Senadores lançam manifesto contra pacote fiscal de Dilma

Um manifesto contra o arrocho fiscal do Governo Dilma foi lançado nesta quarta-feira, no Senado Federal, por 11 senadores de sete partidos diferentes. O documento rejeita publicamente o fim das desonerações fiscais, proposto pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy, e tem o apoio de intelectuais, personalidades públicas e entidades como a CUT e o MST.

Apoiado pelos senadores Randolfe Rodrigues, Lindbergh Farias, Paulo Paim, João Capiberibe, Marcelo Crivella, Roberto Requião, Cristovam Buarque, Lídice da Mata e Lasier Martins, entre outros, o Manifesto tem como objetivo central “manter as conquistas, mudar a política econômica e retomar o crescimento”.

Foi divulgado no início da tarde, horas antes do início do debate na Câmara dos Deputados em torno do polêmico pacote fiscal do Governo Dilma.

Ecoando o manifesto, o senador Randolfe Rodrigues afirmou: “Estamos abrindo, aqui, uma frente de combate a este programa, que trai compromissos históricos que temos para com as conquistas dos trabalhadores. Este pacote é uma traição da presidente Dilma ao que ela prometeu na campanha de reeleição. Este pacote que ela propõe agora poderia muito bem ser adotado pelo presidente Aécio Neves, se tivesse ganhado a eleição. Dilma está fazendo o que ela dizia que seria feito por seus adversários. Isso é inadmissível. O Governo parece encurralado e não mostra capacidade de ampliar o horizonte político de um projeto para fazer o Brasil avançar. Nós, senadores e entidades que assinamos este manifesto, estamos aqui para combater esta fraude”.

(Texto: Ascom/Gabinete do senador Randolfe)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *