Macapá tem…

casas com cadeiras na calçada e um cachorro preguiçoso
vendo a vida passar sem pressa

Quem não gosta de, à tardinha, colocar cadeiras na calçada e bater um gostoso papo com os amigos? Em Macapá ainda é possível se fazer isso.

  • Que bom !!!!! acredito mesmo que ainda é possível vivermos essa tranqüilidade,moro na Bahia e ainda temos muitos lugares assim,parabéns pelo olhar,infelizmente algumas pessoas que comentaram não perceberam isso.

  • “são casas simples, com cadeiras nas calçadas…” o poeta sabia o que era ser feliz. que bom que ainda podemos fazer isso. Eu sempre faço, à noite, após a ginástica. fico escutando as rádios de fora, só pra escutar boa música. pena que o código de posturas municipal não é mais respeitado.

  • Mas não e so a falta de segurança que não permite centar em frentes as casas, muita sujeira nas ruas, esgosto a ceu aberto, poeira, falta de iluminação, muitos ratos, cachoros vagabundos.

  • Sinto falta tb, a primeira coisa q o meu marido observou no Brasil foi isso, q a gente adora ir com as cadeiras pra frente de ksa! hj ele é acostumado! *meu marido é francês!

  • é infelizmente fico com inveja de quem ainda pode, pois eu não posso fazer o mesmo que em meu bairro não permite. Mas fico muito feliz pelos que ficam conversando em frente as suas casas.
    Ressalto que quando quero ter uma conversa (de candinha) pra ir além do túnel do tempo eu vou pro santa rita e fico na frente de casa de minha mami. Ah! Macapá dos bons tempos.

  • Nossa, eu adoro fazer isso em casa quando posso, ver o povo passar, as crianças correndo, o vento do fim da tarde, bom demais.

  • Admiro as pessoas moradoras dessa casa, certamente não tem doenças causadas pelo estresse. Eu nasci no centro de BH, nunca conseguiria ficar curtindo o tempo passar assim, à toa, e ficar me expondo na porta de minha casa. As pessoas são muito diferentes, cada um é único e o importante é ser feliz. E se há lixo no chão e as pessoas não se importam, é porque elas estão num estágio espiritual mais elevado, se sentem bem indempendente de pequenos detalhes, e conseguem perceber muito mais as coisas belas do que as feias. Deve ser legal viver sem ficar caçando as imperfeições daqui e dali…

  • Muito bom mesmo, mas, por favor coloca um tópico sobre a bagunça que foi o concurso público realizado domingo dia 17, visto que vários canditados estão sendo prejudicados e até Lucas e Camilo querem a anulação do certame.

  • Rommel, um militar covarde? Em que livro de história você leu isso? Ele, ainda hoje é considerado o maior estrategista militar da história moderna e não é a toa, que atualmente é o patrono do Exercito Alemão. Acredito que covarde mesmo, foi Paulus, que com medo de se suicidar, que se entregou ao exercito Vermelho. Não confunda as biografias, alias… estude mais um pouco, você é péssimo em história.

  • Ai, deu até saudades. E tomando um bom tacacá naquele fim de tarde. Maravilha!!!!
    Aqui em SP a gente corre tanto que nem tempo pra bater papo com os amigos a gente tem.

  • Parabéns pela foto, Alcinéa! Só acho que essa tranquilidade toda é aparente. Há algo estranho no flagrante: as cadeiras estão à porta, mas não há ninguém e as portas e janelas das casas geminadas estão fechadas. Parece que os donos atravessaram a rua pra curtir um churrasco na casa em frente, mas, por segurança, tiveram o cuidado de trancar as casas antes para evitar que fossem roubadas. Ou seja, essa tranquilidade aparente só acontecia até a década de 1980.

  • Isso é uma realidade!!! Ainda podemos usufluir de uma boa tarde de domingo em frente as nossas casas com nossos familiares, batendo papo, contando histórias e boas piadas…Esse é o Nosso maior bem…Viver esse momentos..e aproveitar o quando podemos:)

  • Eu amo a minha cidade, porque realmente ainda se pode sentar na frente da casa para bater um bom papo. As pessoas daqui são hospitalairas e humanas. Em relação ao lixo, creio que PMM FAZ UM BOM TRABALHO, algumas pessoas imundam a cidade depois colcam a culpa na prefeitura.
    Nossa cidade tem problemas como qualquer outra, mas se diferencia ainda pelo jeito de viver tucuju. Parabéns Alcinea pelo olhar.

  • Esse foi um dos motivos que me fizeram adotar Macapá como a minha cidade…as deficiências apontadas pelos comentários a gente releva…desde que vim morar aqui já vi tantas melhorias que mantenho a esperança nos seres humanos…ainda vou ver esta cidade mais cuidada, sem perder o que ela tem de gostoso.

  • Certamente as cadeiras estão vazias porque os moradores sofreram um sequestro-relâmpago; o lixo pendurado tá esperando o Roberto Góes ir recolhê-lo e o cachorro parece ser mais um dos muitos que andam abandonados pela cidade, já que o setor de zoonoses da PMM só serve para ser cabide de emprego de cabo eleitoral. Ao fundo, observem, um adesivo discreto do Papaléo, que me parece ser um homem sério e, por isso, relegado por seu próprio partido que, ao longo dos anos fechou os olhos para a corrupção da “harmonia”!

  • Yashá, inconveniente como sempre. Nunca vi o Yashá, com seu olhar extremamente critico, agressivo e até hostil às vezes, elogiar algo nortista.. As vezes pensa que é o senhor da razão, dono da verdade, mas nunca buscou a elaboração de um autoconceito. Os críticos sempre acham que estão prestando um serviço. Mas, qual? Acredito que você cria uma espécie de auto-defesa em forma de agressividade. Você é uma pessoa excessivamente egocêntrica, e faz de si mesmo e de seus interesses o centro do universo. O que contraria seus interesses ou idéias, automaticamente é atacado fortemente. Rommel dizia que não se deve lutar em uma guerra, onde não se ganhará nada ao vence-la. Nosso estado é lindo… não perca seu tempo falando mal. Se aqui é tão ruim de viver, é sujo e tem lixo pendurado na mangueira, que tal você se mudar para Nápoles, na Itália? Ahh, desculpe. Os aterros sanitários controlados pela Máfia, que são suspeitos de carregar lixo tóxico estão cheios… e o lixo está acumulando NA RUA.

    • Alex, eu por acaso menti? Não é verdade que há lixo na árvore? Não é verdade que isso se repete em cada canto da cidade? Não é tudo, enfim, matéria de fato? As mazelas locais não vão desaparecer se quem as ponta passar a ficar calado.

      Nunca elogiei algo nortista? Mentira! Já disse que adoro açaí e tapioca. E tá bom, né? Mais que isso já ia ser complicado…

      Eu não critico nada por achar que estou prestando um serviço. Critico porque tenho vontade de criticar, só isso. O resto é digressão inútil. Ou, como diria Dilma, é “tergiversar”… Rommel era contra lutar uma guerra perdida? Bem, Rommel não passava de um militar covarde! Por isso foi esmagado pelos adversários.

      Sobre ir pra Itália, bem… Tá nos planos… Mas não para Nápoles. Prefiro Milão. Ou Veneza. Taí, o bom é poder escolher, né? Poder dizer que nao vai ficar onde tem lixo na rua. E você, Alex? Pode?

      • Yashá, tens que estudar mais, teus conhecimentos sobre História é de rir, escreves sem conhecimento.

  • KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK os donos da casa correram pra desligar o fogão ( o feijão de amanhã estava sendo cozido e queimando)

  • É certo que todo criticarão o lixo na árvore ou na calçada, porém, pergunto: O temos feito para colaborar com a limpeza da cidade? Será que é só o garí que tem o o dever de limpar? Vejo por aí motoristas sujando as ruas e etc… Quanto a tranquilidade minha amiga Alcinéa, acredito ser uma das únicas no Brasil, diante da marginalidade pelo Brasil a fora. grande abraço

  • Tá tudo certo, tá tubo muito bonito (tirando as coisa feias né ?) mas o fotográfo (a) não aplumou a máquina direito. A danada da foto ta mais pra cá de que pra lá…mas o momento captado.. valeu…

  • Ainda temos este privilégio, para mantermos se faz necessária geração de empregos, boa educação e investimentos no policiamento ostensivo.

  • As cadeitas estão vazias… Porta e janelas fechadas… Acho que os moradores correram para dentro de casa para se proteger, já que a polícia só aparece depois que os crimes acontecem. Nem adianta ligar para o 190, que ou o caso não é grave (na opinião deles), ou não tem viatura ou combustível, ou já vão mandar a viatura que nunca aparece… Tem mais é que se trancar em casa mesmo!

      • Engraçadinho! Eu até pedi para por a minha foto(mas não dá)mas se estás curioso pode me procurar no Orkut ou nos albuns na web do picasa.Só não vale se apaixonar,rsrsrsrssrs
        Ps. Quem sabe tu sai do “armario” e te identifica???

  • Pena que nos ultimos anos, devido a falta de investimento em eduçação, a corrupção de certos governantes, o crescimento da violencia nas brasileiras e em Macapá, temos que viver trancados em casa!!!

  • QUE SAAUUUDADE!!!NOSSA!!!Ainda é possivel sentar no fim da tarde, “jogar conversa fora”,sentir o vento… MAS INFELIZMENTE, ATE QUANDO? ULALALA!!!Macapà!!Cidade linda!!Aqui do outro lando do Atlantico amanhã a previsão é de “0 GRAUS”!! E em Macapà jà passa dos 30 graus!!MARAVILHOSO!
    Mas apesar de tanta beleza, estou assustada com tanta violencia!!Meu pai està hospitalizado no São Camilo se recupernando de um assalto ocorrido quinta-feira!!Ele recebeu um tiro na perna.MAS ESTA TENDO UMA EXCELENTE RECUPERAção.Os assaltantes foram audaciosos.Vàrias pessoas presenciaram o momento do assalto, a rua estava movimentada,era umas onze horas da manhã…NADA MAIS INTIMIDA!!!HAVIA DUAS CRIANçAS no carro!!Mesmo assim, o meu pai foi violentamente agredido!!UM HORROR!! Jamais pensei que um dia nossa cidade pudesse chegar a esse alto indice de assalto!!
    Cidade de gente de paz, gente boa, gente alegre!!! O povo amapaense não merece isso!!!

  • Que lugar de sonho, Alcinea! Nao tem grades no muro e as cadeiras estao na calcada. Nao deve ser longe aqui de nossas casas. Mas, como estou refazendo o muro da frente de minha casa, coloquei correntes nas cadeiras de ferro! Seguro morreu de velho. Bela foto cor de rosa!

    • Me surprendi com o teu comentário,um “serrista apaixonado”. Não,não é merda não,é apenas prevenção!

    • Não sou daqui, mas me sinto um paramapaense. Pena que minha Belém anda extremamente violenta, fazer isso lá é um luxo. E é por isso que muitos que vem de fora acabam adotando Macapá.

  • Ainda não tem ninguem sentado na frente da casa vendo a vida passar, porque o carro da coleta de lixo ainda nao passou pra recolher o lixo pendurado no jambeiro (eu acho que é um jambeiro).E o cachorro parece que tá só na espreita, esperando pra correr atras do pobre o lixeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *