve manter os cotovelos ao lado do corpo, levantar ligeiramente as mãos sobre o teclado. A maneira mais eficiente de datilografar é manter os olhos na tela do dispositivo, corrigindo possíveis erros mais rapidamente. Essa técnica se chama datilografia por toque. Quando não a utiliza, diz-que a pessoa está “catando milho”. Atualmente, quase todo teclado possui marcas sobre as letras F e J, que servem para o datilógrafo encontrar a posição inicial de digitação apenas com o tato. Para pôr os dedos na posição inicial, basta colocar os dedos indicadores sobre as teclas marcadas, e os outros dedos sobre as teclas imediatamente vizinhas.

    Teclado de microcomputador onde o datilógrafo pode exercer suas funções.

    Google

    Pesquisa avançada

    da.ti.ló.gra.fo masculino
    1. indivíduo que utiliza máquina de escrever.
    2. especialista na arte da datilografia.
    3. (Brasil, RJ) (popular) (música) pessoa que escreve partituras para artistas e compositores populares.
    Foi o Aurélio quem disse e quando ele diz alguma coisa, ninguém teima. Está lá. Datilografar é escrever usando uma máquina. O computador é ou não é uma máquina?
    Portanto, um bom jornalista ( com ou sem diploma), com certeza exercerá com mais facilidades, a sua profissão, se for um bom datilógrafo. E a Prefeitura de Cabedelo (PB) sabe disso.

  • Faltou completar a noticia.O Salário é baixo R$ 510,00 o mínimo brasileiro,MAS não aceitamos EXTORSÃO.

  • ESSA MÁQUINA SUBISTITUI QUALQUER COMPUTADOR. NAO DA BUG, NAO FICA FORA DO AR, NAO PRECISA DE IMPRESSORA E É ATI-ROUBO (PESA PRA CARAMBA). MAS ESSE NEGOCIO DE NAO TER DIPLOMA DE JORNALISTA, EU HEIM, VOU JÁ PRA LÁ.

  • Olha eu vou te falar, como diz o Caxias. Era só que faltava, mas acredito que o Sindicato dos Jornalistas paraibano não vai permitir um absurdo desse. Acho também que o edital deve tá errado. Essa vaga não deve ser para jornalista, mas sim para a…… O jornalismo é um Gilmar Mendes, mas nós estamos avançando no Congresso Nacional na luta pela retomada do diploma e da dignidade da profissão.

  • Estou aposentada! Acho que vou p la.Sera que eles nao aumentam um pouquinho esse salario? Ou diminuem a carga horaria de trabalho para eu ter tempo de fazer um bico? bjs

  • O fato que gerou a notícia é um desrespeito, um acinte aos jornalistas, mas o comentário do Rodrigo foi sensacional !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *