Embarcação com o senador Gilvam Borges desaparece no Amapá

Numa pequena embarcação o senador  Gilvam Borges (PMDB-AP) saiu ontem do município de Amapá  com destino à comunidade de Sucuriju. Não chegou à comunidade, não retornou ao Amapá, ninguém tem notícias do que pode ter acontecido.

O jornalista Reginaldo Borges, irmão do senador, contou ao blog que Gilvam saiu de Amapá numa lancha voadeira às 12h de ontem e que deveria chegar em Sucuriju no final da tarde, pois são quatro horas de viagem.
Hoje, por volta das 11h da manhã, Reginaldo foi avisado de que Gilvam não havia chegado ao Sucuriju. “Não temos informação nenhuma, não sabemos o que pode ter acontecido”, disse Reginaldo ao blog.
De acordo com Reginaldo, dois aviões, do tipo monomotor, já estão sobrevoando a área e a Prefeitura de Amapá já cedeu duas voadeiras para ajudar nas buscas.

A família está concentrada na Rádio 102, uma das emissoras do grupo de comunicação dos Borges.
A mãe do senador, Cícera Borges, ainda não foi informada do possível desaparecimento da embarcação. “Queremos poupá-la”, disse Reginaldo.

Para ir ao Sucuriju a embarcação navega incialmente pelo rio Amapá e depois vai contornando a costa do Oceano. Essa é uma das regiões onde acontece o fenômeno da Pororoca.

  • Que nada de mal aconteça ao Gilvam, porque ele precisa ver o CAPI voltando pro senado (queria ver a cara dele nessa hora), e se lamentar muito, eu vou Orar tmbm, porque alias, não quero que nada de mal aconteça a ele e nem ninguem..

  • Sera que ele queria andar sobre as aguas!? Sobre o desaparecido que voltou, há uma piada chamada “Perdidos na montanha” ,pra ilustrar bem isso, cujo um velho homem relata uma historia feliz de sua cabrita que se perdeu nas montanhas da Armenia e um belo dia foi encontrada, assim todo o povoado feliz por tradição deveria “crew” no animal apos uma bebedeira de comemoração. O reporter nao satisfeito perguntou se o velho homem não teria uma historia triste pra contar; O velho pensou e olhou para chão muito triste e disse: ” um dia me perdi na montanha…” ai voces sabem o resto. Essa historia poderia muito bem se chamar ” Perdidos em sucuriju”. GILVAN É UM PANDEGO MESMO! “Um minuto de reflexão”.

  • AFF! graças à Deus. Faz isso não senador, querendo assustar seus eleitores? Já pensou eu ficar sem opção de votos……kkkkkkk

  • A sociedade amapaense anda abalada com os recentes acontecimentos. Um pouco de bom senso, nestas horas, seria, como dizia a personagem da novela, algo auspicioso. Fazer o quê?

  • Alcinéia sabe o que é isso?
    Os caras que conduziam a voadeira, estavam sendo guiados pelo Sarney. E como ele não conhece o marabaixo do laguinho, alvará as pororocas do Sucuriju.
    Estou na expectativa de que aquela velha máxima da minha avó mais uma vez irá se concretizar: ‘vaso ruim não se quebra”, então, logo, logo, o Gilvan estará de novo….

  • Nossa família esta na espectativa de que isso seja só um grande mal entendido.
    ESpero notícias do blog… Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *