Um florestal na presidência do Crea-AP

Pela primeira no país um Conselho Regional de Engenheira e Arquitetura será presidido por um engenheiro florestal, geralmente é por engenheiros civis e arquitetos.
Disputando com outros quatro candidatos o veterano engenheiro florestal Laércio Aires dos Santos foi eleito esta semana presidente do CREA-AP. A posse  está marcada para janeiro.
E ganhou com uma grande votação, ficando com mais de 60 votos a frente do segundo colocado. A vitória é resultado de um amplo arco de alianças que inclui o Clube de Engenharia e os engenheiros do setor primário.
“A vitória de Laércio se reveste de elevada importância, haja vista que pela primeira vez em nível nacional um engenheiro florestal assume a presidência do CREA“, disse o engenheiro florestal José das Graças Torres

  • parabens ao companheiro LAÉRCIO AIRES, ACREDITO QUE A LUTA CONTINUARAR ASSIM COMO AQUELA DO FAMIGERADO PARQUE DO TUMUCUMAQUE.

  • Parabéns ao Dr. Laércio Aires dos Santos e a todos os profissionais que compõem o Sistema CREA. Tenho certeza que ninguém negará apoio e todos os profissionais da área tecnológica ajudarão o Engº Florestal Laércio à realizar uma administração compartilhada e eficaz, resultando num CREA forte no conceito da sociedade amapaense: Sorte, determinação e que Deus nos abençoe.
    Abs. Matta.

  • Parabens ao Laércio e toda equipe que lhes deu apoio, permitindo-me citar o Mata, o Lincolin, o Valente e o Edson Kaowarta.Êxito.
    Abs
    Alcione

  • Parabéns ao novo presidente.
    Espero que esse mandato seja para os eng.civis, florestais,agronomo GEÓGRAFOS e todos os membros do sistema.

  • A rotatividade na presidência dos CREAs deveria ser rotineira, não só na presidência, acho que em toda diretoria deveria ter representatividade nos diversos escalões. Não sei quem foi eleito no CREA-Pa em função de estar fora do estado a serviço da empresa que trabalho, porém, a cada legislatura são os mesmos, tornando-se um círculo vicioso e o CREA-Pa é um órgão arrecadador e pouco faz pela classe; tal qual o Sindicato dos engenheiros, que a cada ano arrecada uma fábula e politizado, pior ainda. Para onde vai o dinheiro, sds.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *