Nota de esclarecimento

A assessoria da deputada federal Fátima Pelaes (PMDB-AP) distribuiu a seguinte nota:

Nota de Esclarecimento

Uma das bandeiras da deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP) é o desenvolvimento do potencial turístico do Amapá, buscando assim, emprego, renda e para crescimento do Estado. Ex-Secretária de Estado de Turismo, a Deputada Federal já destinou mais R$ 20 milhões em obras de infra-estrutura turística no Estado, muitas delas, infelizmente, ainda não foram concluídas.

Um importante projeto é o Pier do Santa Inês, que prevê a urbanização da orla do bairro de Macapá, no valor de R$ 7,8 milhões. Somente na cidade de Santana são três grandes projetos: a construção do Pórtico no Igarapé da Fortaleza, no valor de R$ 1 milhão, o centro de informações turísticas na área portuária, de R$ 200 mil e a construção da primeira etapa do mercado para vendas de produtos regionais, orçado em R$ 1 milhão.

Outra importante obra defendida pela deputada Fátima Pelaes é o projeto do Parque do Meio do Mundo, fruto de uma emenda de R$ 6,8 milhões, que prevê a revitalização de um dos mais importantes pontos turísticos de Macapá. Na capital do Estado a deputada garantiu recursos para a construção do Centro de Eventos, Convenções e Informações Turísticas, na Fazendinha no valor de R$ 1,360 milhão..  

Para a cidade de Cutias, o projeto de R$ 500 mil permitirá a construção do Balneário de Gurupora. Em Vitória do Jari, a deputada apoiou o projeto de construção, urbanização e revitalização da Orla Fluvial do município com uma emenda de R$ 2,5 milhões. No Oiapoque, a Deputada destinou meio milhão para obras calçamento na cidade e para revitalização da orla a deputada conseguiu R$ 2,8 milhões.

A deputada destinou R$ 4 milhões para projetos de qualificação e para o Prodetur foram mais R$ 5 milhões. A destinação desses recursos tiveram como base estudos elaborados pelo Ministério do Turismo, que desde a gestão de Walfrido dos Mares Guia vem apresentam às bancadas a necessidade de cada Estado para avaliação dos parlamentares caso haja interesse de apresentar emendas.

“Tendo sido Secretária de Turismo, sempre tive a preocupação de desenvolver esse setor, que apresenta um enorme potencial no nosso Estado. O turismo, inclusive, tem contribuído para o desenvolvimento do nosso país em várias regiões”. É importante salientar que a deputada trabalhou também recursos em outras áreas importantes como: saúde, segurança, educação, combate as drogas,  exploração sexual de crianças e adolescentes e garantia dos direitos das mulheres.

Sobre o envolvimento do nome da deputada nas denúncias de fraude no Ministério do Turismo, Fátima Pelaes declara que até onde tinha conhecimento, a instituição vinda realizando cursos, sendo até convidada para cerimônias de entrega de certificado. “Fui a uma entrega no Oiapoque. Agora, não posso assegurar quais os valores destinados em cada curso e a qualidade dos serviços. Isso é uma função dos órgãos responsáveis”, informou.

A parlamentar informou que motivada por notícias veiculadas em uma revista de circulação nacional solicitou, por meio do ofício 115/2010, de 21 de dezembro de 2010, “uma rigorosa análise técnica e jurídica e o que ainda couber” sobre as verbas destinadas.  “Estou acompanhando o desenrolar da investigação dos órgãos competentes com a expectativa de que todos os fatos sejam esclarecidos e, na identificação dos culpados, que sejam punidos ”, declarou.

A parlamentar  estranhou as declarações de Erronflyn Paixão, questionou  e considerou-as levianas. “Se é verdade que Wladimir lhe disse mesmo isso por que Errolflyn não denunciou na época. Se alguém fica sabendo de algo tão grave assim e não faz nada no mínimo é conivente”, disse Fátima.

 

Enquanto a Wladimir, ressaltou que embora o conheça, ele não faz de seu grupo político, prova disso é sua esposa, Ley Furtado, foi candidata a deputada federal pelo PTC nas últimas eleições.

 

Ainda sobre as declarações de dirigentes da Conectur, a deputada repudia  toda e qualquer acusação do seu nome com recebimento de recursos de empresas, instituições ou qualquer esquema fraudulento. Ela afirma que todas as declarações são caluniosas e que irá tomar as medidas cabíveis.  “Meu sigilo bancário, fiscal e telefônico estão à disposição”, disse.  

“Tenho minha família, meu marido e meu filho, procuro honrá-los, juntamente com o  povo do Amapá. Tenho temor a Deus e a certeza de que todos os fatos serão esclarecidos”. 

  • A Deputada Fátima Pelaes é sem dúvida a parlamentar do Amapá mais ativa, competente e preocupada com o desenvolvimento do estado, tendo conseguido nos últimos anos aprovar inúmeros projetos e emendas em diversas áreas, que viabilizaram recursos fundamentais para o desenvolvimento do estado. Uma pena que nos últimos 8 anos muitos destes recursos foram perdidos por falta de projetos e competência do governo do estado. Além do mais, a Deputada Fátima tem elaborado e aprovado leis importantes no parlamento federal. Desta forma acredito que todos devem ter, antes de qualquer coisa, respeito e consideração pela sua biografia e devem buscar a apuração da verdade para ai sim fazer juízo de valores a seu respeito.

  • Na Instituição que hoje presido a Deputada Fátima destinou uma emenda de mais de onze milhões de reais, em 2010, visando o reaparelhamento, e hoje já tem projeto cadastrado no SINCOV. Essa emenda foi resultado de conversas com a Associação de Peritos, em função de nossas deficiências técnicas. Após ser nomeado em nenhum momento recebi qualquer assédio da Deputada, seja por cargos ou destinação da verba, ou qualquer outra coisa. Acredito na PF, e sei que são nos crimes de colarinho branco que nascem todos os malefícios da nossa população, mais tenho que deixar bem claro o trabalho íntegro da parlamentar com esta Instituição e a sua determinação em destinar emendas para o Estado, embora este nos últimos anos se encontrasse inadiplente com o Governo Federal.

  • “Tenho minha família, meu marido e meu filho, procuro honrá-los, juntamente com o povo do Amapá. Tenho temor a Deus e a certeza de que todos os fatos serão esclarecidos”.
    Sem intenção de colocar em dúvida as palavras da deputada, quero aqui lembrar que muito se parecem com as declarações do ex-senador e governador cassado do DF, encolvido no escândalo da violação do painel do senado e na operação “Caixa de Pandora”. A única diferença é que o Arruda chorou na frente das câmeras pra todo o Brasil ver.
    Relembro as palavras da minha avó: “Quando se perde a vergonha é porque não se tem mais nada a perder”.

  • Ainda não vimos nenhuma manifestação dos aliados governistas da deputada Fátima Pelaes.
    Sim, estes que agora governam o Amapá, que arrotam honestidade e que, em tese, repudiam todas as formas de corrupção.
    O gato comeu a lingua da turma amarela!?
    Com a palavra a agremiação do laguinho, todas as honras ao Partido Socialista Brasileiro.

  • Espero que o povo do Amapá não tenha a memória curta e na próxima eleição procure eleger pessoas que estejam realmente comprometidas com o Amapá. A deputada Fatia Pelaes está há anos no congresso e até hj não vi nenhum beneficio concreto do seu trabalho ao povo amapaense. Essa conversa que trouxe milhões para o Amapá é pura balela. O turismo, entre outras áreas é um exemplo que a nobre deputada na verdade está interessada eu seus interesses próprios,leia-se, renovar o seu mandato e se beneficiar do poder.

  • Nobre Deputada, turismo só se for dentro dessas poças de água e dentro dos buracos que existem em nossa capital, e quem dera fosse privilegia só de Macapá, o Amapá não tem moral pra falar em turismo. Não temos estradas dígnas, transporte uma porcaria, ruas destruídas, municipios abandonados, obras inacabas, e as BRs da vida, que vergonha, a senhora conseguiu nos colocar novamente na mídia, agora faremos turismo “ESCANDALOSOS”. Tenho medo desse seu jeitinho manso.

  • Gostaria de fazer uma pequena pergunta as pessoas que estão lendo as noticias, todas as acusações, os evolvidos em mais um escândalo desencadeado aqui no Amapá. Qual criminoso já confessou um crime que cometeu? Veja não podemos fazer juízo de valor sem conhecer a causa. O principio da isonomia em seu art. 5º da CF/88 fala que todos somos iguais perante a lei. Não podemos prejulgar sem que haja alguma culpa comprovada. Mais a questão acaba sendo tendenciosa para todos, ate porque não é função dos parlamentares também fiscalizar os recursos que eles empenham para os programas por eles criados.

  • Não entendo porque um certo tom ´discriminatório e preconceituoso´de alguns comentários que citam os índios. A história da corrupção neste país começou extamente com a invasão dos colonizadores europes, que dizimaram os povos da Ameríndia, do Brasil, da Amazônia. Os indígenas pagaram com as próprias vidas o preço da ganância, da corrupção para se manter no poder.

  • Milhões em turismo no Amapá ? Não peça que a gente acredite. Enquanto isso Saúde sem hospitais e educação sem escolas.

  • Não precisa se explicar nobre deputada. Nós aqui do Amapá temos memória curta. Logo cai no esquecimento e vossa excelência vai continuar se elegendo.

    • é verdade alguém ainda se lembra da operação mãos limpas W.G-PP-RG-MG…………..lála, lalalala,lalalalala quem tem medo da federal da federal da federal…..

    • Nobre Deputada, eu não duvido que a Sra. conseguiu liberar milhões para o turismo. Só não consegui descobrir ainda, quem e quantos foram fazer turismo e aonde, porque com este absurdo de dinheiro, sei que não foram poucos, da até para fretar a “DISCOVERY” e levar todo PMDB do Amapá a Lua. minha ùnica chateção que é tanto dinheiro, que vai até dar para voltar.

  • Nobre Deputada, o povo do AP acredita cegamente na Sra., pois lhe deu como prova mais um mandato! O povo n’ao d’uvida de sua honra! Deus nos proteja e de sabedoria ao povo do Amap’a! Acorda AP???!!!

    • Concordo com vc caro Breno, o povo tem memória curta, da qui a 4 anos ele se fazendo de vitíma, alías não só ela, toda a sua cupula do Turismo e ainda vão discurasr em um palanque com a maior cara de pau.

  • Não se pode julgar e condenar sem provas. Enquanto a polícia federal não acusar a Deputada Fátima Pelas, não podemos julgá-la. Eu ainda acredito nas palavras da parlamentar. Aguardemos.

    • A PF não pode investigar a deputada, o resultado das investigações pode ensejar a remessa ao supremo para faze-lo

  • Deputada Fatima Pelaes.Sinto muito mais é muito difícil de acreditar na sua inocência, senão vejamos : “Ouvi do Wladimir que o dinheiro voltava para a deputada Fátima, é isso o que eu disse à Polícia Federal. Se repassou [o dinheiro] é outra história, aí eu não sei, mas o Wladimir me falou isso.” (trecho extraído do depoimento do Sr. Erroflynn Paixão – PT – Amapá). Dito isso, é deveras difícil que a Eminente Deputada e seu esposo não estejam enlameados nessa poça de corrupção. Noticia-se o montante de 13,7 milhões já liberados e pasmem, para fomentar Turismo (que turistas???? Afuaenses, Indios????)é claro que toda essa monta seria bem recepcionada pela Saúde, ora falida. Portanto, isso é muito grave e deve ser apurado ao extremo, doa a quem doer.

  • Muito legal a nota, só não me convenceu, pois não entendi o porquê da Deputada ter preferido indicar o Ibrasi para prestar esses serviços ao invés de destinar dinheiro para coisas mais importantes, como obras. Engraçado também é o fato que geralmente os Deputados se orgulham dos seus feitos e fazem questão de dizer que trouxeram dinheiro para isso e para aquilo. “Tá vendo aquela obra lá? Foi com o dinheiro da emenda que coloquei”. E eu fico aqui pensando se a Deputada vai se orgulhar de ter indicado o Ibrasi para receber o dinheiro daquele convênio que, segundo, a imprensa divulgou, foi usado para fins diversos e não muito sérios.

    Também não ouvi a Deputada dizer pela imprensa que estava destinando todo esse dinheiro para fazer cursos de capacitação na área do turismo, senão muitos teriam buscado se profissionalizar, porque era muito dinheiro. Não é uma boa propaganda para a Deputada esse feito que, para mim, estraçalhou a sua imagem queira ela aceitar ou não. Se ela vier a ser investigada (e eu acho que vão investigar porque já há indícios, pelo menos foi o que alguns disseram), quem estava com um pé quase dentro do TCU, estará com um pé quase de fora da Câmara. E ai a merda pode agarrar “dicunforça” na aba da saia da mulher.

    Por enquanto são só especulações e não se pode prejulgá-la, pois seria uma leviandade. Como diz o ditado, cautela e caldo de galinha nunca fez mal a ninguém.

  • Todos os acusados sao inocentes ate que se prove o contrario, mas nesta historia tem muita coisa mal explicada. muitos querem desclalificar a policia federal, mas ela nao iria fazer uma investigação, inventar provas e prender um monte de gente so porque ela queria assim. o problema do nosso pais e a impunidade, no dia que desviar recursos publicos, levar gente para a cadeia de verdade, ficarem presas e terem que devolver o que roubaram este cenario muda ate la, vamos ver muitas operações ainda.

    • É muito fácil acusar as pessoas sem provas, a deputada provará sua inocência, já quebrou o sigilo de todas as suas contas bancárias, vamos ver então as provas, se o discurso do acusador é mais convincente do que o daquele que busca se defender, as provas é que dirão e não o contrário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *